Quarta-feira, 14 de Outubro de 2009

MULHERENGO E CRUEL

 


Autor que não foi possível identificar

 

Shame on me! Nada li de Herta Müller, a recém-laureada com o Nobel da Literatura. Cinco romances e eu a zero no conhecimento da escrita da reconhecida autora. Do que a antecedeu no prémio, o indiano Aravind Adiga por O Tigre Branco, o mesmo. Programo sortida para me abastecer. Irei folhear, na livraria do costume, O Homem é um Grande Faisão sobre a Terra, A Terra das Ameixas Verdes, e O Compromisso. Depois, verei qual deles pressinto encher-me expectativas, que isto de comprar livros é como adquirir embalagem de 30 comprimidos – e se não me dou bem?,  se contraria o meu vício de não desistir e ir até ao fim? Por isso defendo unidoses nos medicamentos. Por isso sou criteriosa ao comprar livros.

 

Já a inglesa Hilary Mante, vencedora do Booker Prize com o livro Wolf Hall, me suscita desejo de consumo imediato. Prazenteiramente, sou também leitora compulsiva de policiais e romances históricos. Ter o livro como cenário a história de Thomas Cromvell, a respectiva ascensão na corte de Henrique VIII apoiando o enlace como a desafortunada Ana Bolena, promete. A cisão com a Igreja Católica logo à frente. O Henrique era cruel com um lado de adorável maluco. O Tomás subiu a pulso, foi coscuvilheiro eficaz, homem de confiança real e executado no dia em que o mulherengo legitimou o novo amor pela Catherine Howard.

 

Henrique, ruim até ao osso da alma, escolheu um carrasco inexperiente que só à terceira tentativa conseguiu decepar o conselheiro-mor. Diz a lenda/história que o remorso não mais libertou o rei. Bem-feito!

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

publicado por Maria Brojo às 00:11
link | Veneno ou Açúcar? | favorito
10 comentários:
De António a 14 de Outubro de 2009
cativa tal entusiasmo e pulsão, mesmo quando se não partilha o fervor, sobretudo face a ... prioridades de outras leituras já ansiadas com sofreguidão

é certo que o universo humano (e político) anunciado e o impressionante currículo multi-premiado da nobelizada deixa antever gratificação infinita para o esforço e disponibilidades que a empresa requer

e que até já se provou o faisão, tantos os lugares compartilhando o modus vivendi (e também o modus faciendi) da ditadura, da submissão e da resistência que caracteriza o drama que a sociedade romena retratada por Herta Muller

mas a pilha tem Agustina, Mário Cláudio, Inês Pedrosa, António Lobo Antunes, Agualusa, Ondjaki ... e alguns mais, fora o ensaio que faz uma outra pilha que voltou intacta das férias...

coragem ! e boas leituras ;->>>
De zeka a 14 de Outubro de 2009
Perdoem-me o desvio... cativa e pulsão (do pior que houver) para este sacrílego intempestivo

http://dn.sapo.pt/inicio/opiniao/interior.aspx?content_id=1390344&seccao=Vasco Gra%E7a Moura&tag=Opini%E3o - Em Foco

http://www.truca.pt/infante_material/txt_capitulo09.html
De António a 15 de Outubro de 2009
catita, o Infante!

para o Dr. Moura já dei... mas de facto o homem está desvairado em desmando de paixão pelo seu bem amado afagado silva de sempre, desta vez ardendo em fulgores por interposta cruela, a quem protege como quem amamenta em repenicados conselhos de tudo votar contra antes de ler para derrubar, sim, nada menos que derrubar, e derrubar quanto antes, mesmo antes do começo, o próximo governo, que venceu as eleições pelo malfadado método do sufrágio popular, ainda não suspenso ó esperem só até ela conquistar o hemiciclo, ou belém, ou ao menos a são caetano ó vão ver

mas, dizia, o endiabrado sem graça vitupera rancores pós-bílicos - tá bem escrevido, tá, não é bíblicos, é mesmo terminologia de referência a quem já vomitou o (que restará?) do fígado, bofe e bílis - que nem moura desencantada e até se engasga ó filha não vas co outro a medo de alguma abstenção que deixe passar uma Lei, um Orçamento, umas GOP, o que seria tão vexatório como a coligação que o dito outro anda a perguntar a todas (as formações partidárias com assento parlamentar, clarifique-se) a ver se alguma cai na esparrela de um pa(c)tozinho de regime, uma aliança pontual, um caso a caso que seja - e nesse caso seria Lei a Lei, que até nisso o da pouca (des)graça anda a injectar a pílula à cruela para a fazer evitar

e o assunto vai-se tornando um aborto de desconforto, pois ainda hoje (há bocadinho, podia talvez ser ainda ontem) o aziago arauto da dita foi repetir tudo o que tem escrito mas de viva voz na TSF, a rádio (do mesmo grupo económico e de média do DN, onde sua baixeza não pára de escrever crónicas de extrema isenção, inteligência e espírito democrático) que passa tudo o que passa e muito que não se passa, sendo que neste particular o vitimado já se passou...

o tipo em vez desta assolapada paixoneta pelo malfadado agora em disfarçada triangulação amorosa com a outra senhora devia era amantizar-se com o tal do oitavo, acima de Bolena haveria de merecer trato, ai o polé

o VGM é uma imitação do emplastro, mas para pior, pim!

De zeka a 16 de Outubro de 2009
Este, ó menos num (in)gana ninguém... e até será um bem (a)venturado

http://www.youtube.com/watch?v=T6LC4yN1zgA&feature=related
De Maria Brojo a 18 de Outubro de 2009
António - não lhe invejo as pilhas. Já as tive, pus em dia, bani. Agora, adquiro à medida do ler. Em tempo dito útil ou de ócio, levo comedimento em forma de livros para não soçobrar perante o feito e dever.
De zeka a 14 de Outubro de 2009
Bem feito mas mal acabado. Surtida contra tal barbaridade ;-)
De zeka a 14 de Outubro de 2009
Mais do mesmo (salvo seja!). O tempo não vai dar para tudo. Nem com metafísica de metro. Salvemo-nos.
http://delitodeopiniao.blogs.sapo.pt/1073302.html
De dutchogna dos olivais a 14 de Outubro de 2009
Estais a falar do Oitavo? Desculpem, VIII.

Assim eram os tempos por então. Tenta-se o divórcio com um plano B infalível. Só restava à ou ó pobre pedir aos céus que o executor tenha bom braço e não tenha bebido o trago costumeiro.

Que pena que a guilhotina veio à lume séculos depois, seria um alívio melhor que preces de às ou ós.
De zeka a 14 de Outubro de 2009
Claro, dito doutra maneira, poderá ser angodutch?
De dutchogna dos olivais a 15 de Outubro de 2009
Angoudouchs seria melhor. Sabe a nobreza ou nome de série de televisão. Aposto que tudo ia parar o que estivesse a fazer, às 9 da noite, pra ver o show. Dava um showsaço pá TVI. Já agora que eles vão ter que reengolir a MMG .

;>>>

Comentar post

últ. comentários

Olá Tudo bem?Faço votos JS
Vim aqui só pra comentar que o cara da imagem pare...
Olá Teresa: Fico contente com a tua correção "frei...
jotaeme desculpa a correcção, mas o rei freirático...
Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...
Autor que não foi possível identificar: Andrew Atr...

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds