Domingo, 15 de Agosto de 2010

COM EIRAS E SEM BEIRAS

Juan Medina

 

Quem amava a natureza fazia herbários, observava o voo dos pássaros, o colorido das borboletas, as variedades dos peixes. Mergulhavam entre rochas e catavam cogumelos nos pinhais. Por essa altura, não existiam áreas protegidas, a escassez de água nem o Alentejo preocupava. Desconhecida a expressão ‘crimes ambientais’, conquanto existissem. Era sabida melhor qualidade do ar nas serras e na beira-mar. Das cidades, o pecado maior era o corridinho quotidiano. Não eram falados ecologistas. Não eram confundidos com fanáticos em jipes que mal sabem distinguir uma couve dum eucalipto. Não era julgada a natureza como oceano de tranquilidade, mas lugar que equilibrava regeneração das espécies com barbaridades e mortes doutras. A mudança é substantiva - associa melhor e péssimo.

 

À deriva, voga gelo mais extenso que Lisboa no Atlântico Norte. Cheias devastadoras na Europa Central, na China e no quase desértico Paquistão. A Rússia desusadamente acalorada. Incêndios com eiras e sem beiras que os contenham. Os fenómenos extremos dão que falar há seis meses contados. O sabedor Antímio de Azevedo disse bem ser o homem o único animal que destrói o seu habitat. Mas não, acrescentam muitos - fenómenos cíclicos da Terra, nada de novo ou extraordinário está a acontecer. E, alegremente, cuidam da vidinha viciada em descuidos ambientais. Sozinhos nada podem, afirmam; culpados são outros: multinacionais e Estados poderosos. Num dia, empurrados os descendentes para picos altaneiros em fuga dos oceanos subidos, já partiram. Havendo além, que assistam à catástrofe debruçados em nuvens contaminadas. Que indaguem São Pedro e saibam, enfim, dos desmandos feitos aqui em baixo por culpa ou omissão. Que lhes seja dada ordem de soltura, ‘encorpem’ devidamente para não assustar as gentes e revisitem o que era e não é mais.

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

Cortesia de Veneno C.

 

publicado por Maria Brojo às 06:25
link | Veneno ou Açúcar? | favorito
26 comentários:
De Perseu a 15 de Agosto de 2010
Seria tolice comentar um artigo que se encaixa mecânicamente no drama que este sitio,outrora um país, vive.
Incompetencia,estupidês e incuria.
Não é delta mistico nem uma variável,é apenas uma constante.
De Açúcar C. a 15 de Agosto de 2010
Beleza (quase) horrível? - Contrastar o melhor e o pior. O bom e o mau. Alertar para o global, em que todos temos a ver com (quase) nada e ninguém tem a ver com (quase) tudo.

Parece que anda (quase) tudo à deriva?

Será já (quase) descabido apelar à Ética e Responsabilidade Social /a>? (http://www.youtube.com/watch?v=8o1Oljn87vs&NR=1)

De Maria Brojo a 16 de Agosto de 2010
Açúcar C. - tudo isso e o mais que visito de seguida.
De Veneno C. a 15 de Agosto de 2010
Toliserias - Não comentarás o que é perfeito, por incompetência, estupidez e incúria? Será do bloco de gelo à deriva? Ou do deslizamento de terras? Ou das cheias? Ou...? Pois...

Talvez seja do Delta disto (http://www.youtube.com/watch?v=kXVR4tk1qXI&feature=related)?

Quanto à constante... apenas uma (velha) reflexão (http://www.youtube.com/watch?v=J3ireFJ_SII&feature=related)
De Maria Brojo a 16 de Agosto de 2010
Veneno C. - pois... Os Elementos andam loucos e arrastam as gentes.
De Maria Brojo a 16 de Agosto de 2010
Perseu - pode julgar inutilidade comentar, mas apreciei o seu escrito.
De perseu a 15 de Agosto de 2010
Bem aventurados os paupérrimos de baixo volume cerebral que vivem do micro cosmos dos http qualquer coisa.
Rápidas melhoras!
De Anónimo a 15 de Agosto de 2010
Amen!
De Maria Brojo a 15 de Agosto de 2010
Perseu - que se passa? É do calor? Por favor, contenha-se! Todos os "http qualquer coisa" são respeitáveis e bem-vindos. Além do mais, aprendo.
De perseu a 15 de Agosto de 2010
As minhas desculpas Teresa.
Com efeito o seu blog não é lugar para picardias.
De Anónimo a 15 de Agosto de 2010
No microcosmo http "youtube" existem 'porcarias' que já tiveram mais de 8 milhões de visitas, tal como referido na apresentação desta recomendação (http://www.youtube.com/watch?v=iT3NNwLm2c8).
Assim, felizmente, poderemos contar com muitos bem-aventurados. O País bem precisa. Deus ficará mais satisfeito. Quanto a baixo volume cerebral: antes isso com um alto QI que uma macroencefalia com o provável atraso mental associado. Acrescem megalomania e projecção como defesas para quem sofre de tal "grandeza".
E há sinais evidentes que aconselham uma visita enriquecedora à fonte de energia cósmica (http://video.google.com/videoplay?docid=7939505976833408618#)
PAZ E LUZ
OM SHANTI
AMÉN
OM MANI PADME HUM
AXÉ
OM SATHYA
SHALOM
OM NAMO NARAYA NAYA
De -pirata-vermelho- a 16 de Agosto de 2010
Diz lá isso em português, my man!
Admitindo que faz sentido para quem não fala outras línguas´.
De Anónimo a 16 de Agosto de 2010
Chiça... há lá 2 que os portugueses entendem.

As outras... interessam as quem as entender.

Quer o http... ou quer que descodifique?
De -pirata-vermelho- a 16 de Agosto de 2010

Descodifique.
Sem a bonecada, se faz favor...
De Anónimo a 16 de Agosto de 2010
AXÉ - mantra afro-brasileiro da vibração positiva (muito usado no Candomblé)

OM MANI PADME HUM - é o mantra da compaixão (do sânscrito) dentro do contexto do Budismo Tibetano
OM NAMO NARAYANA - saudação a Narayana, o preservador e protetor do Universo (Deus Vishnu)
OM SATHYA - Verdade Divina (do sânscrito)
OM SHANTI - Paz Divina; Paz Espiritual (do sânscrito)

SHALOM - Paz, Olá, Adeus (saudação judaica)


De -pirata-vermelho- a 17 de Agosto de 2010
Não descodificou nada.
Substituiu um código por outro,ambos vazios de significação.

Mantra etc, de vibração positiva...
há vibração negativa?
Candomblé... o que é?
Descreva o contexto do budismo tibetano, por favor.
O que é 'budismo'?
Defina universo e distinga aquele que é passível de ser preservado de outros se deles tiver conhecimento.
Defina 'divino'.
Defina 'verdade' no contexto do conceito de divino.
Shalom é pas, olá ou adeus?
Porque incluiu uma palavra judaica no conjunto de outras que aparentemente serão do sânscrito?
Fala ou lê sânscrito?

Por favor axiomatize as suas respostas se quiser fazer o favor de me elucidar.

No caso de a compreensão da lista de sinónimos(?) portugueses que enviou, à guiza de descodificação, exigir formação específica, por favor diga qual.
De Anónimo a 17 de Agosto de 2010
Ena!... Parece mal agradecido?

Axiomatize porquê? Estamos a falar de saudações espirituais... se não as entende... não lhes ligue... não é obrigado.

Acha que budismo é vazio de significação? Vem nos dicionários...

Candomblé, também...

Tal como universo...

Verdade e divino... da mesma forma

Shalom é Paz, como muito mais...

Quanto aos portugueses... basta ser bem formado
De -pirata-vermelho- a 17 de Agosto de 2010
Muito bem.

Vejo que não sabe do que fala ou que fala do que não se sabe; falará de nada, em concreto
mas agradeço o seu esforço e ingénua intenção.
De Anónimo a 17 de Agosto de 2010
Vê mal. Vê curto? Não sabe o que vê. Será que vê o que não sabe?

Quanto a intenções, qual é a sua?
De Anónimo a 17 de Agosto de 2010
PS - caso precise de descodficar o boneco... dá-se uma ajudinha (http://ttkitchen.blogspot.com/2009/03/o-que-tu-queres-e-lulas.html) (ingénuamente bem intencionada, claro)
De -pirata-vermelho- a 17 de Agosto de 2010
(olha-m'este...)

Ah... finalmente resolveu falar português, em frases simples e com significado!... Fez bem
mas olhe que não tenho intenções só encalhei no seu palavreado estrangeiro publicado - o autor não é pr'aqui chamado mas é responsável pelo processo que desencadeia.

(ai que lá se vai o pranaiama ou a... ou isso que só sei d'ouvido mas parece que quer dizer falta d'ar...)
De Anónimo a 17 de Agosto de 2010
Então olha!

Fica visto que vê mesmo muitamal!

Paciência... faz bem â vista?

Oxalá ;-)
De Anónimo a 18 de Agosto de 2010
Brincalhão - Qual palavreado estrangeiro? Qual é a crise? Qual é o autor? Qual é o processo desencadeado? O que quer salvar ou proteger ou enfeudar? Diga... para que fique 'descodificado', man!

Afinal... tem bom ouvido (para certas coisas?) e já (lhe) é legítimo dizer 'pranaiana' (e não pranayana)... mas não é razoável que queira 'brincar' com significados que são (mais) sérios: Pranayama é uma palavra sânscrita e significa 'respiratório'. Ele é o quarto ramo do Raja Yoga.
De Anónimo a 18 de Agosto de 2010
Pranayama

Aproveito para corrigir. Pode aproveitar para combater a falta d'ar (http://www.youtube.com/watch?v=Zina7tL24-0&feature=related)
De -pirata-vermelho- a 16 de Agosto de 2010
(fora a bonecada , claro; é elucidativa; não é preciso traduzir...)
De Maria Brojo a 16 de Agosto de 2010
Perseu - claro que é! Venham daí muitas e boas!

Comentar post

últ. comentários

Olá. Posso falar consigo sobre a sua tia Irmã Mar...
Olá Tudo bem?Faço votos JS
Vim aqui só pra comentar que o cara da imagem pare...
Olá Teresa: Fico contente com a tua correção "frei...
jotaeme desculpa a correcção, mas o rei freirático...
Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds