Quinta-feira, 1 de Dezembro de 2011

MEDOS

 

Medos - rastos que procuramos ocultar e partem galhos delatores no caminho.

Medos - fantasmas de memórias ou projecções (in)conscientes.

Medos - dedos de gelo que escrevem na pele arrepiada «Vós, que aqui entrais, deixai lá fora toda a esperança».

Medos - manipuladores; deixam-nos indefesos perante a perversidade de alguns ou a mera estupidez de quem julga tudo poder.

Medos - sombras que embaciam o olhar e espremem veneno na cor dos dias.

Medos - ladrões da confiança e dos atavios da vida.

Medos - arma e armadura.

Medos - monstros íntimos ou desculpas rotas.

Medos - desafio irresistível. Ao terem-me na conta de junco débil, esquecem que vendavais não me derrubam, apenas inclinam.

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

publicado por Maria Brojo às 02:25
link | Veneno ou Açúcar? | favorito
4 comentários:
De Veneno C. a 1 de Dezembro de 2011
Não concordo com o veneno ali posto como medo espremido na cor dos dias.

O veneno é mais radical... não gosta de brincar com imagens e alegorias: destrói, extermina, mata, salva.

Vejam esta falta aplicação venenosa:

Do oncologista brasileiro Drauzio Varella
"No mundo actual, investe-se cinco vezes mais em medicamentos para a virilidade masculina e silicones para as mulheres do que na cura do Alzheimer. Daqui a alguns anos, teremos velhas de mamas grandes e velhos com pénis duro, mas nenhum se recordará para que servem".

As minhas preferidas:

Assim como uma gota de veneno compromete um balde inteiro, também a mentira, por menor que seja, estraga toda a nossa vida.
Mahatma Gandhi

Guardar ressentimento é como tomar veneno e esperar que a outra pessoa morra.
William Shakespeare

A ausência do ser amado deixa atrás de si um lento veneno que se chama esquecimento.
Claude Aveline

A ciência é o grande antídoto do veneno do entusiasmo e da superstição.
Adam Smith

http://www.youtube.com/watch?v=SeU5Uv-T9ws

De c a 1 de Dezembro de 2011
àquelas horas... estaria numa de medonhas, formidáveis, insónias?

aproveitando as deixas... aqui vai mais Seixas

medo de amar
medo do fraco

"Eu que já andei
Pelos quatro cantos do mundo
Procurando
Foi justamente num sonho
Que Ele me falou"

Às vezes você me pergunta
Por que é que eu sou tão calado
Não falo de amor quase nada
Nem fico sorrindo ao teu lado...

Você pensa em mim toda hora
Me come, me cospe, me deixa
Talvez você não entenda
Mas hoje eu vou lhe mostrar...

Eu sou a luz das estrelas
Eu sou a cor do luar
Eu sou as coisas da vida
Eu sou o mêdo de amar...

Eu sou o medo do fraco
A força da imaginação
O blefe do jogador
Eu sou, eu fui, eu vou..

Gita! Gita! Gita!
Gita! Gita!

Eu sou o seu sacrifício
A placa de contra-mão
O sangue no olhar do vampiro
E as juras de maldição...

Eu sou a vela que acende
Eu sou a luz que se apaga
Eu sou a beira do abismo
Eu sou o tudo e o nada...

Por que você me pergunta?
Perguntas não vão lhe mostrar
Que eu sou feito da terra
Do fogo, da água e do ar...

Você me tem todo dia
Mas não sabe se é bom ou ruim
Mas saiba que eu estou em você
Mas você não está em mim...

Das telhas eu sou o telhado
A pesca do pescador
A letra "A" tem meu nome
Dos sonhos eu sou o amor...

Eu sou a dona de casa
Nos pegue pagues do mundo
Eu sou a mão do carrasco
Sou raso, largo, profundo...

Gita! Gita! Gita!
Gita! Gita!

Eu sou a mosca da sopa
E o dente do tubarão
Eu sou os olhos do cego
E a cegueira da visão...

Euuuuuu!
Mas eu sou o amargo da língua
A mãe, o pai e o avô
O filho que ainda não veio
O início, o fim e o meio
O início, o fim e o meio
Euuuuu sou o início
O fim e o meio
Euuuuu sou o início
O fim e o meio...

http://www.youtube.com/watch?&v=0OanzTYmX2Q&NR=1
De -pirata-vermelho- a 1 de Dezembro de 2011
O café continua de lote vulgar e 'queimado'...
o q'vale é que há clientes pra tudo.


Bom Natal!
De c a 2 de Dezembro de 2011
para (ajudar a) disfarçar... ou talvez não?

«Vejam o vídeo. Se, depois disto, acharem que têm o direito de (continuar a) comprar cremes ou batons ou lápis dos olhos de marcas que fazem isto aos animais, continuem a fazê-lo. Porque, se por leviandade ou por indiferença o fazem... só podem mesmo tentar melhorar o exterior, porque o interior já nem sequer há-de ser feio, há-de ser podre.»

http://www.youtube.com/watch?v=zLZMxRP_F5w#!

http://girls-go.blogs.sapo.pt/723877.html

Perdu C'est Celui Qui A Perdu Sa Passion

«Ao contrário da maior parte das pessoas, não vou pôr-me com falsas modéstias: sou gira, sou inteligente, sou interessante. Mas também sou Má... como todas as mulheres, não é? Como perceberão com as leituras, e como este é um reflexo de mim, naturalmente tenho um blog bipolar!»
Bad Girls Go Everywhere

Comentar post

últ. comentários

Olá. Posso falar consigo sobre a sua tia Irmã Mar...
Olá Tudo bem?Faço votos JS
Vim aqui só pra comentar que o cara da imagem pare...
Olá Teresa: Fico contente com a tua correção "frei...
jotaeme desculpa a correcção, mas o rei freirático...
Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds