Domingo, 7 de Novembro de 2010

ELAS, AS FATAIS

Colecção "Outono nos Parques de Lisboa - 2010"

 

Investem nos rubros sob a forma de bagas ou filamentos macios como seda. Desdobram-se numa euforia lasciva de recônditos expostos e, pudor descartado, reagem aos preliminares soalheiros do amanhecer outonal. Durando a noite, engoliram o suco abundante que o solo/membro ofertou. Até se diluírem nele. Até a noite amansar desejo por mais e mais. Acordadas, da brisa leve quiseram o tremor e ternura, evitando das gotas o sacrifício - pérolas de suor que não desdenharam porque a Oeste o frio só é quando lhe é permitido ser.

 

 

As que pendem, falsamente cansadas ou com vergonha, bebem a água da luz após noite de vela e cheia. E não brincam às pudicas ‘senhoras donas’ -  olham o chão que as penetra, donde se erguem; por ele levantadas e abertas e risonhas ao saudarem a madrugada cujos segredos dominam sem deles contarem minúcias. Voluptuosas, ainda dura a preguiça quando o dia é meio.

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

Cortesia de Veneno C.

 

publicado por Maria Brojo às 10:47
link | Veneno ou Açúcar? | favorito
13 comentários:
De Acúçar C. a 7 de Novembro de 2010
Falar verdade a mentir?

Posto em verso e cantado seria (ainda mais) penetrante e alagador ;-)

Águas passadas do rio
Meu sono vazio
Não vão acordar
Águas das fontes calai
Ó ribeiras chorai
Que eu não volto a cantar

Rios que vão dar ao mar
Deixem meus olhos secar
Águas das fontes calai
Ó ribeiras chorai
Que eu não volto a cantar

Águas do rio correndo
Poentes morrendo
P'ras bandas do mar
Águas das fontes calai
Ó ribeiras chorai
Que eu não volto a cantar

Rios que vão dar ao mar
Deixem meus olhos secar
Águas das fontes calai
Ó ribeiras chorai
Que eu não volto a cantar

http://il.youtube.com/watch?v=UzoWcTM1BOg&feature=related

De Acúçar C. a 7 de Novembro de 2010
Acrescento votos de BD (Bom Domingo!)

http://www.youtube.com/watch?v=dFlaLSsyHE8&feature=related

http://www.youtube.com/watch?v=EQcNNEWlgIY&feature=related

http://www.youtube.com/watch?v=Qro4BzrVK88&feature=related

http://www.youtube.com/watch?v=kcwpxVqbLIg&feature=related
De Acúçar C. a 7 de Novembro de 2010
Ah... e para mais logo... ao cair da noite (que não seja queda e fatal!) e que o Chão a agarre, sem magoar) ;-)

http://www.youtube.com/watch?v=jPife1dVeU8&feature=related

http://www.youtube.com/watch?v=bI6I1QHGMqM&feature=related
De Maria Brojo a 8 de Novembro de 2010
Açúcar C. - lindos, tranquilos e lindos de morrer!
De Maria Brojo a 8 de Novembro de 2010
Açúcar C. - deliciou-me. Obrigada.
De Maria Brojo a 8 de Novembro de 2010
Açúcar C. - Lindo!
De perseu a 7 de Novembro de 2010
Dizia o nosso sábio botânico Avelar Brotero; Todas as plantas florescem e murcham.

Assim sucede em todas as crituras vivas da natureza
.
Em certas espécies o orvalho ou o calor da noite demonstram toda a sua vitalidade.
De Veneno C. a 7 de Novembro de 2010
Eu digo o mesmo, mesmo ignorando o que ele disse ;-) São constatações filosóficas.

Vida e obra
Avelar Brotero estudou medicina pela Universidade de Reims. Foi nomeado professor de Botânica e Agricultura na Universidade de Coimbra em 1791, e nessa qualidade passou a dirigir o Jardim Botânico.

Em 1820 foi eleito deputado às Cortes Constituintes pela Estremadura. Depois de ter assistido aos trabalhos legislativos durante 4 meses, pediu dispensa que lhe foi concedida.

Entre outros livros escreveu Flora Lusitânica, onde identificou cerca de 1800 espécies, muitas delas desconhecidas até então.

Principais publicações
Principios de agricultura philosophica. Coimbra: Imp. da Universidade, 1793.
Flora Lusitanica: seu plantarum, quae in Lusitania vel sponte crescunt: vel frequentuns colunter, ex florum praesertim sexuleus systematic distributarum: synopsis. Olissipone: Ex Typogr. Regia, 1804. 2 vols.
etc...
De Maria Brojo a 8 de Novembro de 2010
Veneno C. - o que sabe e eu não... Mas gosto, sim, de aprender.
De perseu a 8 de Novembro de 2010
Qual terá sido a sua média final em Matemáticas Gerais?
De Veneno C. a 8 de Novembro de 2010
Nem só de médias alimentamos os nossos 'inimigos'.

Só tem interesse nessa? Por alguma boa razão, ou razão inversa? Vai integrar ou derivar?
A Geometria Descritiva também pode dizer muito a respeito de (quase) nada: até as paralelas acabam por se encontrar.

http://www.youtube.com/watch?v=qWSEZUHlhNI
Eis o melhor e o pior de mim
O meu termômetro, o meu quilate
Vem cara, me retrate
Não é impossível
Eu não sou difícil de ler
Faça sua parte
Eu sou daqui e não sou de Marte
Vem, cara, me repara
Não vê, tá na cara, sou porta-bandeira de mim
Só não se perca ao entrar
No meu infinito particular
Em alguns instantes
Sou pequenina e também gigante
Vem cara, se declara
O mundo é portátil
Pra quem não tem nada a esconder
Olha minha cara
É só mistério, não tem segredo
Vem cá, não tenha medo
A água é potável
Daqui você pode beber
Só não se perca ao entrar
No meu infinito particular
De Acúçar C. a 10 de Novembro de 2010
As coisas boas cosem-se com outras linhas ;-)

http://reflexionespowerpoint.com/lecciones-de-la-vida/alta-costura.html
De Maria Brojo a 8 de Novembro de 2010
Perseu - assim é. Bem-haja.

Comentar post

últ. comentários

Olá Tudo bem?Faço votos JS
Vim aqui só pra comentar que o cara da imagem pare...
Olá Teresa: Fico contente com a tua correção "frei...
jotaeme desculpa a correcção, mas o rei freirático...
Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...
Autor que não foi possível identificar: Andrew Atr...

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds