Domingo, 9 de Janeiro de 2011

"MORTA E JÁ INCONSCIENTE"

 

Patti Mollica, Bascove, Keith Mallet

 

Que mania de, com estardalhaço, morrermos longe sem catástrofes ou outras razões naturais como causa! Melhor é ser tragicamente defunto no quentinho português do que exportar protagonistas com sangue fervente na guelra, sem capacidade de resolverem conflitos passionais com tartes de chantilly mandadas às bochechas de acordo com o cenário hollywoodesco de Times Square. Seria mais discreto e evitávamos ficar mal-afamados na ‘estranja’. Fosse americano o assassino, ainda vá – fazia jus à mítica, mafiosa(?) cidade de Nova Iorque descrita no cinema que avultada dinheirama rende por esse mundo fora. Fazermos lá o filme sem garantir direitos de autor, permitir rendimentos aos tablóides locais sem uma chavo p’ra troca, está mal. Pior: choca acordar e ouvir notícias pelas matinas em que a nossa jornalista afirma placidamente que “a vítima foi encontrada morta e já inconsciente” .

 

A violência é vil em qualquer lugar. As vítimas merecem compaixão e os culpados julgamentos e castigos. O mesmo com os assassinos que rolam nas estradas portuguesas. Semelhante com quem profana dignidades e, em geral, direitos humanos - no Haiti, são muitas as mulheres violadas pelos homens que rondam os campos onde, após a catástrofe, era suposta protecção. Infelicidade é não existir Novo Ano que, chegado o balanço último, altere substantivamente a contabilidade de tristezas e lutos inúteis.  

 

CAFÉ DA MANHÃ

  

 

 

publicado por Maria Brojo às 10:51
link | Veneno ou Açúcar? | favorito
8 comentários:
De perseu a 10 de Janeiro de 2011

Acordou morto?Foi?.

A contra-natura às vezes tem destas coisas...
De Maria Brojo a 14 de Janeiro de 2011
Perseu - e onde se localiza a contra-natura?
De perseu a 14 de Janeiro de 2011

Que pergunta Teresa!!
De Maria Brojo a 16 de Janeiro de 2011
Perseu - apeteceu-me provocá-lo, só isso. Decidi cair em tentação. :)
De jotaeme a 16 de Janeiro de 2011
Teresa: A Morte é feia em qualquer circunstância! É irónico quando se diz, "morreu em paz..." A dita cuja nunca deveria acontecer, eu sou pela imortalidade, mas a Ciência ainda não descobriu a solução! Mas no(s) caso(s) em apreço, é vil o modo como se faz acontecer a dita cuja! Há que julgar sem peias estes actos, sem folclore e assumirem as culpas, cada um dos actores... o resto e suas envolvências é folclore... para imprensa vender! No more...
Do Amigo Jorge, um bom dia.
De Maria Brojo a 16 de Janeiro de 2011
Jorge - pouco há a acrescentar ao seu comentário lúcido. Um beijinho amigo, talvez?
De jotaeme a 17 de Janeiro de 2011
Teresa, não é talvez é Sim!
Um bom dia!
Your Friend...always!
Jorge madureira
De Maria Brojo a 17 de Janeiro de 2011
Jorge - obrigada querido amigo que nunca vi, mas adorava conhecer. Na sua cidade que amo ou nesta que me vê.
Um favor destas chaminés virtuais é a partilha que conduz a amizade como a nossa. E se já dura... Ainda bem.

Comentar post

últ. comentários

Olá. Posso falar consigo sobre a sua tia Irmã Mar...
Olá Tudo bem?Faço votos JS
Vim aqui só pra comentar que o cara da imagem pare...
Olá Teresa: Fico contente com a tua correção "frei...
jotaeme desculpa a correcção, mas o rei freirático...
Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds