Sexta-feira, 26 de Outubro de 2012

VERDADES E ENGANOS

 Autores que não foi possível identificar

 

Raiz quiçá tão profunda como a tragédia desta fiscalidade perversa que nos estrangula, tem a questão pilosa, a masculina em particular. De facto, a relevância do problema é fácil de aceitar: interditos aos machos humanos lacinhos, ganchos, travessões, tótós e bandós, o cabelo é para eles mais que moldura do rosto, é montra publicitária – “olha para mim tão viril e cabeludo!” Daí a julgarem, vã mania!, que o engodo dos pêlos é essencial ao sucesso, ao ar fresco e jovem, à respeitabilidade, ao engate, à performance sexual. E vigiam cada cabelo que ao acordar fica na almofada, na banheira no pós-duche, ou que a escova arrecada. Cabelo provocadoramente caído no lavatório, merece epitáfio: “ó desgraçado, seu reles, mal-agradecido por tanta ampola e massagem. Fica sabendo: cabelos há muitos, eras só mais um, ó palerma! E é. E fica no lavatório. E dali não o tira quem, por cair, o vilipendiou.

 

Do cabelo deles, mais do que a abundância ou rarefacção, prezo observar o arrumo. Não me escapa o estilo Yul Bryner (tipo fuga para a frente de quem ao medo julga dizer não), a criativa e irreal pelagem de jogador da bola (a par das respetivas pernas e rabos são mais eficazes que cartão de visita), o estilo manga-de-alpaca convicto, o de hipotecado diretor de PME, administrador de multinacional ou político. Nenhum tão revelador como o do peregrino que na noite erótica de Lisboa, a noite dos mil olhos, se compraz.

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

publicado por Maria Brojo às 08:59
link | favorito
Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

últ. comentários

Olá Tudo bem?Faço votos JS
Vim aqui só pra comentar que o cara da imagem pare...
Olá Teresa: Fico contente com a tua correção "frei...
jotaeme desculpa a correcção, mas o rei freirático...
Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...
Autor que não foi possível identificar: Andrew Atr...

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds