Sexta-feira, 23 de Novembro de 2012

SEM BURRO NEM VACA

 

Fra Angelico, A Adoração dos Magos (1445)

 

Com burro e vaca o presépio tradicional. Retirando os animais, falta o bafo quente que teria aquecido o Menino, nado em Nazaré, em seu berço de palha. As ovelhas disseminadas pelo musgo nada têm de bíblico como os animais agora excluídos por via de livro papal, o último duma trilogia iniciada há nove anos quando Bento XVI ainda era Cardeal Ratzinger, Prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé. Os dois primeiros volumes da trilogia Jesus de NazaréDo Batismo à Transfiguração e Da Entrada em Jerusalém até à Ressurreição - datam de 2007 e 2011 respetivamente.

 

Sem burro nem vaca passam a dinossáuricos o diálogo de Veríssimo bem como o poema de Drummond de Andrade que os referem; ambos ouro da literatura brasileira. Mais há a considerar: o pavão no presépio de Fra Angelico. E porque tradições há muitas, cada povo tem a sua, Deo gratias! Batem o pé as beatas que pouco sabem da Bíblia mas servem com devoção o horário das missas, rezas e confissões do prior da freguesia. Que inundam de flores os altares com duvidoso gosto no arranjo. Que, domingo a domingo, trocam as toalhas de rendas antigas por da sacristia conhecerem segredos e lugares. O sacristão, coitado, obedece-lhes ou as mestras devotas atiram-lhe às bochechas indiscrições que podem ir à passada terceira geração da vítima e ameaçam tornar públicas. E o desgraçado anui por saber que regimento de mulheres belicosas, línguas afiadas como faca de laminar picanha, é invencível. 

 

Em Priscos, concelho de Braga, conhecido pelo pudim mistura de abade com toucinho e por, anualmente, apresentar o maior ‘presépio vivo’ da Europa, é certo não faltar burro e vaca na manjedoira. Arrisco: na maioria dos ‘lares católicos’ onde presépio completo tem lugar de honra, o mesmo, ou o Manelinho e a Mariazinha, Mica fosse pobre, entram em rebelião por no colégio da Opus Dei aprenderem que ser conservador é respeitar tradições da Santa Madre Igreja. As vergastadas com cilícios vêm depois. Enrijam a fé, dizem.

 

Nota: texto publicado aqui.

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

publicado por Maria Brojo às 11:46
link | favorito
Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

últ. comentários

Olá Tudo bem?Faço votos JS
Vim aqui só pra comentar que o cara da imagem pare...
Olá Teresa: Fico contente com a tua correção "frei...
jotaeme desculpa a correcção, mas o rei freirático...
Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...
Autor que não foi possível identificar: Andrew Atr...

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds