Quinta-feira, 8 de Julho de 2010

PROSA ESTICADA

Siloete e Modigliani

 

No “De Azeitona Jamais Visto”, foi referida casualidade que misturou sinas, mãos lidas, baralhos «taratonianos». Nem requeria mais dizer, não fora coincidência singular nas deliciosas sugestões/comentários a relação entre a mulher descrita e a etnia cigana.

 

Dos estereótipos alojados no subconsciente geral – quem estiver de fora que se acuse! -, consta a cigana insistente em augúrios, pedinchona, mergulhada em negro e saia varrendo o chão. Não faltando por aí oráculos com lábia que da crendice fazem vida sem que raça os distinga, salvo fardas outras, associar etnias a comportamentos é lastro fundo.

 

Porque os roma (ciganos), são minoria étnica por tantos malquista como faz prova a vox populi quotidiana, nem esticaria mais a prosa. Pelo apogeu alcançado na petição "Ciganos em Portugal... só os Honestos!" – recuso-me a publicitar o endereço da peça - transcrevo fatia do conteúdo, embora dê no mesmo.

 

“Ao contrário do que se possa pensar, esta petição não é de cariz racista, mas sim um ponto de revolta e de dizer basta ao que se passa neste Portugal.
Chega de ter gente que se faz de coitadinha, exige casas às Câmaras, luz, água e gás gratuitos, rendimentos à segurança social, pede, pede, pede... E trabalhar honestamente? E descontar para a segurança social? Nada! Andam de Mercedes, BMW e até Porches e Ferraris. Todos nós conhecemos histórias dum cigano que roubou para depois vender na feira. São uma fonte de violência. O engraçado é que mais uma vez se fazem de coitadinhos e queixam-se que são discriminados e não integrados pois a comunidade não os aceita, engraçado que façam tudo para não se integrar. Que tal fazer como o Primeiro Ministro ucraniano que expulsou os ciganos do território ucraniano? Querem continuar cá? Sim senhor, mas trabalhem honestamente, descontem e paguem IRS. (…)cambada de sanguessugas. Ajudem a pôr os ciganos a trabalhar e a torná-los honestos. Assinem esta petição.”

 

Ao invés, pensam muitos e o comissário dos Direitos Humanos do Conselho da Europa, Thomas Hammarberg. Após visita a Lisboa, alertou o Governo para as deploráveis condições de alojamento e aceitação social dos roma. Exigiu respeito pela Carta Social Europeia. Reconheceu possuirmos serviços de acolhimento dos imigrantes, sublinhou "a falta de eficácia da denúncia" por discriminação racial. Tragédia comum neste Portugal que se reclama ‘desenvolvido’.

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

De Veneno C. e Anónimo

 

publicado por Maria Brojo às 09:06
link | Veneno ou Açúcar? | favorito
27 comentários:
De -pirata-vermelho- a 8 de Julho de 2010
Calm'aí,
o cigano tem qu'aceitar a regra e não o contrário - há limite para a condescedência na integração
(mas como agora o desrespeito por qualquer regra é regra estamos fod... DESCULP!)

e apague lá a cantiga porque é mentira - em geral as mulheres ciganas são feias.

Ond'é que entra a bandeira do racismo?
De Maria Brojo a 8 de Julho de 2010
Pirata-Vermelho - aceitar regras, sim, generalização abusiva, rejeito.
Há múltiplas formas de integrar, uma delas pedagógica e exigente. Defendo esta.
As mulheres ciganas são geralmente feias? Olhe que não... Estragam-se com os anos, mas atentando nas holandesas e alemãs, o mesmo acontece. Depois, padronizar a beleza não vai comigo.

Racismo:
- "sistema que afirma a superioridade dum grupo racial sobre os outros, preconizando, particularmente, a separação destes dentro de um país (segregação racial) ou mesmo visando o extermínio duma minoria."
Ora, existem modos vários de o conseguir. Não permitir condições dignas de vida é um deles.
De Veneno C. a 8 de Julho de 2010
Macedónia - «O nome com o que se baptizou gastronómicamente a este concerto frutal provem da criação político-militar de Alejandro Magno (356-323 a. C.), o Império Macedónico, marco histórico e geográfico no que alternaron raças e culturas, idiomas e tradições, legados religiosos e estilos artísticos, tributários uns e outros de diversas fontes vernáculas. Este verdadeiro cocktail de povos e nações serviu de modelo para que, a fins do século XVIII, à popular "salada de frutas" chamasse-lha (egregiamente) "macedonia". »

Variantes
A macedonia de vegetales ou macédoine de légumes em idioma francês|francês]] é um plato quente que consiste em vegetales servidos com mantequilla,[1] ou uma salada servida frite (hors d'oeuvre) de vegetales, sempre cortados em forma de dados. Em alguns casos mistura-se com mahonesa combinada com aspic, e é muito similar à a ensaladilla russa.

Que tal? Abriu o apetite?

Veja-se também
Juliana
Jardineira
Brunoise
Mirepoix

Então, estude-se a hipótese de rebpatizar o SPNI... no máximo que seja CP/???&CI/??? (http://www.youtube.com/watch?v=VqgcrJs5cPE)

NR - terão percebido que os ??? esperam alternativas a Pénis e a Inveja



De -pirata-vermelho- a 8 de Julho de 2010
Não vejo em Portugal qualquer sistema que "(...)"
aquilo que diz ser o racismo.

Além de raramente serem bonitas 'para a capa da revista', geralmente não têmqualquer graça nem grande qualidade e as pessoas que vivem em zonas com grande densidade de ciganos não gostamdeles não tantoe sópela diferença -aqui um factor pouco despiciendo- mas pela arrogante imposição da sua atitude 'desregrada'.

Segregar é uma arbitrariedade, não integrar por insuficiência na inegração é uma exigência.

De -pirata-vermelho- a 8 de Julho de 2010
Não integrar por insuficiência na integração por parte dos alienígenas é uma insuficiência, claro

(desculp a ambiguidade anterior)
De -pirata-vermelho- a 8 de Julho de 2010
AGORA É QUE É...
Não integrar, por insuficiência na integração por parte dos alienígenas é uma exigência

(Devia haver uma possibilidade de correcção destes comentários)
De Maria Brojo a 12 de Julho de 2010
Pirata-Vermelho - neste particular, perfeitamente de acordo.
De jotaeme a 8 de Julho de 2010
Olá Teresa! Vais perdoar-me este meu comentátio, mas é o que eu sinto: I dont like Gipsy People!
É uma especie de "feeling" e por ver comprovadamente a sua auto-segregação ao longo da minha vida. Chama-lhe o que quiseres más é assim!
Acho que todos nós que vivemos num determinado território, temos de nos submeter ao interesse geral e nacional! E os ciganos não sabem, não querem "cantar essa canção!
Por isso vai esta Orquestra Nacional muito desafinada!
De qualquer modo não alinho em petições tipo ao kilo!
É onde a cegueira perigosa pode "navegar". E isso não é bom para ninguém!
Um bom dia de Verão para a Teresa!
Jorge madureira
De Maria Brojo a 12 de Julho de 2010
Jorge - não te desminto razão no escrito, porém, a minha experiência ensinou-me igual e, depois, diferente.
Um belíssimo dia neste Verão lindo para ti.
De marta a 8 de Julho de 2010
Todos os ciganos que andam em feiras pagam os seus impostos, quanto mais não seja o custo das bancas que ao que parece não é barato.
Há ciganos honestos e desonestos, tal como os portugueses.

Toda a integração social em bairros, tanto com os ciganos , como com outras etnias, foi incrivelmente mal feita.
Esqueceram-se de juntar os que já eram vizinhos nas 'barracas', emparedaram-nos junto com quem não conheciam, ficando sem ajuda para o caso de terem um filho doente e terem de ir trabalhar, ou para tomar conta dos catraios pequenos.
Não basta dar casas, é necessário sabê-lo fazer, o que não tem acontecido.

De Maria Brojo a 12 de Julho de 2010
Marta - belíssimo acrescento que enfatiza o frequentemente esquecido.
De Acúçar C. a 8 de Julho de 2010
Canela - (ou mostarda?) - ainda foi há pouco... (http://www.gulbenkian.pt/media/files/fundacao/programas/PG%20Desenvolvimento%20Humano/pdf/PROGRAMA_onpc.pdf)
De Maria Brojo a 12 de Julho de 2010
Açúcar C. - pelo que sei e agora li não sou a única a pensar como, economicamente, descrevi. Obrigada pelo documento.
De António a 9 de Julho de 2010
ó Elvas - dizia com acerto o nosso Paco Bandeira: nunca vi um cigano rico!

é certo que há ricos, enriquecidos (caso do famoso pato-bravo Henrique Cimento!) e enriquecendos (ministros, autarcas e outras boas pessoas) que em matéria de ciganice fariam ruborizar (o que é obra!!) até um cigano

e também é verdade que o nosso País, como todos os outros e esses até em escala maior, há muito preconceito contra os ciganos - bem como contra tantas minorias e mesmo maiorias, étnicas e de outra natureza

mas importa reconhecer que decorrerão alguns justificados incómodos de habitar bairros frequentados por pessoas, independentemente da sua origem, que fazem gala de causar desacatos a qualquer hora do dia ou da noite, repetidamente e sob ameaça de vandalismo e agressões verbais ou físicas incluindo ameaça e uso de armas brancas e de fogo

que tal imaginar a sensação de se estar na fila da caixa de um supermercado, de férias e com a família e amigos, crianças incluídas, e ver-se envolvido por uma rixa engendrada por respeitáveis cidadãos, independentemente da sua proveniência ou etnia, que preparam uma zaragata violenta para furtar tudo o que lhes apetecer sem possibilidade de identificação dos autores materiais de tais actos precisamente devido ao seu comportamento gregário, encobrindo-se uns aos outros, com grave risco de integridade física para os circunstantes ?

ou ser cercado por adoráveis criancinhas e não menos adoráveis mulheres, independentemente da sua fama ou condição, com melodias encantatórias e outras manobras de diversão para furtos no metropolitano, cruzamentos ou sempre que há ocasião?

ah... e esquecemos também o fino trato que alguns condignos cidadãos, independentemente de quem são, dedicam às mulheres, às crianças ou entre si, fazendo questão de lhes conferir amplos direitos, liberdades e garantias, a fio de navalha e outras sangrias?

ou seja, a questão é complexa e não pode ser valorada apenas por consulta à literatura e muito menos com base em manuais de politiquês correcto que servem mal de garrote em caso de ..., digamos, encontros casualmente azarados com respeitáveis cidadãos sem qualquer identificação mas armados até aos dentes e ansiosos por conquista de alguns pontos na caderneta de esventramentos ou outras meiguices próprias da sua especificidade cultural

discriminar injustificadamente está mal, mas cautela, pois então...




De Maria Brojo a 12 de Julho de 2010
António - aqui deixo o meu depoimento:
_ conheço, vivi e vivo, em condomínios de Lisboa. Habitação social encapotada ou explícita sempre por perto, como acontece na maioria dos bairros desta cidade, sem que problemas adviessem do facto. Num deles, maior número de ciganos. Partilham o espaço com os restantes moradores sem conflitos ou perturbação. Comportam-se de modo civilizado, não vendem bens na rua, embora deduza que o façam fora do bairro. Jamais presenciei rixas ou querelas, avanços na fila do supermercado como é habitual nos portugueses (não somos todos?).

Lição retirada: porque foram integrados com respeito e dignidade, têm provado serem merecedores do bem adquirido, tal como acontece com outros realojados.
Gritam mais os não-ciganos (ó joãooooooo! Já p'ra aqui, se não levas!) e por isso incomodam quem lhes atura a cacofonia.
Posso estar condicionada pelo meu conhecimento empírico e valer de pouco a opinião escrita. Porém, verdadeira.
De luis eme a 9 de Julho de 2010
a questão abordada é complexa, mas com uma fiscalização mais eficiente, acabavam-se com muitos destes abusos.

embora os ciganos sejam bons a ameaçar quem lhes faz frente, é tempo de se acabar com este "fechar olhos", que não resolve problema nenhum e esvazia ainda mais os cofres do estado...
De Maria Brojo a 12 de Julho de 2010
Luis Eme - curiosamente, há tempos, sucedeu um «aconchego» entre o meu automóvel e um que transportava família cigana. Saímos, vimos os estragos, declaração amigável preenchida sem as demoras costumadas. Nem ameaças, nem facadas. Mas sim, fiscalizar é preciso.
De Anónimo a 9 de Julho de 2010
Sexologia angélica - Esticar para quê?

Alguém tem a noção que considerandos pontuais sobre tema europeu levam a resultados?

A mim nem me apetece... daí, siga a música (http://www.youtube.com/watch?v=avGAe9EVkjc&feature=related)

«Centro Europeu para os Direitos dos Ciganos
O Centro Europeu para os Direitos dos Ciganos (CEDC) visa combater o racismo contra os ciganos e o abuso dos direitos humanos dos ciganos a nível legislativo internacional. Uma decisão recente do Tribunal Europeu dos Direitos do Homem, em Estrasburgo, decidiu favoravelmente um processo introduzido pelo CEDC, em nome da Romani Baht Foundation, e pelo Procurador da Bulgária Alexander Kashurnov, por tratamentos desumanos e degradantes contra três nacionais búlgaros de origem cigana que tinham estado detidos pela polícia na Bulgária. O CEDC também recebeu recentemente um prémio ONG, a Rosa de Prata SOLIDAR, que lhe foi concedido por “chamar a atenção do público, condenar os abusos e elaborar documentos de políticas da UE e influenciar alguns aspectos referentes aos direitos humanos” a favor dos ciganos.

www.errc.org
www.solidar.org

Os países que participam, todos com minorias ciganas, são: Albânia, Bósnia e Herzegovina, Bulgária, Croácia, República Checa, Hungria, Macedónia, Montenegro, Roménia, Sérvia, Eslováquia e Espanha.»

O Correio (http://acp-eucourier.info/Como-integrar-os-cig.1037.0.html?&L=3)
De -pirata-vermelho- a 9 de Julho de 2010
O que interessa que seja minoria -uma 'estatísica' abstracta- se são preponderante e maioritariamente perturbadores e subversivos?
De -pirata-vermelho- a 9 de Julho de 2010
...localmente (perturbadores e subversivos)
De Maria Brojo a 12 de Julho de 2010
Anónimo - "Sexologia angélica" Adorei! Grata pelos anexos.
De EJSantos a 9 de Julho de 2010
"esta petição não é de cariz racista"

!!?? Isto é piada?

Ena Pá. É verdade que há ciganos problemáticos, mas também há brancos, negros, etc.
Acho este assunto muito delicado. Não sou politicamente correcto, e não tenho problemas em afirmar que me irrita a auto-exclusão desta comunidade. Mas daí generalizar e dizer que são todos uns... (conjunto de defeitos!). Não, não vou muito por aí.

Neste tipo de assuntos gostaria de estar mais informado, de preferencia por boas pesquisas sociologicas. Só assim poderia emitir uma boa opinião, justa e fundamentada.
De Maria Brojo a 12 de Julho de 2010
EJSantos - tal qual, caríssimo!
De Salazar a 9 de Julho de 2010
MORTE AOS CIGANOS! TODOS.
De Maria Brojo a 12 de Julho de 2010
Salazar - 'Uauuu'!
De EJSantos a 12 de Julho de 2010
Ena Pá! Que neura.
De Maria Brojo a 12 de Julho de 2010
EJSantos - como entendo!

Comentar post

últ. comentários

Olá Tudo bem?Faço votos JS
Vim aqui só pra comentar que o cara da imagem pare...
Olá Teresa: Fico contente com a tua correção "frei...
jotaeme desculpa a correcção, mas o rei freirático...
Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...
Autor que não foi possível identificar: Andrew Atr...

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds