Domingo, 10 de Setembro de 2006

SALTOS ALTOS


Sorayama

A vida com tacão para cima de sete centímetros não é igual. O corpo adquire outra postura. Ombros para trás, peito para a frente e rabo para dentro, obrigam a desviar os olhos do chão. A tensão do abdómen enrijece a confiança dos gestos. Ficando a passada mais firme e o som dos saltos, qual perfume, rabisca no ar a palavra Mulher.

Não fica passivo o espírito perante as diferenças corporais – cresce também. O mundo, visto de cima, fornece horizonte maior, ângulos novos, correntes de ar que desembaraçam o pensamento das poeiras e ciscos e coçados modos de estar. A sensualidade no ondular das ancas, harmonizadas com os saltos, retesa os músculos das pernas e cada passo deixa escrito na calçada: desejo. Não que ela o delibere. Decorre da vertigem de sentir-se em tudo muito mulher. Como se o homem amado lhe enlaçasse a cintura, o gesto um tudo nada descido para que do frémito por ambos sentido só eles saibam, ninguém mais.

Rasando o chão o calçado e caminhando na rua, descai o que com os saltos subiu. Minora o que foi crescido. Esvai os rabiscos no chão e no ar que o caminhar alteado imprimiu. E a mulher fica dona-de-casa, mãe, amiga, cúmplice, colo. Por isso, a casa pede rasura ao chão. Ou, na noite clandestina bem como numa fugida do dia, calçar sapatos de salto e vestir somente a pele.
publicado por Maria Brojo às 11:07
link do post | Veneno ou Açúcar? | favorito
12 comentários:
De ter a 17 de Novembro de 2008 às 15:25
De facto a vida de saltos altos é mais bela, mais sensual, mais tudo. E o prazer de comprar "aquelas " sandálias de saltos altissimos e de caminhar sob elas com sensualidade é divinal. adoro saltos altos. a dorei seu texto
De ter a 17 de Novembro de 2008 às 15:24
De facto a vida de saltos altos é mais bela, mais sensual, mais tudo. E o prazer de comprar "aquelas " sandálias de saltos altissimos e de caminhar sob elas com sensualidade é divinal. adoro saltos altos. a dorei seu texto
De Tati a 21 de Setembro de 2006 às 19:23
Talvez, quem sabe? A cada passo descubro novas facetas nos outros, por que não em mim?
De Tapornumporco a 12 de Setembro de 2006 às 22:07
Já tive esta sensação outras vezes que por aqui passei. Não duvido que a autora do blog seja uma mulher. Mas que em certos posts, como este, revela uma sensibilidade masculina, ai isso é verdade. Neste caso, como noutros, o olhar da autora é o do homem que venera a mulher, que a admira e a deseja. Há qualquer coisa de masculino na tua perspectiva, seja lá o que for...
Mefistófeles
De Tati a 12 de Setembro de 2006 às 09:56
Os saltos altos são tema recorrente na escrita, na pintura e no cinema como fez o Almodóvar, sem por isso ficar limitada a reflexão sobre a vida olhada cima. Influências várias nas obras é coisa comum. Comigo também, já que nada me distingue dos demais. Este texto, como os outros, é original. Meu. A fonte? a minha própria experiência.

A todos agradeço a intervenção.
De Henrique yogador a 11 de Setembro de 2006 às 10:09
Hei Apenina,
São luxuriantes alguns momentos, que vivo ao desfolhar o siu Blog.
não ficaria contudo mal, aferir que algumas lembranças, quando demasiado imediatas só o são por interferência de uma causa exterior.
Quando essa causa é uma publicação, ditam as normas que a ela se faça referência.
Deliciosamente flácido,
cumprimentos
HYogador
(http://www.ssoltasdaluz.blogspot.com/) (http://www.ssoltasdaluz.blogspot.com/))
De João Norte a 10 de Setembro de 2006 às 14:45
Uma análise psicológica interessante. Valia a pena aprofundar esta análise em termos de comportamentais da mulher que usa e do homem perante a "mulher de salto alto"
De Ana a 10 de Setembro de 2006 às 14:39
De uma celebração absolutamente espantosa,ou da pertença da alma em género...sorri,ou daquilo que se lê por dentro num avesso da pele!

Sem palavras e enchendo este silêncio quase cúmplice, um beijo para si e ,se me permite, para o Nuno,vocês são a sensibilidade perfumada que me inibria em cada leitura.
ADOREI!
De Bell a 10 de Setembro de 2006 às 13:36
O texto está espectacular!

Adorei: "..o som dos saltos, qual perfume, rabisca no ar a palavra Mulher."

De saltos, realmente, vimos o mundo de cima e ganhamos outra firmeza na passada, renovamos a sensualidade dos movimentos. Subimos em altura e em auto-estima.
De troblogdita a 10 de Setembro de 2006 às 12:51
B e l í s s i m o!

e olha que eu sou o último dos defensores ou amantes de saltos,
ou era. bem, uma mulher que saiba estar na sua pele, ou vestir uma pele e fazê-la sua...

é bela. apetecível, se for isso que pretende.

é incrível a forma me puseste nos olhos de uma mulher de saltos altos. :-D

belíssimo texto. a mulher encontra nesta página a celebração de cada seu mistério, detalhe, prazer, inquietação. e não vale continuar a enunciação. porque nem se esgota em definições este blogue, está sempre se renovando, nem esse ser, a mulher o posso desconstruir ou compreender com eficácia. mas posso amá-lo. e impulsionar-me na sua direcção. naturalmente o faço, o meu corpo alegra-se na timidez ou na ousadia da minha mente. e é eloquente. o meu espírito e o coração me trazem unido a mulheres que fazem parte do que sou.

um abraço,
nuno.
De Anónimo a 4 de Novembro de 2015 às 17:56
vc e muito gostosa que ti comer
De Anónimo a 4 de Novembro de 2015 às 17:56
quero

Comentar post

mariabrojo@gmail.com

Recomendo:

Exposição de Artes Plásticas - Conceito

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape

últ. comentários

continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...
Autor que não foi possível identificar: Andrew Atr...
De férias , para sempre. Fechou a loja... :-(
Curta as férias querida...Beijos
ABANDONODAVID MOURÃO FERREIRAPor teu livre pensame...
Ainda?Isso aí no Inverno é gelado ;-)
Como a Noite é Longa!Como a noite é longa! Toda a ...
vc e muito gostosa que ti comer

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds