Quarta-feira, 11 de Agosto de 2010

AQUÉM E ALÉM REDONDO

John Stone

  

Diferente do feito. Rondar o desconhecido. Penetrá-lo sem o esgotar, que prometidos regressos obrigam à luxúria por descobrir. Sentir nos pés macieza do musgo, areia fina sob água/vidro. Vislumbrar redondo no horizonte e desejar possuí-lo. De madrugada, partir com bússola no olhar. Na mochila leve, água, maçã, livro pequeno, pensos rápidos, não as urdam tojos ou cactos. Chapéu e bordão. Botas e calças folgadas. Alças e algodão leve. Da lingerie, a inferior. Óculos protectores. Cabelo preso ao alto, pescoço desnudo. Semear pegadas, depois, até o redondo chegar.

  

Entre ir e vir, que o perto recortado no azul se fez longe, quatro horas. Pernas rijas pelo trabalho muscular como noutras vezes, noutros lugares, noutros quadros. Duche e um café no terraço que, pela manhã, a sombra veste. Olhar afectuoso no além redondo sentido sob os pés. E sair. Deambular, talvez mercar em mercado de nomeada. Sendo os turcos fofos, escolha feita, treinar o regateio e comprá-los ao quilograma. Mirar o enlaçado dos vimes, os desenhos ingénuos dos barros, a perícia nos linhos saídos de teares. Na seira, acumular legumes, ervas das minas ou de acaso, fruta antes cheirada – apalpada não, que quem atrás vier merece bem intacto.

 

A tempo do almoço, panela com água, descascar, partir, mexer. Mesa posta no durante do apuro da refeição. Volver ao terraço. Ao redondo. Ao continuado prazer.

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

 

 

 

publicado por Maria Brojo às 08:40
link do post | Veneno ou Açúcar? | favorito
8 comentários:
De jotaeme a 11 de Agosto de 2010 às 15:27
Olá Teresa: PROPOSTAS QUASE IRRECUSAVEIS, DE COMO SE PASSAR UM PERFEITO DIA DE FÉRIAS! VERÃO OU OUTRA ESTAÇÃO QUALQUER, SAÍDAS DA ROTINA QUE NOS IMPÔEM...
ABENÇODAS CADEIRAS ONDE REPOUSAM GUERREIRAS APÓS AS SUAS BATALHAS...
WHY NOT?
Um bom dia para Ti!
jorge
De Maria Brojo a 13 de Agosto de 2010 às 09:05
Jorge - as guerreiras também necessitam de pousio antes de outras batalhas prazenteiras. Bom dia, Amigo
De Acúçar C. a 11 de Agosto de 2010 às 19:42
Torrado qb - Diferente do feito. Redondo. O feito era bicudo? E a luxúria por descobrir, com o penetrá-lo sem o esgotar... deu nisto! (http://dicionarioesporadico.blogspot.com/2008/03/luxria.html)

De Maria Brojo a 13 de Agosto de 2010 às 09:06
Açúcar C. - li o texto. Gostei da forma. Um dia destes arrisco conteúdo com tema semelhante. Me aguarde, please!
De perseu a 12 de Agosto de 2010 às 15:55
Claro que bem a entendo Teresa.
Só alguem que quando infanta ou infante não brincoucom a mãe terra ,com sapos, rãs,enguias ,subiu às arvores,viu ninhos,comeu fruta verde terá dificuldade no entendimento do que escreveu.
Infancias tristes citadinas,enfermiças amarelecidas e diarreicas por certo tiram outra ilação.
De Veneno C. a 12 de Agosto de 2010 às 20:25
Brinquemos - coma-se fruta ma(is)dura (http://www.youtube.com/watch?v=1T0LkXZ2tXI&feature=related)
De Maria Brojo a 13 de Agosto de 2010 às 09:08
Veneno C. - brincadeira apetece sempre. Esta soube muito bem.
De Maria Brojo a 13 de Agosto de 2010 às 09:22
Perseu - é possível. Porém, quem ama caminhos e redores não prescinde de mais.

Comentar post

últ. comentários

Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...
Autor que não foi possível identificar: Andrew Atr...
De férias , para sempre. Fechou a loja... :-(
Curta as férias querida...Beijos
ABANDONODAVID MOURÃO FERREIRAPor teu livre pensame...
Ainda?Isso aí no Inverno é gelado ;-)

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds