Segunda-feira, 29 de Novembro de 2010

DE CÓCORAS, "TAKE FIVE"

Sorayama

 

Gesto comum que a fisiologia determina: recorrer à casa de banho mais próxima quando fora do bem-bom doméstico. Um sorriso, um pedido ao funcionário de balcão da cafetaria no jardim percorrido e fica solucionado o problema. Ao despacho, somada a graça decorativa do interior e do símbolo à entrada. A cadeira e a girafa mereceram registo. Tão fácil aqui e em boa parte dos países! Porém, aproximadamente 40% da população mundial desconhece o benefício do saneamento básico e abastecimento de água. Número impressivo: 2,6, milhões vivem nestas condições, predominantemente em zonas rurais. Esmiuçando o total, 7 em cada 10 pessoas não usufruem de saneamento e 8 em cada 10 não têm acesso a fontes de água potável.

 

Defecar a céu aberto continua a ser prática comum no Sul da Ásia por 44% dos habitantes - na Índia, em qualquer lugar, é usual humano de cócoras enquanto fala por via de telemóvel sofisticado. Consequências: contaminação da água, doenças infantis que matam, anualmente, milhão e meio de crianças até aos cinco anos. As mulheres pertencem ao grupo mais vulnerável ou não recaísse sobre elas a tarefa de carregar água para consumo familiar. Por outro lado, necessitando cada pessoa para uma vida digna de mínimo de 40 l de água por cada vinte e quatro horas, convém repensar cada pequeno gesto/desperdício deste tesouro escasso. Li: _ “A Onu alertou que a água e o seu controle foram e serão motivo de crises e de guerras em tempos próximos. Enquanto a humanidade, o superpovoamento e a indústria requerem, cada vez mais, uma maior demanda desse elemento, temos, de outro lado, uma diminuição de água potável, o que provocaria nos países mais ricos, à vontade de dominar as fontes de água potável até pela conquista armada.”

 

A UNICEF, a OMS, desta a agência que desenvolve o projecto Make it Possible desenvolvem a Campanha Objectivo 2015. Pretende inspirar cidadãos e organizações para o alcance dos Objectivos de Desenvolvimento do Milénio (ODM). São oito: pobreza e fome, ensino primário universal, igualdade de género, mortalidade infantil, saúde materna, doenças graves, sustentabilidade ambiental, parceria global. Em Portugal a motivação está em curso, particularmente entre os jovens.

 

O Dia Mundial de Cócoras a que, este ano, não aderimos, recomenda que, a hora determinada, as gentes circulando nas ruas se agachem e pelo simbolismo do acto lembrem problema de milhões. 

 

CAFÉ DA MANHÃ

  

 

publicado por Maria Brojo às 09:23
link | Veneno ou Açúcar? | favorito
15 comentários:
De EJSantos a 29 de Novembro de 2010
Coisas tão simples, que damos por garantidas...
Uma delas é a água corrente, dos Serviços de distribuição de água, outra é o saneamento básico.
Estamos tão, tão habituados, que até nem lhes damos o devido valor...
De Maria Brojo a 1 de Dezembro de 2010
EJSantos - de coisas simples e pequenas é feito o nosso viver.
Gosto de o ler aqui.
De corrector a 29 de Novembro de 2010
Será gesto? Será gesta? Puxa será certamente...
Bem-bom e doméstico... depende dos gostos?
Casa de banho... nem sempre, antes o doméstico?
Sorriso... dito amarelo? Ou verde, azul, vermelho?
Solucionado? E a taxa moderadora? Clientelismo?
Ao despacho?
Disse nada?
Aquilo é uma girafa? De costas?
A população mundial é de 6,5 milhões?
Mas o mundo vive com 80% sem (acesso a fontes de) água potável? Criam resistências? Usam engarrafados?
Aquela menina também está a falar ao telemóvel? E andou a caçar leopardos (ou tigres) na Malásia?
Então carregar a água já contamina?
Se gastarmos menos água aqui, ela vai sobrar na Ìndia? São os vasos comunicantes? Então, quando defecam por lá a céu aberto, enchem menos as fossas por cá?
Não se pode acreditar (ainda?) que aqueles sejam os verdadeiros 8 objectivos ODM.
Afortunadamente, os jovens portugueses já se terão posto em marcha... Nºs? Aguardemos... 2015 não é amanhã?
Ainda bem que não aderimos: devem ter-se poupado muitos acidentes, milhões de calorias e alguns fundilhos ...

Desta vez, não foi a montanha que pariu...

http://www.youtube.com/watch?v=C7oPUL7vHBU

Afortunadamente, o Jardim confirma que Deus é generoso com os humildes

http://www.youtube.com/watch?v=HtdloiD3ERw

De Maria Brojo a 1 de Dezembro de 2010
Corrector - mais pergunta do que corrige. O Google responde melhor do que eu.
Vídeos despropositados. O último, de estridente, é insuportável.
De corrector a 1 de Dezembro de 2010
Coitado do Google... ele nunca enganou ninguém e está ali sempre para ajudar no que for preciso.

Cada um aproveita-o à sua maneira, como ao dinheiro e ao conhecimento: 'é a vida'.

Corrijo quando posso. Perguntando, dou oportunidade a outros para que o façam. Não o fez (já se vê).

Os vídeos rimam com 'cócoras'. Uma provocação do título: só que foi um "take two, too".

Olhe que aquela 'estridência', num sistema 'bem-bom doméstico' (como o qu'há cá) até é suavizante e arruma em brio e pujança o blá-blá do Dave.

Vai um meio-termo

http://il.youtube.com/watch?v=EVIgKoqbUCc

De perseu a 29 de Novembro de 2010
E não será mais perigosa a poluição dos Oceanos provocada pela lavagem dos tanques dos super petroleiros?

Desde quando uma serenissima cagáda ao ar livre é poluente?

E uma mijadinha em via publica,de preferencia com o policia ver?
Garanto qúe dá um gozo do caraças.

É tão bom o provocatio at publicum.
De corrector a 29 de Novembro de 2010
Confesse-se que ficou muito menos mal na posição anterior "uma sereníssima (com acento) cagada (sem acento & sem assento) ao ar livre é..." ;-))

Já há que pôr acentos (e assentos?) na via pública e na preferência e também no/a polícia ;-)

Se gosta das latinices... veja esta douta e extensa abordagem «A provocatio torna-se o baluarte da liberdade republicana, cujo valor político é pelos séculos exaltado, como se lê em Cícero , que a define como “patronam illam civitatis ac vindicem libertatis”.

E muito mais...
http://www.edictum.com.ar/miWeb4/Eliane%20M.%20Agatti%20Madeira.doc

Quanto a 'ser tão bom o...' que lhe havemos de fazer?

Já não deve ter cura... curado está. Amen ;-)
De Maria Brojo a 1 de Dezembro de 2010
Perseu - feio é, mas deve dar um gozo daqueles sendo muita a aflição.
De perseu a 29 de Novembro de 2010
Porque razão você não vai chatear o...,quem lhe fez a cabeça?

Já agora e para o caso de você ser homem devo dizer-lhe que não

gosto de homens,você indicia que gosta,não me larga!

Se for mulher, gosto muito desde que não tenha corpo de violoncelo,não use protese dentaria e não seja parva.

Mais informo que me estou borrifando para oa acentos e para as virgulas.

Em bom portugues Bocageano;Estou-me cagando para a sua opinião e de quejandos.

Entendidos?
De Corrector Ortográfico... a 29 de Novembro de 2010
Pena de pessoinhas mal educadas e.... Como é que se desce a tão baixo nível????? Será por que este nunca foi alto???????????? O verniz estalou??? Precisa de umas pinceladas novas? Existem vários no mercado que duram, duram...que nem pilhas Duracell!
De Anónimo a 30 de Novembro de 2010
Para quem já "cagou" postas de pescada e afirmou que voou a altitudes altas e que fez isto e aquilo e aqueloutro...verdades ou invenções de quem demonstra ter a mania da superioridade absoluta sintética----relativa----, para quem todos os outros são estúpidos, menores, burros, sejam homens ou mulheres, devia, mas com certeza não quer, ser mais humilde e ter mais contento no que escreve. A sua inteligência é superior a que propósito? Deve ser considerado o maior galã mundial,,,,tem direito a escolher..........marrecas? Nunca. Gordas? Nunca. Altas? Nunca. Magricelas? Sim... Musculadas? Talvez.. Inteligentes como o senhor???? Só>>!!!! Antes um denominado burro pelo SENHOR do que um inteligente gostado por si!!
De Anónimo a 30 de Novembro de 2010
"Se for mulher, gosto muito desde que não tenha corpo de violoncelo,não use protese dentaria e não seja parva."
Então deve gostar de: corpo de guitarra baixa, desdentada e burra---ainda bem que não gosta de "parvas", pois nenhuma desta espécie quereria uma espécie como você..não fique indignado, pois este termo deve ser considerado por si como um elogio. Não desço baixo como você tem descido. Os seus comentários despropositados aos temas apresentados pela bloguista são ultrajantes e nojentos. Está mal disposto com a sua vida? Então deixe pessoas de bem em paz e comente, não descomente!

De Maria Brojo a 30 de Novembro de 2010
Teresa C. - exemplo perfeito de picardias que não aceito neste espaço. Mania? Censura contra deselegâncias, sim. Tenho a certeza dos comentadores serem capazes de melhor do que a amostra. Vejamos se o frio arrefece os ânimos. Tomara que sim. Depois, um IP para nicks múltiplos dá que pensar e motiva actuar.
De perseu a 30 de Novembro de 2010
Desde já as minhas muito sinceras desculpas à Teresa C.
Por vezes é dificil a um homem de sangue quente conter o seu direito à indignação.

Renovo as minhas desculpas ,a si Teresa,o seu espaço não é merecedor de situaçõs deste tipo.

Perseu
De Maria Brojo a 1 de Dezembro de 2010
Perseu - reccebo, com prazer, o seu pedido de desculpa. O mesmo façam os outros intervenientes e progridam sem repetir.

Comentar post

últ. comentários

Vim aqui só pra comentar que o cara da imagem pare...
Olá Teresa: Fico contente com a tua correção "frei...
jotaeme desculpa a correcção, mas o rei freirático...
Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...
Autor que não foi possível identificar: Andrew Atr...
De férias , para sempre. Fechou a loja... :-(

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds