Quarta-feira, 6 de Julho de 2011

DE LEIRIA AOS “STATES”

Zamknij Okno, Eric Drooker, autor que não foi possível identificar

 

Não bastava o bastante, ou à conta disso mesmo, o estádio Magalhães Pessoa de Leiria, um dos (mal) utilizados no Campeonato Europeu de Futebol em 2004, será vendido em fatias: relvado por tanto, estacionamento por tanto diferente, bancadas por tanto outro. Mais parece tratar-se de um salame de chocolate que inteiro é indigesto. Acho bem! Num país com bolsos rotos, a solução fácil é vender o que resta e aboleta, quantas vezes, funcionários a mais, administradores chupistas e instituições ociosas. Tal como no estádio Magalhães Pessoa, só a manutenção desbarata o que não temos: dinheiro. Não é à toa que, a partir de hoje, somos lixo para a agência «ratona» Moody’s.

 

Os Estados Unidos, também ensarilhados com a dívida nacional que não pára de crescer como o pé de feijão da história dos irmãos Grimm, já engendram poupanças. Exemplo é o Empire State Building que utilizará energia eólica, após no ano passado ter estabelecido reduzir até 2013 o consumo de energia eléctrica em 38%. A reforma inclui sistemas de ar condicionado, aquecimento e substituição das janelas, de modo a aproveitar melhor a iluminação natural. Investimento vultuoso, mas extremamente sensato a médio e longo prazo – ganha o planeta, poupam eles. Antes tarde do que nunca esta mudança no pensar americano.

 

Nos “States”, furou as contas o deslocamento do Pólo Magnético da Terra. Então não é que foge cerca de 64Km por ano na direcção da Rússia? Abandonou o extremo norte de Canadá e decidiu avançar. Volúvel, heim? Se para a maioria das gentes o facto nada diz, o mesmo não acontece com o aeroporto de Tampa, na Florida obrigado a mudar a orientação das pistas, ainda que, a bem da paz, não para Meca.  

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

publicado por Maria Brojo às 08:10
link do post | Veneno ou Açúcar? | favorito
8 comentários:
De Perseu a 6 de Julho de 2011 às 17:06

Não desgosto do seu novo estilo de escrita,como sou conservador,preferia o antecedente.
Mas o importante são os conteúdos das crónicas e não modo das escrever.
Fui dos poucos que critiquei o desperdicio na construção nas arenas de futbol.Certo é que não vale a pena lamentar cretinices passadas.
Tavez já tivessemos o novo aeropoto que uge fazer,será que estamos à espera de uma catástrofe de dimensão incalculável para se iniciar o que é permente?
Quanto ao estádio de Leiria;pois que seja vendido a retalho e transformado num vasto pomar de pera rocha,que tão bem se dá naquela região e representa um bom contributo para as nossas exportações.
Tudo isto seria "Una opera bufa"se não fora o drama que estamos a viver e o que adiante se verá.
Mas agora é tempo de férias é tempo de bronzear,é tempo de mostrar o silicone.
De Perseu a 6 de Julho de 2011 às 17:10
FUTEBOL-----PREMENTE-----AEROPORTO.
De c a 7 de Julho de 2011 às 11:03
então e os outros?
ainda bem que defende o aeroporto com maiúsculas ;-)
já a pera é mais das Caldas...
quanto às cretinices (passadas) parece contradizer o conteúdo, como se bastante não bastasse e salame inteiro alguém engulisse ;-)

a química da aprendizagem tem os seus segredos...

http://www.youtube.com/watch?v=x8kNvbklyow
De Maria Brojo a 11 de Julho de 2011 às 16:26
Perseu - tentarei não o desiludir mais. O seu comentário é oportuno e gostei dele.
De c a 7 de Julho de 2011 às 11:44
ainda bem que há fontes (mais) elucidativas e menos 'criativas'.

não foi obrigado nem tem a ver com a paz (qual?) e muito menos com Meca... brinquemos ;-)

http://noticias.terra.com.br/ciencia/noticias/0,,OI4878487-EI238,00-Mudanca+no+polo+magnetico+da+Terra+faz+aeroporto+pintar+pistas.html

quanto ao pé de feijão (?), qual é a moral da estória?

«Há predomínio da esperança e da confiança na vida, os personagens lutam pelos seus ideais, na sua maioria de cunho humanitário. Nota-se uma preocupação fundamental com a sobrevivência e as necessidades básicas do indivíduo. Em oposição, a insaciabilidade humana causa transtornos sem tamanho, podendo até prejudicar a si mesmo e aos outros seres.

A ambiguidade da figura feminina fica bem explicita nas narrativas. É a figura feminina que causa o bem e também o mal. Mostram o resgate através da bondade e do amor e contrapondo-se a esses valores estão os prejuízos causados por ardis e traições. A violência não aparece de forma clara.»

http://www.educ.fc.ul.pt/docentes/opombo/cinema/dossier/cinderela/grimm_biografia.htm

De Maria Brojo a 11 de Julho de 2011 às 16:27
C. - ora aqui está um comentário seu sem mácula.
De c a 11 de Julho de 2011 às 19:37
mas há mais... ;-) assim os queira julgar ;-))

http://www.youtube.com/watch?v=pOOZNUJYU2M
De Anónimo a 7 de Julho de 2011 às 14:35
valer lixo ou merda é o mesmo Quem sâo os culpados? carlos

Comentar post

Recomendo:

Exposição de Artes Plásticas - Conceito

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape

últ. comentários

Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...
Autor que não foi possível identificar: Andrew Atr...
De férias , para sempre. Fechou a loja... :-(
Curta as férias querida...Beijos
ABANDONODAVID MOURÃO FERREIRAPor teu livre pensame...
Ainda?Isso aí no Inverno é gelado ;-)

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds