Terça-feira, 28 de Dezembro de 2010

LUZES E LUZIRATOS

 

Comummente, elas gostam mais de velas do que eles. Fascina-as o bruxulear, a luz que hesita e não desiste, o aroma emanado. Nas quadras, duas numa semana, são símbolo, cor, enfeite, o vazar romântico de quem nelas deposita ilusão/esperança de preservar luzes outras que enchem o ninho muscular onde soe dizer residirem emoções e afectos.

 

 

Num dos jantares em família, para não dobrar o já visto, é improviso cerâmica alongada com vidros coloridos, fita/resto dum embrulho recebido como presente, ícones mínimos que intercalam aos luzes. Escassos minutos, demorou o (des)arranjo. Reaproveitamento e vontade de acrescer detalhe ao espaço conhecido pelos convivas nas Festas.

 .

 

 Em pedaços de transparências vidradas, acendida uma. No castiçal despretensioso, outra. Junto às flores exóticas, aos cristais sérios, verdes e laranjas ainda por queimar. Esperam nova refeição feliz na quadra das quadras. 

  

CAFÉ DA MANHÃ

 

Vídeo da querida Dobra do Grito.

 

publicado por Maria Brojo às 09:04
link do post | Veneno ou Açúcar? | favorito
6 comentários:
De perseu a 28 de Dezembro de 2010 às 15:05

É sempre de bom gosto e esmerado requinte um centro com velas ou mesmo sem.

A questão é saber faze-lo,as boas manbeiras na arte de receber à mesa começavam no centro,ainda que pobre fosse.

Hoje não é importante,o importantante é ver na tv uns sugeitos a debitar palpites sobre o futebol
De Maria Brojo a 5 de Janeiro de 2011 às 17:24
Perseu - sempre cáustico com o presente. Mas agradeço-lhe adjectivar de esmero o centro.
De justo a 28 de Dezembro de 2010 às 16:12
Feliz Ano novo querida Tati....Beijos...

http://www.youtube.com/watch?v=0kePm3I0egY
De Maria Brojo a 5 de Janeiro de 2011 às 17:19
Justo - muito obrigada, Amigo. A retribuição, via SPNI, chegou antes.
De António a 29 de Dezembro de 2010 às 00:39
bem...

por um grato instante, parecia o SPNI de volta: elas/eles sobre a mesa, em borboleante adejar torneando a luz, luzes incendiadas por costumes, oposições, aparentes ou reais e outras minudências que tais...

a terceira reticenciarama reservada ao velame, dourados, floreados e outra decorália de enfeitar Natais, o que, havendo delicadeza, bom gosto e feminina sensibilidade, nunca será demais...

agora vem a exclamação, por sinal a triplicar: luzes às dúzias para um reveillon inteiro e claro para entrar com o pé direito, a pés juntos, tudo direito como temos direito a um Novo Ano Alegre e solidário, justo e que perdure, que agite a marasma, que vença a desesperança e ajude a superar crises, oxalá os políticos estejam todos enganados e afinal 2011 seja pleno de oportunidades, da realização de sonhos, de boas energias!!!

;_)))

(como se dissesse cravo)
(como se gritasse champagne)
(como se clamasse festaaaaaaaa)
De Maria Brojo a 5 de Janeiro de 2011 às 17:22
António - pergunta: porque escreveu "por um grato instante, parecia o SPNI de volta"? Tenho arrenegado o que adiante referenciou? Assim sendo, devo meditar para regresso a caminho melhor.

Comentar post

Recomendo:

Exposição de Artes Plásticas - Conceito

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape

últ. comentários

Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...
Autor que não foi possível identificar: Andrew Atr...
De férias , para sempre. Fechou a loja... :-(
Curta as férias querida...Beijos
ABANDONODAVID MOURÃO FERREIRAPor teu livre pensame...
Ainda?Isso aí no Inverno é gelado ;-)

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds