Sábado, 3 de Julho de 2010

FANTASIA AO ESPELHO

 

John-Vistaunet

 

Consideram alguns que sem criação a partir do nada fica anulado o mérito de quem escreve. Traduzo: ficcionar sem qualquer sustento real. Congeminar de raiz personagens e respectivas estórias. Inventar mundos alternativos à feição de Tolkien no “Senhor dos Anéis”. Ou como Rowling no “Harry Potter”. Supõem, julgo, que nestes engenhos, noutros mais recuadas e recentes, a realidade que emoldura o autor não contaminou a obra. Pranto discordância. Mais – não configuro escritor imune às emoções, acontecimentos, pessoas e sentimentos experimentados. Mesmo quando a ficção surge como irrealidade fantástica, as personagens foram retocadas à custa da tia-avó intrometida, do amigo «bom-garfo» ou da porteira com língua viperina.

 

Não sei escrever isenta de elo ao que me constitui. Ao vivido. Ao idealizado. À encenada projecção de dúvidas, gostos e desgostos. O discurso escrito tem ardis e mistérios cativantes - bastas vezes me enrolo no encantamento das palavras e curvo o conteúdo pela fruição de vocábulos súbitos vindos do «antigo». Retomo o curso, é certo, mas o gozo das artimanhas que as letras sugerem é tentador. Não seja retido considerar despiciente a substância dos textos. Nem um pouco! Pura fantasia o que escrevo? Vezes umas, sim, outras não. Sublinho: em qualquer circunstância, a verdade da mulher. Por lealdade/necessidade – sempre a lealdade que amargos de boca traz e devia(?) ter aprendido a rodear –, surgiu esta reflexão.

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

Vídeo fabuloso da “Dobra do Grito”

 

publicado por Maria Brojo às 10:54
link do post | favorito
De Veneno C. a 3 de Julho de 2010 às 11:34
Mixórdia - Anda aqui muita coisa reflectida. Os títulos. As intenções são verdades/ficções. As palavras/palavrões e os padrões. Patrões. Vilões. Servilões. Lealdade. Verdade mulher? Cada cabeça/corpo tem a sua/agora. Narcisicamente?

Será? (http://www.youtube.com/watch?v=bk-CihXGNRA)
De Acúçar C. a 4 de Julho de 2010 às 10:54
Reflexões

1- Traduziu? Nem por isso.
2- Pranta discordância? Traduza.
3- Na irrealidade fantástica, onde cabe a tia-avó, o bom-garfo, a língua viperina? Era o que faltava.
4- Não sabe escever (sem isso) mas diz que ficciona. Mistura? Disfarça? Tira partido? Desabafa? Baralha?
5- Encenada projecção de dúvidas? Traduza.
6- Ardis e mistérios cativantes. Como assim? Só mesmo para enrolar.
7- Curva o conteúdo pela fruição de vocábulos súbitos vindos do «antigo». Freudianos? Bordas? Falo? Ocioso?
8- O gozo... é tentador. Nome? Charada. Autismo.
9- Não seja retido. Traduza.
10- Considerar despiciente. Traduzo: que despreza ou desdenha. Não se ajusta.
11- Devia (?) ter aprendido a rodear. Que 'lealdade' é essa? Traduza.

E bom domingo: divirta-se (http://www.youtube.com/watch?v=igDmOoV5C0M&feature=related) voando... (http://www.youtube.com/watch?v=5ofaoLKPz7c&feature=related)
De Acúçar C. a 5 de Julho de 2010 às 01:20
Reflexo das reflexões

Que acha destes bonecos (http://www.youtube.com/watch?v=E387c5RAhK4&feature=related)?

Serão terrivelmente mais expressivos que as artimanhas das letras?
Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Recomendo:

Exposição de Artes Plásticas - Conceito

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape

últ. comentários

Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...
Autor que não foi possível identificar: Andrew Atr...
De férias , para sempre. Fechou a loja... :-(
Curta as férias querida...Beijos
ABANDONODAVID MOURÃO FERREIRAPor teu livre pensame...
Ainda?Isso aí no Inverno é gelado ;-)

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds