Quarta-feira, 25 de Setembro de 2013

VEGANSEXUAIS, FANTASMAS E VAMPIROS

 

Jackie Sullivan - The Phantom                                                  Jessica Menn - Vampire

 

Desde há anos, prolifera subespécie humana designada por vegansexuais. Mal saímos dos metro e tecnossexuais, vieram estes confundir o por demais confundido. Quantas saudades de antanho!... Havia «homo» e «hetero»; mais estes do que aqueles. Agora, dizem as mulheres à la recherche de l’homme perdu que heterossexuais disponíveis – em desespero até incluem os comprometidos – são vestígios cuja extinção a prazo antecipam. Ora aqui está potencial atentado à tradicional solidariedade feminina (pelo vivido, não cedo um mícron em cair na rivalidade atribuída às mulheres).

 

"Os vegansexuais não comem carne nem produtos animais e recusam ter proximidade sexual como parceiros não-vegans, cujos corpos, dizem, “são feitos de animais mortos". Acho bem. Como diz o sabedor povão, “não se estragam duas famílias”. Que se fiquem com a soja e o tofu e os tubérculos e as couves. Que se cruzem os impolutos. Que dispensem as costeletas grelhadas de porco preto. E as plumas. E o cabrito no forno. E o arroz de pato à moda do meu clã – a receita inclui pedaços miúdos de presunto e cenoura cozidos com a ave. Não fosse a criatividade da “minha Cila” resistir ao treino esforçado em que me empenho e seria infalível pitéu. Assim… depende. Nada que uma admoestação risonha não devolva ao bom caminho.

 

Quem não dispensa um tradicional cozido, se à minhota melhor – carnes salgadas demolhadas de véspera em vinho tinto -, uma feijoada a preceito, favas com «mouras», vê o mercado confinado. «Astrologomaníacos», wiccas, «super dragões», «juveleo», «diabos vermelhos», workaholics, sisudos, arrogantes/«cagões», impostores e lerdos constituem baixa de peso no total da fração masculina equilibrada. Logo agora que 44,2% das mulheres portuguesas declaram frequência ideal para o sexo três a quatro vezes por semana, enquanto eles se ficam pelas duas ao mês. Depois, queixem-se.

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

“Dracula ou Bram Stoker's Dracula (Drácula de Bram Stoker em português) é um filme de 1992, baseado na obra literária de Bram Stoker, escritor irlandês. O filme foi dirigido por Francis Ford Coppola.”

 

publicado por Maria Brojo às 10:03
link | favorito
Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

últ. comentários

Olá Tudo bem?Faço votos JS
Vim aqui só pra comentar que o cara da imagem pare...
Olá Teresa: Fico contente com a tua correção "frei...
jotaeme desculpa a correcção, mas o rei freirático...
Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...
Autor que não foi possível identificar: Andrew Atr...

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds