Terça-feira, 11 de Outubro de 2011

BELO «VERSUS» FEIO

 

Manuela Pinheiro, colecção particular

 

Dos gostos o que mais importa é gostar. Muito. Irreversivelmente, acontece. O belo, seja o que for para a maioria dos humanos, está condicionado ao gosto – teu, meu não. Mas preciso mesmo é animar a malta com qualidade estética, seja na música, nas letras, nas artes plásticas, cénicas - bailado, ópera, teatro. Acredito na beleza das atitudes e dos comportamentos, no ensino e divulgação das artes como modo outro de educar. Porque nunca tudo está esparramado em manuais, ir além é indispensável. Pelos educadores, pelos governantes, pelos líderes de opinião, pela investigação em ciência. Houvesse o culto do belo chuchado com o leite materno ou misturado nos biberões, e cedo seria encaminhado o pepino para estares orientados no sentido da imperfeita perfeição. Sendo exclusivamente individual a leitura dela feita, o desafio que constitui como «meta» sem chegada enriquece o mundo através das várias leituras significantes.

 

E qual o lugar do feio? O que é? _ Aspecto diverso e oposto do que para cada pessoa o belo exprime. Desconfortável quase sempre. Causa repulsa as mais das vezes. Pelos sintomas, bitola? _ Nunca universal, é certeza. Porém, a cada um pertence reacção diferente. _ Pode obliterar a beleza, conceito tão incerto como o anterior, abatê-la em momentos particulares? _ É possível como a guerra, agressões de teores diferentes, as desigualdades sociais, a fome, a miséria.

 

O mundo está dividido em duas partes que dele são essência: o belo e o feio. Todos os humanos também as possuem em fracções variáveis que as vidas e o planeta reflectem. À conta do belo criamos, pelo feio destruímos.

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

publicado por Maria Brojo às 09:09
link do post | Veneno ou Açúcar? | favorito
5 comentários:
De c a 11 de Outubro de 2011 às 17:07
como quase hábito, meu sim, ver diferente

há belo, bonito, lindo, engraçado, interessante.

há monstruoso, horrível, feio, sem graça, sem interesse

mas há também o neutro, normal, corrente... e é muito coisa e muito importante, vital mesmo... e o que conta é que seja bom (bem feito, de acordo com as normas), eficiente, eficaz, competitivo, apetecível

e é disso que vivemos (dependemos?) - os povos, as nações, os estados - e também é nisso que (Nós) não somos ganhadores

vejam-se os incêndios... que alguém com sensibilidade e saber de artista titulou "o belo horrível"

variações

quem feio ama bonito lhe parece
quem bonito tem não sabe se lhe pertence
quem feio ama gosta de ter confiança
porque a beleza nem sempre deu muita segurança quem feio ama tem os olhos convencidos
e só vê beleza em todos os sentidos
quem feio ama lá tem as suas paixões
tem no seu segredo outras compensações
quem feio gosta tem um gostar mais profundo
que o que está à mostra será bom mas não é tudo são concepções dos olhos de quem nos colhe
que ser feio ou bonito depende de quem nos olhe

http://www.youtube.com/watch?v=0iIoDw6rRMk
De c a 11 de Outubro de 2011 às 17:32
um outro que me escapou

"No período romântico, Edmund Burke apontou as diferenças entre a beleza em seu sentido clássico e o sublime. O conceito de sublime de Burke e Kant nos permitiu compreender que, mesmo a arte gótica e a arquitetura não sendo sempre "simétricas" ou aderentes ao padrão clássico de beleza como o outro estilo, não é possível dizer que a arte gótica é "feia" ou irracional: é apenas uma outra categoria estética, a categoria sublime."

para acrescentar este, algo do passado?

"Para a filosofia, a beleza advém da pureza do raciocínio, da surpresa e da consistência dos axiomas. Raramente está relacionada à aparência superficial (salvo no caso das correntes como o hedonismo, por exemplo). Já para os religiosos, a verdadeira beleza está na integralidade da propriedade da conduta do indivíduo para com um plano sagrado, em detrimento do mundo físico. Quanto mais completa é a imersão e desprendimento do mundo vulgar, maior beleza há naquele que a faz viver."

http://pt.wikipedia.org/wiki/Beleza

http://www.youtube.com/watch?v=8uUfaaNq1qQ





De she a 12 de Outubro de 2011 às 17:48
Este C. é fenomenal- brilhante! Adorei!
De c a 12 de Outubro de 2011 às 21:13
gosto de intervir, my way, I believe...

http://www.youtube.com/watch?v=ce8HZ2keKwk

De zeka a 23 de Janeiro de 2018 às 02:10
Olá!

Como vai?

Já passaram uns meses... sem saber de si.

Saudades

ex curioso anónimo

Comentar post

últ. comentários

Olá Teresa: Fico contente com a tua correção "frei...
jotaeme desculpa a correcção, mas o rei freirático...
Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...
Autor que não foi possível identificar: Andrew Atr...
De férias , para sempre. Fechou a loja... :-(
Curta as férias querida...Beijos

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds