Domingo, 21 de Fevereiro de 2010

MUDAR QUEM SOMOS


Siudmak


Por isto mais aquilo, adiei regresso. Quem ia e vinha contava da pérola na “Pérola Atlântica” feita. Obra de autor: Alberto João Jardim. Soube aproveitar recursos comunitários, acrescentar riqueza à pobreza atávica em quase toda a ilha, explorar bênçãos da Mãe Natura. Diminuídas manchas de miséria que conheci. 

 

Atormentados, os céus extremaram choro. A irregularidade dos relevos e os solos cimeiros erodidos pelo pastoreio aleatório não resistiram: lamas fluidas do que fora piso sólido. Cascata tenebrosa, negra, encontrou resvalar propício pela construção, desde antanho, disseminada ao acaso nas encostas. Por casos outros e mais recentes, no Funchal. Não é hora de assestar a besta nos culpados: auxiliar quem precisa, sim. O momento de analisar o malfeito chegará e dele retirar ensinamento. Confio na volta do brilho à pérola.

 

Países distraídos de “Copenhaga”, porque submetidos a interesses económicos míopes, que olhem, vendo, a frequência das catástrofes naturais. A tragédia no Haiti, a tempestade de areia em Sidney, os incêndios que arrasaram a cidade de Mont Archer e a “Big Dry” são alguns dos muitos sinais de alarme nos quais devem atentar. Continuando partes umbiguistas a valerem mais do que o todo, pior virá. Até ao final do século, previsto aumento de três graus na temperatura. O consequente acréscimo de um a dois metros no nível do mar arrisca a vida de 42 milhões de habitantes oriundos das regiões insulares.

 

Alberto João Jardim esteve bem ao pedir contenção nas notícias publicadas. O turismo é a principal fonte de riqueza da ilha. Demasiado fácil atemorizar quem a demanda. Bem fazem os espanhóis: nunca tiveram ‘vacas loucas’, a ‘peste suína’ não passou por lá, violência só da ETA, assaltos a estrangeiros, nem um.  
 

Transcrevo: “Somos o que fazemos, mas somos, principalmente, o que fazemos para mudar o que somos"
Eduardo Galeano

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

 

publicado por Maria Brojo às 11:00
link | Veneno ou Açúcar? | favorito
11 comentários:
De aespumadosdias a 21 de Fevereiro de 2010
Este ano é o ano das catástrofes. As imagens vindas da Madeira mostram que temos de tomar medidas a nivel mundial para que estas situações sejam menos frequentes.
http://noticias.sapo.pt/info/artigo/1047529.html
De Maria Brojo a 22 de Fevereiro de 2010
A Espuma dos Dias - e a cada ano serão mais continuando a distracção do mundo e de cada um.
De zeka a 21 de Fevereiro de 2010
Não gosto do atavismo aplicado à pobreza. Parece redutor. Mesmo a cultivar bananas os tempos mudam pelas gentes que em gerações se vão mudando. Basta emigrarem para mostrar que o atavismo já era.
Também não aceito a erosão dos cimos pelo pastoreio aleatório. Já foi.
Condeno sim a loucura bacoca de quem tem a ilha "mais furada que um queijo suiço" (expressão do condutor do mini-bus). E também mimoseiam os turistas com o espanto "sabem quantos túneis já tem a Madeira?". Já vão na cota 200!
http://vistadaserra.blogspot.com/2009/07/ligacao-entre-estrada-monumental-e-cota.html
O turismo pode sempre ser solidário: não são as obras monumentais que o devem sustentar. A preservação da Natureza também é atracção. Cada um mostra o que tem, ganhando a troca pelas diferenças. Podemos fazer visitas 'cá dentro'. Ou vamos todos por aí fora... e para Timor nem mais um (cêntimo). Chineses... rua! Pedofilia... nem pensar!
Assembleia Regional... um bando de loucos!
http://tv1.rtp.pt/noticias/?article=60395&visual=3&layout=10
Talvez esses 'loucos', se respeitados, tivessem ajudado a travar, como lhes competia, certas loucuras extremas que reforçam sempre os estragos da 'revoltada' Natureza.
Naquela 'pérola' há demasiada mão 'al química'. Tem maquilhagem em ex cesso! (POMG). Parece (é?) puro 'show business'. Não há estudos de impacto ambiental que 'resistam'...

Desculpem o desabafo :-(
http://www.youtube.com/watch?v=Jcr-biULPiM
http://www.youtube.com/watch?v=V0GLTu-CcZs&feature=related
http://www.youtube.com/watch?v=aMIgBUYQQjw&feature=related
De Maria Brojo a 22 de Fevereiro de 2010
Zeka - justas reflexões! De novo, aprendi e repensei.
De zeka a 25 de Fevereiro de 2010
Teresa C. - é certo que ainda não sabem(os) contar os mortos :-(

há quem esteja orgulhoso pela forma como se res gatam os vivos e se re movem os destroços.

solidadariedade à frente.

mas custa muito !!! sermos confrontados com este 'já nos tinham dito':

Afinal estava prevista esta gigantesca tragédia na Madeira.
Serão "menos" madeirenses e "canalhas" os que alertaram antecipadamente esta hecatombe?
Será tão descabida na nossa sociedade a investigação criminal dos irresponsáveis?
A reconstrução da Madeira não deverá ouvir a voz de todos, sem descriminações?
Quanto custa o "radar metereológico"?
Será mais caro do que os sucessivos governos pagam aos escritórios de advogados? (600 milhões de euros/ano)
Será melhor ter os radares metereológicos que nos faltam ou ter submarinos? (1.000 milhões de euros)
Será que o madeirense que pela desastrosa gestão bancária teve de prémio 37 milhões de euros os vai doar à região autónoma para abrigar os desalojados? Estará consentâneo com a sua religião?
Será que a "rapaziada" do "banco falido" que nada sabia do que lá se passava, vai mandar vir o dinheiro dos offshores e investi-lo honestamente na Madeira? (4000 milhões de euros)

Até custa a crer que tenha sido transmitido em 2008:

http://www.youtube.com/watch?v=aTf0h3nobAs&feature=player_embedded

De António a 21 de Fevereiro de 2010
é certo que, a la Sebastião José, primordial é tratar dos necessitados

mas é agora que se deve falar de responsabilidades, mais tarde ninguém retomará o assunto, até à próxima tragédia

em 1993 choveu na Madeira com intensidade análoga e causou mortes e muitos danos mas nada que se compare, só que o aumento da extensão e gravidade pode bem resultar do aumento de construção e da forma desenfreada de ocupação do território

foram canalizadas as ribeiras, construiu-se em leito de cheia, perturbou-se o curso natural de escoamento dos caudais, para fins construtivos até retiraram as pedras do fundo das ribeiras, que moderavam a velocidade das águas, asseguravam a retenção das lamas e inibiam o efeito onda/turbilhão que vimos em fúria encosta abaixo e a transbordar

solidariedade, toda, responsabilidade, a que dever apurar-se

não há eh eh ...


De Maria Brojo a 22 de Fevereiro de 2010
António - incontestáveis argumentos. Mas, como diz (dizemos) é tempo de luto para as famílias e atitudes solidárias. A responsabilidade, confio, terá nomes, conquanto, para já, me ocorra apenas um.
De Alberto Nogueira a 22 de Fevereiro de 2010
O Rei das Bananas a pedir contenção nas notícias. Para não assustar os Ingleses? Ridículo como sempre. Como se vivesse-mos no tempo do 'mate-se o mensageiro'. Sou até livre de crer que lá no seu íntimo inconfessável, a sua maior preocupação deva ser a ameaça de quebra do turismo. Quanto ao 'Contenente' mais uma vez condenado a abrir os cordões à bolsa, não me espantará que mesmo assim venha a ser acusado de não ter sido contido nas notícias e ser causador de uma provável crise turística.
O drama humano, esse é chorado pelos restantes portugueses, não pelo turismo.
De Maria Brojo a 22 de Fevereiro de 2010
Alberto Nogueira - não me admira que o futuro lhe venha a dar razão. Antecedentes auguram isso mesmo. Porém, que me diz de em França, para os locais, oficialmente quase não terem existido vítimas da gripe A? Equivalente ocorre pela Terra fora. Será que dramatizar para o mundo remedeia o quer que seja?
De Alberto Nogueira a 22 de Fevereiro de 2010
Não, Teresa, dramatizar não melhora. Mas não será ingenuidade pedir contenção de notícias nos dias que correm? Acredite que ele está a preparar terrenos futuros.
Ele seria um gajo porreiro era se metesse os desalojados nos hotéis que estão às moscas, em vez de no quartel dos bombeiros.
De Maria Brojo a 23 de Fevereiro de 2010
Alberto Nogueira - acredito e antecipo jura nesse sentido. Mas o 'gajo nunca foi porreiro'... Tarde demais para o contrário.

Comentar post

últ. comentários

Olá Tudo bem?Faço votos JS
Vim aqui só pra comentar que o cara da imagem pare...
Olá Teresa: Fico contente com a tua correção "frei...
jotaeme desculpa a correcção, mas o rei freirático...
Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...
Autor que não foi possível identificar: Andrew Atr...

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds