Segunda-feira, 23 de Dezembro de 2013

COM VAGAR, NATAIS

 

 

Autor que não foi possível identificar

 

Coleções. O prazer de ter. De enumerar. Classificar. Rever. Pela infância e começo da adolescência, embevecia-me o colecionado. Primeiro, os cromos da Disney. ‘Mãe, mãe, compre por favor!’, implorava, apertando-lhe a mão. O saquinho como prémio de bom comportamento. Ansiedade crescente ao abri-lo: _ ‘Estes não são repetidos de certeza!’ (sempre a teima em ver o copo meio cheio quando muitos o diriam vazio). Depois, foram as caixas de fósforos pequeninas enfeitadas por gatos em jardins de fantasia, meninas emolduradas por laços e flores. Mais tarde viria o fascínio por faróis e barcos. Colecionar postais e ordená-los ocupou-me anos da adolescência. Fotografias antigas. Atentar no sorriso cristalizado pela câmara, no olhar fixo, na pose e no cenário. Imaginar vidas. Dos vivos refazer a história. Identificar o ar zombeteiro do tio-avô no menino vestido de marujo da fotografia. Tão sério na postura... Vendo com mais atenção, sim!, lá estava o olhar vivo troçando da encenação. Hoje, não coleciono objetos. Antes momentos. Felizes. De exceção. Como os Natais. Os dias que antecedem a consoada, procuro vagá-los. Sem tarefas em agenda. Isentos de pressas ou compra de presentes. Fruo do que lembre ou identifique ou encarreire quem sou. Mergulho na serenidade que invento. Treino-a no vagar. Na descomplicação do existir. Sobriedade. Dos momentos, preservo registos de ocasião - um postal, uma imagem, um laçarote, um saco de papel. Mais guardo no álbum que oculto no coração.

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

publicado por Maria Brojo às 09:01
link | favorito
Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

últ. comentários

Olá Tudo bem?Faço votos JS
Vim aqui só pra comentar que o cara da imagem pare...
Olá Teresa: Fico contente com a tua correção "frei...
jotaeme desculpa a correcção, mas o rei freirático...
Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...
Autor que não foi possível identificar: Andrew Atr...

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds