Segunda-feira, 30 de Janeiro de 2012

UMA CORJA!

Autor que não foi possível identificar

 

As redes sociais têm vantagens e perigos – neste particular, a novidade não existe. Das vantagens enumero acréscimo de saberes, notícias anteriores ao conhecimento geral, encontro de gentes amigas em lugar incerto pelas curvas da vida. Dos perigos, sabemos. Alvo comum: crianças e adolescentes. Daqui a necessidade de prevenção familiar – para os mais novos, filtros, utilizarem o computador sito na sala onde pais e filhos se reúnem ao serão. E para os adultos? _ Cautelas e bom senso.

 

De mulher precavida, perspicaz e pragmática, ouvi relato em que ocupou a condição de protagonista. Os factos aconteceram há poucos dias. Por lhe ser necessário devido ao trabalho que desempenha utilizar o Facebook, nomeadamente o chat, deu por ela a ser incomodada por estranho. Considerou surreal que alto personagem militar americano, identificado, entabulasse «conversa». Ignorou-o. A criatura insistiu. Com ambos os pés atrás, optou por responder tendo como fito desembrulhar a situação. Em catadupa, chegaram-lhe escritos de amor eterno, de paixão assolapada, de a querer conhecer em breve, casar, conquanto estivesse, dizia, em comissão num teatro de guerra ou de fingido consolidar duma qualquer paz. O discurso parecia coerente, os dados fornecidos compatíveis. Ela ria dos escritos e desesperava pela ausência de falhas.

 

À medida das conversas corridas, empatando respostas de modo que o indivíduo(?) julgasse tê-la no papo, a mulher investigava. Tudo parecia certo e não houve buraco de agulha em falta na pesquisa. Eis pedido extraordinário: que ela tratasse em Portugal das diligências necessárias para a vir conhecer com o pretexto de ser a sua futura respectiva. Havia dinheiro envolvido para a ‘saída do campo’, impunha-se transferência de verba para o sofredor militar.

 

Por este tempo, já a mulher entrara em contacto com outras. Provou o que intuíra: _ Uma corja! Desta, nigeriana com o objectivo de endrominar mulheres em todo o mundo. Hoje, tem ‘amigas’ espalhadas por continentes, algumas vítimas da esparrela, outras tão argutas como ela. Impõe-se denúncia.

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

publicado por Maria Brojo às 11:48
link do post | favorito
Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

últ. comentários

Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...
Autor que não foi possível identificar: Andrew Atr...
De férias , para sempre. Fechou a loja... :-(
Curta as férias querida...Beijos
ABANDONODAVID MOURÃO FERREIRAPor teu livre pensame...
Ainda?Isso aí no Inverno é gelado ;-)

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds