Sexta-feira, 26 de Fevereiro de 2010

TRIÂNGULOS ESCALENOS

Daniel Gerhartz


Ela ouviu e viu. Eu não. Ela rendeu-se às convicções e postura obstinada dele - monopolizou antena; desconjuntou o discurso da entrevistadora em serviço. Ouvi-lhe o relato entusiasta. Contrapus, depois. Fui advogada diabólica ao serviço da análise crítica. Hábito/vício. Viciado? Gosto de pensar que não; todavia, reclamar imparcialidade limpa contrariaria o gosto de me pôr em causa. E sou lá mulher para me negar um prazer? Lados desiguais do triângulo com vértices na que viu, na que ouviu e no Presidente da Madeira entrevistado pela inefável Judite de Sousa.

 

Ele e duas elas. Está apaixonado por uma (por vezes desmente, nalgumas concorda). Da outra afirma-se ‘não amigo’ – defende impossível amizade entre uma mulher e homem que combina gostar e desejo. A outra afirma-se no contrário pelo bem-querer traduzido em gestos e no júbilo quando lhe vê sorriso na face e na voz pelo bem correr do amor. Entre ambos, ausência de cama ou tapete ou mesa ou bancada de cozinha como apoios dos corpos penetrados. Ele e a postada no terceiro ângulo partilham ideares quotidianos. Das banalidades às inquietações pessoais, nada é excluído durando as horas de encosto ao ouvido. Ligados sem fios. A palavra falada, que do falo e falta dele faz ganho analítico, é instrumento.

 

Surpreendeu-a ao dizer-lhe:
_ Tem-me interpelado prever o futuro contigo quando estiver em harmonia com a Isabel e existir quotidiano comum. Pela exclusividade de que preciso nos amores, como compatibilizar-te?
Ela, a outra, pasmou. Pela alegre experiência pessoal, desentendeu aquele entendimento de par. Hermético. Rodeado por grades. Postos à distância, alheios. Com prazo, os afectos/tangos de per si dançados hoje. Limite: ‘viver com’. Outro triângulo escaleno.

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

 

publicado por Maria Brojo às 10:30
link | favorito
Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

últ. comentários

Olá Tudo bem?Faço votos JS
Vim aqui só pra comentar que o cara da imagem pare...
Olá Teresa: Fico contente com a tua correção "frei...
jotaeme desculpa a correcção, mas o rei freirático...
Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...
Autor que não foi possível identificar: Andrew Atr...

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds