Sábado, 22 de Outubro de 2011

SENHORA/PUTA

Al Moore

 

Há muito tomou assento no lugares-comuns sociais a ideal combinação senhora/puta, respeitados que sejam os locais convencionados: a primeira à mesa, a segunda na cama. Ora, este é conceito tacanho, remetendo para o tempo das delicadas essências senhoris por oposição ao fedor encorpado na meretriz de rua. Hoje, olfacto e visão falham como juízes quando damas de aluguer adoptam postura de senhora. Ou o contrário para as misteriosas "belle de jour".

As putas genuínas, as que no trottoir têm lugar marcado ou andante, perderam algum do exotismo que lhes adivinha da boçalidade dos gestos e excentricidade do visual. Lêem, por ora, revistas cor-de-rosa, copiam as calças, cabelo, postura e maquilhagem da Cinha Jardim. Quem as vir tomará como certo que os lusos supermercados do sexo não descuram embalagens ou certificações. Problema: como no demais que é nosso, atamanca-se o fundamental por ausência de fundos ou pachorra ou incapacidade e apura-se a caiadela que o velho fará luzir como novo. Um despacho.

 

Desde há séculos, a moral hipócrita transmitida de geração em geração maldizia os apetites sensuais e o gozo do corpo. Mais grave na tabela dos pecados se feminino. Meninas educadas para a modéstia, castidade até ao casamento e, daí em diante, sempre com o objectivo da procriação. Importante: não esquecer Ave-Maria antes, Pai Nosso depois ou qualquer reza equivalente. Como fosse imolação.

Voltando às putas senhoras e às senhoras putas. Mulher que é mulher não confundiu educação e diploma académico com peça de enxoval. Ginasticou o intelecto, apurou polimento sem esquecer regar a lascívia no íntimo jardim dos prazeres. «Putices» ou não. E quando mulher assim caminha, inebriada pelos sensuais apelos dos canteiros onde frui delícias, não cuida de dissecar com pinça e bisturi a proveniência dos desvelos sexuais a que se entrega. Ondulando no desejo, os suspiros e a fala dura nos tais momentos de ascensão directa aos céus, serão, classicamente, impulsos de rameiras? Inerentes à mulher via herança da mãe natura? Degenerescência civilizacional? Aprendidos na feitura de delicados bordados em ‘ponto pé de flor’ é que não.

 

Nota: devo aos colaboradores Veneno C., Acuçar C. e Cão do Nilo os três vídeos sobre o assassinato de Muammar Abu Minyar al-Gaddafi publicados hoje no 'Café da Manhã' de ontem.

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

Sugestão de Veneno C.

 

publicado por Maria Brojo às 07:12
link | Veneno ou Açúcar? | favorito
14 comentários:
De she a 24 de Outubro de 2011
Mais acrescento que se revela muito interessante as origens que revelou do vocábulo vernaculizante, acrescentando que, então, por essa linha de raciocínio, a tradição manteve-se, apenas se marxizou- passo a explicar- hoje, (quase) todos os bacanos/bacanas vergam a coluna pela "prostituta universal". Claro que os preços mudam do V na testa conforme os segmentos de mercado, mas vai dar tudo ao mesmo, não é verdade? è mais ou menos como a lógica stalinista adequada ao contexto "vendido/a por 10 é uma GP, vendida por 100.000 é uma senhora" :)))...pois, é só uma questão de zeros à direita, mas la merde c´est la même...
De c a 24 de Outubro de 2011
dá p'ra baralhar e voltar a dar, jogo é jogo, azar duns... sorte doutras? Ladrão licenciado não é um reles gatuno analfabeto, sem bases filosóficas para a nobreza do acto de ludibriar o próximo

bem formada, e perfumada... será uma licenciada (doutora, professora, mestra) da arte de gozar e fazer gozar os pró$$imos

há vários valores em jogo, marximizados ou capitalizados

http://www.youtube.com/watch?v=nLIxDgO6Q4E

http://www.youtube.com/watch?v=1eR52AQ9-gY
De c a 25 de Outubro de 2011
cara She

aquela do acento, já que falo também do assento, podia ter sido contornada com um simples espaço, ficando 'lamentável mente' (de puta gralha, que só atrapalha!) e que também mente, a ela e a quem a sustenta... mas voltando ao assento... descubro que a vantagem já não é só no voar encostado

http://www.marksdailyapple.com/standing-at-work/

sitting for extended periods of time is strongly linked with increased mortality and metabolic syndrome, regardless of how much exercise a sitter gets

http://www.telegraph.co.uk/travel/travelnews/8001351/SkyRider-new-saddle-seat-allows-airlines-to-cram-more-passengers.html

Comentar post

últ. comentários

Olá Tudo bem?Faço votos JS
Vim aqui só pra comentar que o cara da imagem pare...
Olá Teresa: Fico contente com a tua correção "frei...
jotaeme desculpa a correcção, mas o rei freirático...
Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...
Autor que não foi possível identificar: Andrew Atr...

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds