Quinta-feira, 18 de Abril de 2013

ENTRE NÓS

 

Mariola Bogacki

 

Não sei se me pertence algum merecimento ou é a saudade de quem está longe do país a pedir alívio. Pouco a razão importa quando constato chegarem a díspares sítios no mundo os elos criados através do fumo desta chaminé. Deste blogue tenho recolhido afeto e retorno que jamais ao rabiscar os primeiros textos idearia. Surpresa boa. Um dos prodígios das «redes». E se nelas encontram abrigo mercadores de almas, larápios, cabotinos ou escroques, nunca os lobriguei quando nesta «rede» bambaleio. Pelo dito, não decorra candura patética. Filtro o possível e do tempo espero decantação fina. O método não me tem traído.

 

Noutras «redes» há o sabido: pornografia, fantasias e sexo, tórridos (des)amores que acabam em dilúvios de lágrimas e furacões de arrependimentos. Outras ainda satisfazem a curiosidade pelo conhecimento novo de que precisa o evoluir do espírito – sem elas, como remediar, no instante preciso, uma ignorância incómoda? Viciantes todas, se a determinação pessoal deixar lasso o freio. Porque o percurso dos humanos não tem nos saberes a prioridade de vida, os afetos e o trabalho que apaixona são, afinal, o que de melhor trazem os dias.

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

publicado por Maria Brojo às 09:50
link | Veneno ou Açúcar? | favorito

últ. comentários

Olá Tudo bem?Faço votos JS
Vim aqui só pra comentar que o cara da imagem pare...
Olá Teresa: Fico contente com a tua correção "frei...
jotaeme desculpa a correcção, mas o rei freirático...
Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...
Autor que não foi possível identificar: Andrew Atr...

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds