Quarta-feira, 7 de Outubro de 2009

CORAÇÃO INDEPENDENTE E FIBRAS ÓPTICAS

Boris Valejjo

 

Progressos nas telecomunicações são o denominador comum dos investigadores laureados. Três mestres da luz receberam o Prémio Nobel da Física. Avançaram nas transmissões da radiação electromagnética propagada no vazio a trezentos milhões de metros por segundo. Comumente designada luz, embora haja muitas – da “gama” até às ondas da rádio que muito informam e colaboram com a Teresa C.

 

Um deles, Kao, rentabilizou as fibras ópticas – suportes de transmissão com elevado débito. Constituídas por três elementos:
- o coração serve para a propagação dos raios luminosos;
- a bainha óptica que cerca o coração é constituída por um material cujo índice de refracção é inferior ao do coração e confina a propagação dos raios luminosos;
- o revestimento de protecção protege a bainha óptica das degradações físicas.

 

Os outros dois premiados, Williard Boyle e George E. Smith, congeminaram o CCD - sensor de imagem capaz de captar e ler sinais com uma imensidade de pontos de imagem (pixels). Aplica, elaboradamente, o efeito fotoeléctrico teorizado por Einstein.

 

Para hoje a estreia do apurado Cd “Coração Independente” de Amália. Ontem, a inauguração da “Rádio Amália” e a efeméride da década de saudade pela diva. A luz não é somente privilégio de campos electromagnéticos perpendiculares vibrando entre si. Alguns humanos encandeiam os outros por brilho outro. Porém, luz.

 

CAFÉ DA MANHÃ
 

 

publicado por Maria Brojo às 06:28
link | Veneno ou Açúcar? | favorito
2 comentários:
De António a 7 de Outubro de 2009
luz, ainda: o Museu da Electricidade, na Central Tejo, da Fundação EDP, inaugurou uma exposição dedicada a Amália Rodrigues, parte de um conjunto expositivo de considerável significado, organizado em colaboração com a Fundação Amália e com o Museu Berardo - que também tem patente, no CCB, parte daquela exposição

assim, só em Belém, de uma pe(r)nada, com a linha do comboio e um pastel de Belém pelo meio, pode assistir-se, reviver-se e homenagear-de a diva de Portugal e do Fado

nota: a visita a estas exposições é gratuita

com espírito de celebração de Amália, também o Teatro S. Luiz tem um conjunto de iniciativas, até 10 de Outubro, de muito interesse, além do Museu do Fado ...

quanto aos físicos de fibra que desenvolvem a óptica, a captura (e produção?), o transporte e a gestão de sinais, dados e "picture elements", é um gosto saber que o reconhecimento chega a tempo, incentivador e por motivos de bem

;->>>
De Maria Brojo a 8 de Outubro de 2009
António - numa semana afadigada, a gestão cultural do oferecido ficou de lado. Sábado estou lá caída. "Molte grazie".

Comentar post

últ. comentários

Olá. Posso falar consigo sobre a sua tia Irmã Mar...
Olá Tudo bem?Faço votos JS
Vim aqui só pra comentar que o cara da imagem pare...
Olá Teresa: Fico contente com a tua correção "frei...
jotaeme desculpa a correcção, mas o rei freirático...
Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds