Quarta-feira, 19 de Dezembro de 2012

ALFABETO SOCIAL

 

Marinus van Reymerswael

 

Prospera a violência violenta (redundância deliberada). Culpados tradicionais: gente menor, segundo a escala social ABCDE. Num lugar brasileiro, li:
A - milionário
B - rico
C - classe média
D - pobre
E – favelado
 
Seja qual for a opinião, existem factos: ladrões ricos em «prisa domiciliária», larápios pobres na «prisa». Os desprotegidos vão dentro por nada ou muito; os «A» e «B» da escada social roubam mais que os «D» e «E», mas passeiam, regalados, no seu «mundinho» ou no mundo. Nuance: «Dês» e «Es» surripiam ninharias económicas, «As» e «Bês» milhões. E os banqueiros ajudam: oferecem créditos vultuosos aos endividados com muitos zeros. Vá um «C», limpo de dívidas, solicitar empréstimo modesto para criar o seu próprio emprego e a resposta é uma:
_ Não!
 
Depois, existem aqueles anúncios dos bancos que juram fazer a diferença: auxiliar empreendedorismo. Cantigas sem ‘páteo’. «Malapata» para quem confia. Sem volume de crédito justificado pelo estatuto, ajuda para sair do desemprego somente através de programas específicos nos Centros que congregam desocupados por obrigação.  Necessária persistência. Muita – a burocracia vigente desconhece «simplexes».
 
Odeio - termo forte usado em extremos - a mentira e a sedução hipócrita. Não me convencem posturas «boazinhas» que do cimo olham os vulneráveis. Como aquelas de alguns fazedores ou motivadores de notícias. Sobranceria difundida pelos jornais, lidos, «televistos» e ouvidos.
 
Num reflexo indevido, engulo a raiva, viro página, primo off no comando da sintonia. Os verdadeiros culpados? Gentes como eu.

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

publicado por Maria Brojo às 08:52
link | favorito
Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

últ. comentários

Olá Tudo bem?Faço votos JS
Vim aqui só pra comentar que o cara da imagem pare...
Olá Teresa: Fico contente com a tua correção "frei...
jotaeme desculpa a correcção, mas o rei freirático...
Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...
Autor que não foi possível identificar: Andrew Atr...

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds