Sexta-feira, 19 de Junho de 2015

FILHOS ABANDONADOS NA GUERRA COLONIAL

Keith Mallet black-is-black-male.jpg

Keith Mallet black-is-black-female.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Keith Mallet – “Black is Black, male”  Keith Mallet – “Black is Black, female”

 

 

 

“Esta é a história de um furriel português que foi viver para a sanzala e que foi feliz na guerra. E de um filho angolano que sempre viveu incompleto. Afinal, o pai de Jorge existe e foi ao seu encontro.”

 

 

Poderia recontar a história. Sempre incompleta pelos detalhes e fotografias que, omissos, subtraem emoção e veracidade a este testemunho de um ex-combatente no início dos anos setenta em Angola.

 

 

Deixo a ligação. Leitura que recomendo vivamente. A História Portuguesa merece. Os cidadãos que somos também.

 

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

 

 

publicado por Maria Brojo às 09:06
link do post | Veneno ou Açúcar? | favorito
2 comentários:
De a.r. a 19 de Junho de 2015 às 14:42
É melhor tarde do que nunca.

Já era tempo deste Estado Português pós 1974, oferecer, com humildade, a dupla nacionalidade aos descendentes dos soldados portugueses que a queiram e também se possível e caso seja o seu desejo o nome paterno, pois neles 50% da genética é lusa. Para que servem o testes de ADN?
Não devem esquecer os soldados de origem africana que serviram sob a bandeira nacional as forças armadas portuguesas, e que foram esquecidos pelos políticos e generais do 25 de Abril. Muitos destes soldados foram vitimas de revanchismo após a descolonização e até mortos.
Quando penso nisto sinto um certo mal estar. O período colonial de Portugal ainda está encerrado pois ainda persistem feridas de injustiça que tem de ser saradas.
De a.r. a 19 de Junho de 2015 às 14:43
É melhor tarde do que nunca.

Já era tempo deste Estado Português pós 1974, oferecer, com humildade, a dupla nacionalidade aos descendentes dos soldados portugueses que a queiram e também se possível e caso seja o seu desejo o nome paterno, pois neles 50% da genética é lusa. Para que servem o testes de ADN?
Não devem esquecer os soldados de origem africana que serviram sob a bandeira nacional as forças armadas portuguesas, e que foram esquecidos pelos políticos e generais do 25 de Abril. Muitos destes soldados foram vitimas de revanchismo após a descolonização e até mortos.
Quando penso nisto sinto um certo mal estar. O período colonial de Portugal ainda não está encerrado pois ainda persistem feridas de injustiça que tem de ser saradas.

Comentar post

mariabrojo@gmail.com

Recomendo:

Exposição de Artes Plásticas - Conceito

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape

últ. comentários

continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...
Autor que não foi possível identificar: Andrew Atr...
De férias , para sempre. Fechou a loja... :-(
Curta as férias querida...Beijos
ABANDONODAVID MOURÃO FERREIRAPor teu livre pensame...
Ainda?Isso aí no Inverno é gelado ;-)
Como a Noite é Longa!Como a noite é longa! Toda a ...
vc e muito gostosa que ti comer

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds