Sábado, 3 de Abril de 2010

ÁGUA QUE CORRE PARADA

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Will Kramer

 

A memória do dia pede, não minha, alegria comedida. No silêncio de uma igreja ou num parque da cidade. Pede planura de beira d’água e da água que corre parada. Papiros despenteados pelo vento. Vestidos floridos nos arbustos. Vergas das esplanadas onde o sol antes de mim tomou assento. Confessionários tão legítimos como os embiocados entre paredes góticas. Omisso sacerdote que me ouça o rol de desvios. Celebração tão íntima e penitencial como em genuflexório obscuro.

 

Caminho. Vento embaraçando o cabelo que o gesto de sempre afasta dos olhos. Teimoso, regressa, e repito o jeito que o leva. O pensamento vagueia no balanço do dever e haver entre aleluias espaçadas por um ano. Arrependimentos? Erro e remedeio são vida. Respeitei e fui respeitada? _ Dei-me, recebi verdade e mentira. Enganei? _ Não. À minha estranha maneira, sou transparente, assim me saibam ler. Permito-o? _ Por vezes, à minha estranha maneira de ser leal e omitir.

 

Prescrevo-me redenção: sol ao alto, beberico caipirinha.

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

 

publicado por Maria Brojo às 10:47
link | Veneno ou Açúcar? | favorito
3 comentários:
De -pirata-vermelho- a 3 de Abril de 2010
Havias de provar poncha madeirense oh pecadora arrependida mas feita à maneira disso, dessa beberagem brasileira... é que a cachaça nems e compara e o limôncio ainda menos - são muito melhores, os da ilha!

A meio-propósito, porque é que, em vez de s'andar pr'aí a discutir obtusos e obscuros 'acordos' ortográficos (sabendo que a língua é coisa oral antes de ser grafismo) não se promove uma campanha para ensinar PORTUGUÊS nas escolas brasileiras de modo a acabar de vez com aquela pátácôádà que lá se fala?
(é que nem o 'ó' surdo e breve da palavra consegeum dizer sem abrir a boca!...)

JÁ TINHA PENSADO NISTO, OH D. ESCREVINHEDORA DE PORTUGUÊS MEÂNDRICO?
Ah, não?! Então divulgue - é preciso ensinar os brasileiros a falar português.
De Maria Brojo a 4 de Abril de 2010
Pirata-Vermelho - a pecadora não arrependida não alinha na de ensinar português no 'Brasiu'. Assim como assim, têm direito a entaramelar a língua, serem originais na acentuação e a multiplicarem consoantes na oralidade. E depois, ia lá estragar fala tão divertida para mim?
De -pirata-vermelho- a 4 de Abril de 2010
Divertida, sim mas não muito mais que isso; e cansa
mas!
o problema não é esse e não pretenderia mudar nada se não exportassem pra cá (ou se não importassem...) tanto ao ponto de até você, bem êducádjinha, ácharrr grácinha à pátácôádá. Não pisá ná bóla, tá?

Comentar post

últ. comentários

Olá. Posso falar consigo sobre a sua tia Irmã Mar...
Olá Tudo bem?Faço votos JS
Vim aqui só pra comentar que o cara da imagem pare...
Olá Teresa: Fico contente com a tua correção "frei...
jotaeme desculpa a correcção, mas o rei freirático...
Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds