Quarta-feira, 7 de Dezembro de 2011

E VÃO TRÊS!

Scott Listfield, Halmagean

 

E vão três! Este é o número de planetas identificados, fora do Sistema Solar, propícios a acolherem vida tal como a entendemos. O interesse maior, além da descoberta científica per si, é situarem-se em não raras ‘zonas orbitais habitáveis’ – regiões próximas de uma estrela com temperaturas adequadas para existir água líquida. Na Terra, ocupa a vasta maioria da sua área: cerca de setenta e um por cento. Sem ela, é sabido, não sobreviveriam espécies vegetais e animais e o nosso planeta mais não seria que massa compacta, poeirenta à superfície tomando para comparação a Lua.

 

Com a descoberta rejubilam os cientistas ao preverem aproximar-se o momento de ser lobrigado planeta parecido com a Terra. O último, divulgado anteontem e sujeito a estudo pelos investigadores da NASA, orbita 290 dias no sistema em redor duma estrela pequena, fria, mas similar ao nosso bendito Sol.

 

Se em Maio, o Centro Francês de Investigação Científica anunciou a habitabilidade de um dos planetas que roda em torno da estrela-anã Gliese 581, três meses depois, Agosto, astrónomos helvéticos confirmaram a existência de um outro ‘exoplaneta’ - “planeta fora do Sistema Solar” - também em zona orbital habitável e de seu nome HD 85512b.

 

A sonda Kepler, desde 2009, cumpre a missão de procurar ‘planetas-irmãos’ deste que habitamos. Que a humanidade, num gigante salto de conhecimento da ciência e da técnica, engendre recursos para observar em detalhe e percorrer os 600 anos-luz que separam o «novo» Kepler 22-b da Terra. Sendo habitado, talvez constitua exemplo para energúmenos aqui nativos que, por incúria e/ou maldade, destroem o nosso planeta e prove aos terrenos não serem no Universo nem únicos nem maiorais.

 

(url)

  

CAFÉ DA MANHÃ

 

Sugestão da querida Amiga Dobra.

 

publicado por Maria Brojo às 07:30
link | Veneno ou Açúcar? | favorito
8 comentários:
De c a 7 de Dezembro de 2011
ganda perda de tempo (e doutros recursos) para a pobre humanidade que trata menos bem de si própria :-(

não é nada razoável votar nos desígnios apontados, pois nem lógica têm: podemos bem manter os pés no chão (Terra) e trocar os 600 anos-luz do infinito espaço por 600 metros quadrados (estes plurais são 'agora' aceites?) à volta da nossa 'terra' para os ( e nos) protegermos da invasão da miséria que cresce de dia p'ra dia :-(

não é verdade que o dito orbita (só) 290 dias: ele passa a vida a orbitar... pois não sabe fazer mais nada... e, como para os terrenos, parar é morrer ;-))

a ganda descoberta é pequena... comparada com a de há 4,5 anos

http://www.dn.pt/inicio/interior.aspx?content_id=656483

o 'agora' é relativo...

«A primeira referência ao Kepler-22b surgiu em 2009, mas só agora foi possível confirmar a existência do planeta. E isto porque os procedimentos em vigor na NASA exigem três "avistamentos" antes da confirmação da existência de um novo planeta, informa a New Scientist.»

Ler mais: http://aeiou.exameinformatica.pt/chama-se-kepler-22b-mas-podia-ser-a-terra=f1011330#ixzz1fqbjRQY7

aqui diz-se que a distância do dito à Terra é de apenas 36 anos-luz... (mal se nota?)

http://en.wikipedia.org/wiki/HD_85512_b

entretanto, qual será o destino (a curto prazo) do 'planeta-satélite-cometa-estrela cadente' Euro?
De c a 7 de Dezembro de 2011
as fontes nem sempre fazem brotar água potável :-(

aqui lê-se «600 mil anos-luz»

e diz-se

«Um planeta em tudo semelhante ao nosso...»

e

«A 600 mil anos-luz da Terra, apresenta uma superfície rochosa a uma temperatura média de 22º C, em tudo semelhante ao nosso planeta. »

ora... estas divagações 'literárias' do Daniel Vidal não têm qualquer valor para serem reaproveitadas à semelhança da lengalenga 'quem conta um conto...' :-(

De c a 7 de Dezembro de 2011
faltou o 'aqui'

http://www.sabado.pt/Multimedia/FOTOS/Mundo/Fotogaleria-(289).aspx
De c a 7 de Dezembro de 2011
vejam o em tudo semelhante:

«At 2.4 times the size of the Earth, Kepler 22b is substantially larger than Earth and may therefore have a different composition. For example, the newly discovered planet may not be Earth-like, but rather more like Neptune, which is mostly ocean with a small rocky core.
Nonetheless, Natalie Batalha, one of the scientists on the project, speculated "it's not beyond the realm of possibility that life could exist in such an ocean."»

http://en.wikipedia.org/wiki/Kepler-22b

quem te manda... ;-))

http://www.youtube.com/watch?v=yAsiavCdgEo
De c a 7 de Dezembro de 2011
cada cabeça... aqui fala-se em 1000 anos-luz


cada um devia falar do que sabe...

«Na passada segunda-feira, dia 4 de Julho, o telescópio espacial atingiu um novo marco histórico com a realização da sua milionésima observação. O alvo foi o exoplaneta HAT-P-7b, um “Júpiter Quente” a cerca de 1000 anos-luz da Terra e que foi estudado em detalhe pelo telescópio Kepler (o planeta é também conhecido por Kepler-2b). O objectivo da observação foi procurar a assinatura espectral da água (vapor de) na atmosfera do planeta durante um trânsito. »
Luís Lopes

Luís Lopes é professor no departamento de Ciência de Computadores da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto. Astrónomo amador há mais de 25 anos, interessa-se pela ciência em geral e pela sua divulgação. Acompanha com especial atenção os desenvolvimentos nas áreas de exoplanetas e da evolução estelar. Gosta de estar com a família, de ler um bom livro, de plantar e ver crescer árvores e de passar noites a observar o céu. Também escreve para o AstroPT de vez em quando ;-)

http://astropt.org/blog/2011/07/05/milionesima-observacao-feita-pelo-hubble-e-de-um-exoplaneta/
-------
NASA's Hubble Space Telescope crossed another milestone in its space odyssey of exploration and discovery. On Monday, July 4, the Earth-orbiting observatory logged its one millionth science observation during a search for water in an exoplanet's atmosphere 1,000 light-years </>away.

"For 21 years Hubble has been the premier space science observatory, astounding us with deeply beautiful imagery and enabling ground-breaking science across a wide spectrum of astronomical disciplines," said NASA Administrator Charles Bolden. He piloted the space shuttle mission that carried Hubble to orbit. "The fact that Hubble met this milestone while studying a faraway planet is a remarkable reminder of its strength and legacy."
...
http://hubblesite.org/newscenter/archive/releases/2011/22/full/
De -pirata-vermelho- a 7 de Dezembro de 2011
Gosto do título da zurrapa; é grosseiro... giro!

Boa!
De Maria Brojo a 8 de Dezembro de 2011
Pirata-Vermelho - domingo, novo desafio. Prémio outro 'pra' não enjoar.
De -pirata-vermelho- a 9 de Dezembro de 2011
(nem me ouve...
anda completamente pedrada com tubes)


Tem que fraccionar o blog.
Demora muito tempo a carregar
(tube a mais... é com'ó pó, entope)

Comentar post

últ. comentários

Olá Tudo bem?Faço votos JS
Vim aqui só pra comentar que o cara da imagem pare...
Olá Teresa: Fico contente com a tua correção "frei...
jotaeme desculpa a correcção, mas o rei freirático...
Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...
Autor que não foi possível identificar: Andrew Atr...

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds