Segunda-feira, 8 de Novembro de 2010

ÁLCOOL, CAFÉ E SAPATOS

Miguel Tió 

 

Manuel João Vieira. 48 anos. Pintor, escultor menor (palavras do próprio), distribui-se em actividades inseridas num rol extenso, contraditório e diverso. Multifacetado – retrato curricular que preza e a que acrescenta opção nas artes plásticas: pós-dadaísta. Aprendiz de jazz no velhíssimo e sempre novo Hot Clube ali no 39 da Praça de Alegria. Pretende marcar ruptura com discursos lógicos e coerentes. “Desmontar a realidade como se fosse pastel de Belém” cuja massa se desfolha por cada dentada incisiva (literal e metaforicamente).

 

O Carlos Vaz Marques puxou-lhe o verbo numa entrevista delirante que ocupou a antena, 13 de Outubro deste ano, no (in)esperado “Pessoal e Transmissível” da TSF. O conteúdo revela o protótipo de alguém que se pensa feitor de arte e dela feitor no hoje.

 

Sem desfazer, passe a expressão beirã e doutros lugares, como ele temos muitos intelectuais(?)/artistas(?) que - segue cianeto em dose pequena - se tomam por arautos do novo e do vindouro pós-novo d'hoje. A excentricidade no discurso, na imagem, na postura socialmente interventiva, itens imprescindíveis. Frivolidade ou carimbo? D’alguns que houve e há, provados sólidos os feitos, rezou e rezará a história: Dali, Picasso, impressionistas tantos, existencialistas como Sartre, Beauvoir e Boris Vian inspirados por outros, antes ou durando eles (Kierkegaard, Dostoiévski, Schopenhauer, Nietzsche, Heidegger, et cetera que de todos não sei e sobre estes arranho).

 

Ouvida a entrevista do João Manuel Vieira, (des)entendi melhor o desconchavo de certas galerias da Miguel Bombarda, no Porto e de personalidades semelhantes e «circulantes» nos redondos do pensar. Ao enésimo dia, do breu nasceu penumbra.  

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

Um dos trabalhos discográficos de João Manuel Vieira que me deixou a bailar corpo e sorriso. Viva o swing na música!

  

 

publicado por Maria Brojo às 09:18
link | Veneno ou Açúcar? | favorito
18 comentários:
De perseu a 8 de Novembro de 2010
Li e reli a sua crónica.

Coincidente em inumeros itens da forma como eu vejo a "intectualidade"artistisca portuguesa e a chusma de cretinas e cretinos,muito bem vestidinhas(os) com um croquete na mão e um sumo,plástico,de laranja em outra,palrando de idiotias que fariam do'calinas'um homem sábio.

A musica por si escolhida é de grande classe.
Charlton e jazz sublimados por um poema alegre,não lamecheiro, e por uma voz bem condicente com o tema musical.
De Veneno C. a 8 de Novembro de 2010
Como se atreve a usar cianeto? Anda a passar-se? É a falta da droga do Nicot? São as cartas ex-plausívesi... detenção domiciliária, precisa-se?

Sobre o génio em apreço (que ainda não chegou aos calcanhares do Quim), vejamos

Álbuns de estúdio Enapália 2000 • És Muita Linda • Opus Gay • 2001 - Odisseia no Chaço • A Luta Continua!
EP's Projecto Ena Pá 2000 Project!
Singles "Telephone Call/Pão, Amor e Totobola" • "Doces Penetrações"
Videografia Ena Pá 2000 - 20 Anos a Pedalar na Bosta

e ouçamos (ouça-mos?)

http://www.youtube.com/watch?v=tCOQkyg2td8&feature=related

http://www.youtube.com/watch?v=CR6K5iaAHho&feature=related

http://www.youtube.com/watch?v=W7n94bXv4cI&feature=related

http://www.youtube.com/watch?v=srkYfZAovcY&feature=related

http://www.youtube.com/watch?v=Y3SHXVCrja8&feature=related

http://www.youtube.com/watch?v=rK_DOjQKOQI&feature=related

http://www.youtube.com/watch?v=DYtOz_0efio&feature=related

Chegaram aqui?
Querem mais?
Ainda sobra CIA-NETO! (Com Inveja Amarela-Nem Espanto Tanta Otarice!)

Abaixo o cianeto! Vamos pela brandura, que sendo mole também cura, ou até fura...

http://pensarescorpiao.blogspot.com/2010/09/quem-te-manda-ti-sapateiro-tocar.html
De Maria Brojo a 8 de Novembro de 2010
Veneno C. - ena tantos lugares para visitar! Vou-me daqui para lá.
De Maria Brojo a 8 de Novembro de 2010
Veneno C. - ouviu a entrevista? Que se lhe aprova comentar?
De Maria Brojo a 8 de Novembro de 2010
Veneno C. - emendo: que se lhe apraz comentar?
De Veneno C. a 8 de Novembro de 2010
Lá irei...

Ainda estou a trincar pastel... a ver se a massa desfolha... ;-)

Aprecio o dito com massa coerente, preferindo a irresistível combinação creme-tostada-dentada, não ligando à massa quase nada (sim ou não desfolhada?).

Desmontá-la parece álibi, saboreá-la numa trinca total, ou nada...

Será que a entrevista descodifica o título "Álcool, Café e Sapatos" ou isso é antes código outro para meter álccol, acrescentar café, tirar sapatos... swingar?
De Veneno C. a 8 de Novembro de 2010
A caminho... também aparecem outros petiscos ;-)

http://www.youtube.com/watch?v=LrQiUQyPfII
De Veneno C. a 8 de Novembro de 2010
Valeu as penas: revela logo à entrada que os títulos são uma tentação. O que é que o faz mover? "O Café, às vezes o Álcool, e os Sapaos (também são importantes)". A ordem é alienatória...

Só assim seria 'honesto'?

http://www.youtube.com/watch?v=jJyWfcMsboM&feature=related
De Veneno C. a 9 de Novembro de 2010
Já de volta, meia volta, volta meia, há felizmente quem deixe uma desmontagem bem mais apetecível, sem nenhuma dessas banalidades (volta Quim, és bem mais animado)

http://umcantinhodesaudades.blogspot.com/2008/09/dedicado-aos-homeoestticos-do-domingo.html

http://sites.google.com/site/feedbackmusica/reportagens/manuel-joao-vieira-no-teatro-sao-luiz

Para remir as cativas

http://www.youtube.com/watch?v=wMpzPenX2zk&NR=1

De Maria Brojo a 8 de Novembro de 2010
Veneno C. - 'swingar' sim, com jazz em fundo, limitado ao contexto musical. A do "álcool, café e sapatos' veio das preferências do João Manuel Vieira ouvido na entrevista. Não é que tem graça o «mangano» sem nada ter a ver com manganês?!...
De Veneno C. a 8 de Novembro de 2010
Preferências? Vai a todas, desbocadamente .-(

Nem magano é...

magano

adj. s. m.
1. Infrm. Que ou quem demonstra pouca ou nenhuma responsabilidade, e é dado à lascívia.
2. Infrm. Que ou quem é jovial ou gosta de se divertir. = brincalhão, folgazão
3. Infrm. Que ou quem demonstra malícia ou malandrice. = malandro
s. m.
4. Ant. Alquilador ou contratador de animais.
5. Ant. Negociante de escravos.
6. Gír. Relógio.

Outro galo cantara...

http://www.youtube.com/watch?v=qHe6dfhon44&feature=related

Falei-te sem querer
De coisas belas
Como quem abre janelas
Para lá do horizonte

E tu sem saber lá tricotares
Um romance de palavras
Sem certezas nem futuros
E tu sonhares no areal
Como um jardim de poetas
Superiores e verticais
Em rigor nunca existiu

E tu como se fosse há vinte anos
Subiste ao alto das rochas
Lá onde pousam as gaivotas
Subiste ao alto das dunas
Onde o vento te possui

Cresceu-te no peito um mar de prata
Como se eu fosse alguma vez isento
Como se eu fosse acaso
Alguma vez na vida a perfeição

Mas quando te contei coisas de mim
Daquelas coisas grandes cá de dentro
Caíste em ti no sonho do jardim
E fiz-te então amiga esta canção

E tu ainda sonhas no areal
Um jardim de poetas
Superiores e verticais
Que em rigor nunca existiu

E tu como se fosse há vinte anos
Sobes ao alto das rochas
Lá onde pousam as gaivotas
Sobes ao alto das dunas
Onde o vento te possui

Cresceu-te no peito um mar de prata
Como se eu fosse alguma vez isento
Como se acaso eu fosse
Alguma vez na vida a perfeição

Mas quando te contei coisas de mim
Aquelas coisas grandes cá de dentro
Caíste em ti do sonho e do jardim
E fiz-te então amiga esta canção
De perseu a 8 de Novembro de 2010
Por essas e por outra é que o distinto Belenenses está como está.

Os pateis de Belém foram indegestos para o Cruz de Cristo.

Mas eu sou dos que creio na Ressureição.
De Maria Brojo a 8 de Novembro de 2010
Perseu - folgo pelo acordo. Dance e sorria - só faz bem.
De -pirata-vermelho- a 8 de Novembro de 2010
Nada de confusões! Conheci o pai -também João- deste artista. Sim, um verdadeiro artista na corda bamba da treta do BO e das têvês de manhã não mas à tarde e à noite, tudo sem vírgulas e na mais completa 'devaniação' .
Músico?
P'acabar com a conversata: o cavalheiro é zeróide mesmo que as mninas lh'achem graça ao coiso!

E você,
porque é que insiste em instilar aqui merdas?
O espaço é seu...
mas quem lê lambuza-se.
(que garnde mer... desculp!)
De -pirata-vermelho- a 8 de Novembro de 2010
O que é um post-dadaísta?



(Nada de confusões! A História da Arte é -como outros ramos da História- mais que sentença lida no google e debitada e esquecida no acesso à página de apontamentos seguinte )
De -pirata-vermelho- a 8 de Novembro de 2010
'tou a falar chinês?
De perseu a 8 de Novembro de 2010
Claro que não Sir.

Apenas escreve de uma forma própria de um cadete miliciano de cavalaria.

Mas nem sempre,depende das condições meteo.
De -pirata-vermelho- a 8 de Novembro de 2010
À chacun sa façon! (Disons...)
Em termos de sofisticação, acerto com a meteo local; para não destoar.

Como é que o camarada queria qu'eu abordasse esta bizarria?

É que...
há um João Vieira com obra vasta e reconhecida.
Esse sim, poderia ter sido aqui lembrado, em vez deste patetóide que, se aos seus não arrenega ao tempo em que tudo está (des)nivelado por baixo e sem apreço possível se deve.

Comentar post

últ. comentários

Olá Tudo bem?Faço votos JS
Vim aqui só pra comentar que o cara da imagem pare...
Olá Teresa: Fico contente com a tua correção "frei...
jotaeme desculpa a correcção, mas o rei freirático...
Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...
Autor que não foi possível identificar: Andrew Atr...

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds