Quinta-feira, 8 de Dezembro de 2011

ESQUIFES, FORCAS E OUTROS SIGNOS

DiegoRivera (Guanajuato, 8 de Dezembro, de 1886 – San Ángel, 24 de Novembro de 1957), Frida Kahlo

 

Para quem trabalha no horário que já foi das nove às cinco e agora termina quando calha dando jeito ao patrão, é de aproveitar este oito de Dezembro para despedir o sono atrasado da semana. De caminho, é juntar a despedida deste feriado santo, das ‘As’ sem portagens, duns euros mensais, do “vou ali já venho que a ‘Ax’ é rápida e ponho-me lá num pulo”. Para gozar ócios nesta quinta melhor ficar em casa com um livro na mão ou caminhar em passo estugado no espaço verde mais próximo ou entreter a família com jogos que todos envolvam ou repor a conversa comum em dia. Vale o fecho da maioria do comércio de bairro que assim desvia de gastos os passantes e contribui para a nossa economia subir um degrau a caminho da forca em espera.

 

Recuados estão os ânimos do “não pagamos, não pagamos!” Agora, após o jogo do «glorioso» na Luz, reúnem-se meia dúzia de revoltados junto às novas portagens que começaram a sacar às zero horas d’hoje. Mascaram-se de Cavaco, de Sócrates, de Pedro Passos Coelho sem esquecerem, lá para os Algarves, Paulo Portas, Macário Correia e os deputados algarvios Miguel Freitas (PS) e Mendes Bota (PSD). Um esquife com a forma do mapa algarvio e está feita a «manif». “Juram a pés juntos” utilizarem doravante a mortífera “125 Azul”, resistem um par de horas e, depois, “ala pra cama que se faz tarde, tenho a mulher à espera e não quero que me atazane logo hoje q’tou feliz como um alho por o Benfica continuar na Liga dos Campeões.”

 

Durante este feriado que à meia-noite vai a enterrar sem honra nem glória, são prováveis pedras, cacetadas e uns “agarrem-me que me vou a eles” por gargantas inflamadas e espíritos tementes a passarem por indignados com outros valentes «eles».

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

Lembra o Google: 125º aniversário de Diego Rivera (Guanajuato, 8 de Dezembro, de 1886 – San Ángel, 24 de Novembro de 1957).

 

publicado por Maria Brojo às 08:33
link | Veneno ou Açúcar? | favorito
15 comentários:
De c a 8 de Dezembro de 2011
será da minha cabeça... ou o feriado finado foi na semana passada? este dia santo é para continuar, com(o) todos que o sejam, pois assim deve(m) ser ;-)

http://marafado.wordpress.com/2011/12/06/a-embirracao-com-os-feriados/

agradar ao patrão (agradando a si próprio/a?) é como deve ser... que mal virá disso ao mundo, se é a lei da vida: e pluribus unum e/ou 'olho por olho...'

será que o agradar ao patrão (em horário calhando prolongado... ) é também a causa desse 'sono atrasado da semana' que ainda só leva 3 noites?
se o patrão for justo e reconhecedor... haverá certamente lugar para folgas compensadoras... saber esperar também faz parte do jogo ;-))

ficar de livro na mão já foi pena noutros tempos e é prejudicial aos tendões ;-))

http://educarparacrescer.abril.com.br/comportamento/palmadinha-fora-lei-584360.shtml

quanto aos gastos... não são esses que salvam a economia da forca (especialmente quando ela já está há muito dependurada) pois poderá sempre gastar amanhã o que sobrar hoje (fazer economias...)

quanto ao 'feliz como um alho' só se for pa rimar e há muita menina que que vai com ele à manif (e à bola... )

um santo e imaculado dia para conceber melhores saídas para a recuperação dos ânimos e das despesas

http://www.youtube.com/watch?v=aq17FRELtLg
De Anónimo a 8 de Dezembro de 2011
Vá a leiria e descubra as valentes tareias que o socrates dava na mulher -D.Sofia Uva.Quem nao ficou revoltado com o discurso do chulo vigarista.
Uma mulher de Leiria
De Anónimo a 8 de Dezembro de 2011
Xântipe era a mulher de Sócrates e possivelmente mãe dos três filhos, Lamprocles, Sophroniscus e Menexenus; segundo Aristóteles, citado por Diógenes Laércio, Sophroniscus e Menexenus eram filhos da segunda esposa de Sócrates, Myrto, filha de Aristides, o Justo. Há mais estórias sobre ela do que fatos. É provável que tenha sido mais jovem que o filósofo, talvez em cerca de até 40 anos.

Logo (á noite...) o velho (filósofo) era teso...

Outras razões de peso:

Xãntipe significa "cavalo loiro", do grego "xanthos" (loiro) "hippos" (cavalo). Ela é uma das muitas personalidades gregas com um nome relativo a cavalo (cf. Philippos: "amante de cavalo"; Hippocrates: "domador de cavalo" etc). O "hippos" em grego antigo refere-se a um nome de origem arsitocrática. Os gregos antigos tinham o costume de batizar a criança primogênita com o nome do avô mais ilustre.

O pai de Xântipe foi batizado com o nome de Lamprocles. Visto que ele era até mais bem estabelecido na aristocracia de Atenas do que o pai de Sócrates, o nome teria sido o preferido na escolha para o do primogênito.

Daí as valentes tareias serem verdadeiramente históricas ;-))

Indo eu atrás da uva da Sofia (também de origem grega e muito sabedora):

Sabe o que quer da vida, e também como chegar lá. Tem grande habilidade para envolver as pessoas que podem ajudá-lo a tocar e realizar seus projetos, não se importa em ter que usar um teatrinho quando necessário. Possui uma sensualidade que não passa despercebida por ninguém, e aprendeu a se valer desta arma. Principalmente entre quatro paredes. Mas tome cuidado pois é um grande perigo se tornar dominador demais.

OUSADIA, ESPÍRITO COMPETITIVO, INDEPENDÊNCIA, FORÇA DE VONTADE, ORIGINALIDADE
Independente e dinâmico são características de um líder, e é desta forma que é visto. É necessário à pessoa desta personalidade agir com tato, diplomacia e paciência, evitando de ser vista como egoísta ou autoritária. Com frequência é procurada para assumir projetos e empreendimentos pois sua autoconfiança e facilidade em enfrentar os obstáculos são qualidades notórias, e as pessoas acreditam na sua eficiencia em tomar conta das situações. É o tipo de pessoa que não se deixa afetar quando existe oposição à suas idéias ou ações. Por agir com equilibrio sempre tem o apoio dos que o seguem e acreditam na sua liderança. Para alcançar a vibração positiva que emana do número 1 é preciso concentrar-se em atingir seu objetivo, coisa que costuma fazer com muita originalidade. Personalidades deste número são rapidamente notados pois conquistam facilmente a todos e costumam ser o centro das atenções.

Então os resultados só poderiam ser altamente compensadores:

http://entretenimento.r7.com/blogs/enodeco/tag/sofia-uva/

http://www.facebook.com/people/Sofia-Uva/1075956514

Gandas mulheres (de Leiria, Aljubarrota e Beiras... ) e pobres Sócrates ;-))

http://www.youtube.com/watch?v=JmN389MNwEI



De Anónimo a 8 de Dezembro de 2011
If I were a boy

I stumbled across this vid by accident, but I must say Reba did an awesome job with this song...singing, of course, but all the little things -- hand movements, shoulder shrug, arm waves, facial expressions, voice inflections...all made this an incredible performance...country isn't my thing, but I can appreciate great performances in any genre...props to you Ms. McEntire

http://www.youtube.com/watch?v=NLL9babg8zA

http://www.youtube.com/watch?v=HCjALaD-K2Q

http://www.youtube.com/watch?v=gtcos8YhgxI

http://www.youtube.com/watch?v=qy-_hxmft7Q

http://www.youtube.com/watch?v=139X-uuyvaQ
De Anónimo a 8 de Dezembro de 2011
LISTENING TO OTIS MAKES ME THINK OF ALL MY SELFISH CHEATING WAYS AND HOW MANY GREAT WOMEN I HAVE LOST, OTIS MAKES A MAN APPRECIATE HAVING A GOOD WOMEN, OTIS WILL BE FOREVER TIMELESS
SINCERELY ROMOZYIAHBLUE62

http://www.youtube.com/watch?v=vdLlO_5VxIQ

http://www.youtube.com/watch?v=vQh112HQsoE

http://www.youtube.com/watch?v=NJiC6cA3dUA

http://www.youtube.com/watch?v=T5Xl0Qry-hA
De Perro Bolivariano y del Nilo a 8 de Dezembro de 2011
It is perhaps understandable that Rivera's work became inextricably linked with social realism. His trip to the U.S.S.R. in 1927-28 brought him into contact with many young Russian artist who later carried out government mural commissions, and his works were well known in Moscow through the publication of newspaper and magazine articles. The artists, such as Ben Shahn, with whom Rivera associated during his two stays in New York were politically active individuals who, like their Russian counterparts, admired Rivera as the great revolutionary who had put into practice what they still hoped to achieve. Rivera's political philosophy and subject of his murals did create a common bond between his work and that of the social realists. However, his mural style, indeed his overall aesthetic, modeled as it was on his studies of Italian Renaissance frescoes, classical proportions, pre-Colombian sculptural forms, Cubist space, and Futurist conventions of movement, bears little relationship to social realism.

Over the past forty years, critical opinion in the United States has remained virtually unchanged: Rivera's work and the Mexican mural movement as a whole have been characterized as politically motivated, stylistically retrograde, and historically isolated. Furthermore, Mexican scholars have traditionally emphasized the overt revolutionary ideals and didactic content of Rivera's murals in Mexico, thus extolling the very aspects of his work that have carried a negative connotation in the United States. In Mexico Rivera's work is synonymous with institutionalized ideals of the Mexican Revolution, which promoted indigenous culture to the exclusion of foreign influence. As a consequence, in Mexico the vast body of published literature on Rivera has concentrated on his Mexican murals, while little attention has been given to his work in the United States and Europe or to his easel paintings and drawings.

Rivera's own statements support this view of his art as a unique and indigenous effort in service of revolutionary ideals. In his autobiography, "My Art, My Life", his Paris years and his sojourn in Italy are acknowledged as preparation for the creation of new revolutionary murals, but he characterized the formation of his mural style as spontaneously generated from indigenous Mexican culture:

My homecoming produced an aesthetic exhilaration which it is impossible to describe. It was as if I were being born anew, born in a new world... I was in the very center of the plastic world, where forms and colors existed in absolute purity. In everything I saw a potential masterpiece - the crowds, the markets, the festivals, the marching battalions, the workingmen in the shop and in the fields - in every glowing face, in every luminous child... My style was born as children are born, in a moment, except that this birth had come after a torturous pregnancy of thirty-five years.“

While it is clear that the major accomplishments of Rivera's career were his vast mural programs in Mexico and the United States, the tendency of scholars and critics to limit their perspective and focus only on those works has served to overshadow his overall accomplishments as an artist.

Rivera's life was filled with contradictions - a pioneer of Cubism who promoted art for art's sake, he became one of the leaders of the Mexican Mural Renaissance; a Marxist/Communist, he received mural commissions from the United States corporate establishment; a champion of the worker, he had a deep fascination with the form and function of machines and pronounced engineer America's greatest artists; a great revolutionary artist, he also painted society portraits.

Part of the challenge in organizing this exhibition has been the attempt to separate fact from fiction. Gladys March, who wrote "My Art, My Life" with Rivera, commented on his mythologizing:

Rivera, who... was to transform the history of Mexico into one of the great myths of our century, could not, in recalling his own life to me, suppress his colossal fancy. He had already converted certain events, particularly of his early years, into legends.

Outro "generoso"....

“http://youtu.be/2fGVS0tRa7o

http://youtu.be/4xRJ6jbCv1o



De c a 8 de Dezembro de 2011
então... Fancy - Bolero

http://www.youtube.com/watch?v=0bs66fVgrG8

Flames of Love

http://www.youtube.com/watch?v=MZgf9-ByHeU&NR=1

Fancy

When you listen to the lyrics of this wonderful song. The "female voice" of this song is describing how she overcame poverty through prostituting herself through "Aristrocrats." If you look up the word "aristrocracy," in the dictionary, you will find something akin to "government by the best or most outstanding citizens of society, or 'ruling body of nobles'." Yet, as we see in the media, those government officials are taking advantage of the very vulnerable citizens they claim to protect!

http://www.youtube.com/watch?v=_K6Y-YGZUec

preguntitas sobre Dios

http://www.youtube.com/watch?v=y9orT1dgPIQ

vientos del pueblo

http://www.youtube.com/watch?v=QNe0oNA8Ik8
De c a 8 de Dezembro de 2011
mais de acordo com a realidade

http://www.youtube.com/watch?v=_3xw3fCau3s

el Museo Mural

http://www.youtube.com/watch?v=oIkFG6_QrZM

http://www.youtube.com/watch?v=M_yazFb48Is

a história do México

http://www.youtube.com/watch?v=MJ7eiE8ulOA

ele fala de Frida

http://www.youtube.com/watch?v=wluARr76T10

Frida - viva la vida

http://www.youtube.com/watch?v=yDVB3QDkWC8

Frida com Chavela

http://www.youtube.com/watch?v=d9T-XqgLToA

com tango

http://www.youtube.com/watch?v=f62cXQLwF68
De -pirata-vermelho- a 9 de Dezembro de 2011
(Estes gajos são malucos!)

Oh D Teresa, pra que é qu'estes seus amigos exóticos copiam pr'aqui páginas wiki e links e tralha avulsa aos montes?
É para provocar a ilusão de que sabem ou a ilusão de que informam?

(Ganda seca...)
De -pirata-vermelho- a 9 de Dezembro de 2011
...e
depois
não 'inventam' nada,
seguem o que você diz, sem espírito nem imaginação, a concordar armados em vivos ou a fingir que discordam armados em mauzãos! mas sempre seguidistas, com'ó cãozinho à espera que você atire o pau...
e artistas! umasenhora diz que o outro bate a namulher e vai o cãozinho, apanha o pau no ar e vai parar à Grécia.

(ganda falta d'assunto... seca!)



(doença)



(isto era um blog tão giro... )
De Anónimo a 9 de Dezembro de 2011
Tim-tim por tim-tim:

À custa da mulher do Sócrates, uma suposta Uva, viajámos pela wiki até à Grécia antiga, para não alimentarmos coscuvilhices e para nos divertirmos com a velha civilização.

À custa do Google, que serviu tão bem para ilustrar este texto, fomos espremer a Uva (Sofia) e...

Então os resultados só poderiam ser altamente compensadores:

http://entretenimento.r7.com/blogs/enodeco/tag/sofia-uva/

Agora falta escolher: nós gostamos desta pinga e os comentários são livres, aparentemente, e os seus pecam pela enorme falta de piada, não acha?

Talvez goste desta Irina:

http://www.youtube.com/watch?v=0ByGl7XapSU

http://www.youtube.com/watch?v=FKyMrDUbpvU

http://www.youtube.com/watch?v=fvQoSobQ4J8

Ou prefira estas:

*YA SKUCHAU PO TEBE* (Я скучаю по тебе) (IRINA SALTYKOVA-Ирина Салтыкова ) (2004)

http://www.youtube.com/watch?v=zRtoB0BpR_Q

Irina Ortman,

http://www.youtube.com/watch?v=-i0_LR4P-d4

Irina Allegrova

http://www.youtube.com/watch?v=iqQzlkyg4EQ

Irina Arkhipova, Mezzo-Soprano and Contralto (1925-2010)
L'amour est un oiseau rebelle (sung in russian)
(Recorded 1959 )
Georges Bizet - Carmen

http://www.youtube.com/watch?v=hjNHZs5Ejw0
De Cão do pau a 9 de Dezembro de 2011
O dono do pau sou eu.... eu é que sou o dono do pau....
Copiar também é criar....
Quem na gostar mais fica...
O Joli Rouge parece o maestro Vitorino de Almeida a dizer mal da música ró.
He is becoming rose .... the red is fading away....
Teresa C convide-nos a todos para uma tertúlea. Eu prometo não ir....
Ai.... este blog é tão chiro....
Podia em vez do blog escrever um livrito a meias com o "Joli Rouge".Ou ele encolhe-se?....

N. B.
The origin of the pirate flag is lost in the murky depths of history. It is thought that pirates originally used a red flag, which was also common in naval warfare, to signal that no quarter would be given. This red flag was called Jolie Rouge (pretty red) by the French, and may have been corrupted into English as Jolly Roger. From the red flag it seems that individual pirates began to develop their own personal flags in order to terrify their prey into a quick surrender. In contrast with the well known red flag, they used the black flag of quarantine and disease as the base, with the universal symbol for death, the skull and bones, and modified it to suit their individual tastes. The skull and bones was also used in Captains logbooks to indicate the death of a sailor.

De c a 9 de Dezembro de 2011
sim senhor/a : belos tempos... acabaram doutro jeito

«O PIRATA VERMELHO
março 11, 2007

Comentou: “A si, que (d)escreve como poucos, pergunto, advogado-do-diabo, no primeiro grande parágrafo é de 'delikatessen' que fala? A segunda grande tirada, a tender no fim para o mesmo tom (porque será?) sempre vai dizendo, muito bem, disto e daquilo, do que só sabem as grandes almas penadas. Grande escrita, bonita voz... mas com distracções, a dar a mão ao lugar comum do ademane ou da encenação; porquê!?”

"Verdade, verdadinha" – não perco, nem quero, esta e outras interjeições aprendidas na Beira dos meus verões -, à segunda pergunta não sei responder. Razão simples: da arte de bem-escrever nada sei. A minha escrita é, tão somente, outra forma de respirar (lugar-comum, sei!), A escrita complementa a respiração que a ciência me permite. Isenta de regras, aquela. Inocente. Sem outro objectivo que o prazer de reflectir ou vazar por escrito emoções. Escrevo o fruto que pende da árvore da minha sensibilidade. Escrevo como estou no mundo. Escrevo sem cuidar do agrado ao leitor. Não faço melhor por que não sei. Gostaria de evitar afectações. Mas como, se nem dou conta delas e no texto "Como a Audrey Hepburn" ignoro onde estejam? Tenha por certo, caro Pirata, jamais pretender o logro. Não desminto o pudor de resguardar vívidas memórias ou sentimentos por via da condição de uma apaixonada racional (esta coisa existe?).

Continuem os estimados comentadores a sublinharem os meus vícios de escrita. Porém, não esqueçam – neste particular, sendo extrema a minha ignorância, por favor, enquadrem a crítica ou jamais aprenderei. Uma nota: quem conhece a mulher de que a Tati é fracção, sabe que a mentira não vai comigo nem eu com ela. Tenho a sina da verdade, por indesejada que seja. Silêncio, a mulher mantém. Mas, possuindo olhar delator, nada mais pode ou sabe fazer.»

comentário

«Se me permite e porque este meio assim exige (e você e eu também), não enjeitando o comentário, digo-o de outro modo, agora inequívoco embora um tanto insípido:

A si, que escreve como poucos, digo, anjo-e-demónio, no primeiro grande parágrafo é de 'delikatessen' que fala. A segunda grande tirada sempre vai dizendo, muito bem, disto e daquilo, do que só sabem as grandes almas penadas. Grande escrita, bonita voz... mas com distracções a dar a mão ao lugar comum; porquê!?»

moderação

«Pirata-Vermelho - Não, sei. Esse é o meu problema ;) »

http://sempenisneminveja.weblog.com.pt/arquivo/2007/03/o_pirata_vermel.html

http://www.youtube.com/watch?v=8677tT1b5rY





De c a 9 de Dezembro de 2011
contra a seca (doença) e volta a ser giro ;-))

The Pirate Song

http://www.youtube.com/watch?v=cfWbjXAAwvQ
De c a 9 de Dezembro de 2011
isto era um blog tão giro... era mesmo ;-)

«Todos os dias me espanta a verve e o nervo com que escreve.

Muito bem!

(e obrigado!)

Publicado por: -pirata-vermelho- às março 10, 2007 04:15 PM

Pirata-Vermelho - Hummm.... Obrigada!

Publicado por: Tati às março 13, 2007 08:10 PM»

ai se os olhos falassem...

http://www.youtube.com/watch?v=soJix7Xf7ho

http://www.youtube.com/watch?v=hwBJDPbChjQ

Comentar post

últ. comentários

Olá Tudo bem?Faço votos JS
Vim aqui só pra comentar que o cara da imagem pare...
Olá Teresa: Fico contente com a tua correção "frei...
jotaeme desculpa a correcção, mas o rei freirático...
Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...
Autor que não foi possível identificar: Andrew Atr...

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds