Quarta-feira, 9 de Fevereiro de 2011

PESSOAS DE CRISTAL

 

Autores que não foi possível identificar

 

Sustentabilidade do ambiente, mais isto e aquilo e coisa e tal, a pesquisa necessária à profissão conduziu-me a estranha chaminé virtual. Ali chegada, espantei-me, acresci consciência da minha ignorância e li o que pude para dela colmatar pequena fracção. Árvores era tema da busca de imagens precisas. Deparei-me com doença rara, hereditária, sem cura, com designação científica, felizmente, pronunciável - Epidermodisplasia Verruciforme. O vulgo chama-lhe doença do ‘Homem Árvore’, sendo um habitante da Indonésia o mais conhecido portador. Na essência, trata-se de crescimento galopante e desordenado de verrugas que deformam extremidades assemelhando-as a troncos ou raízes de árvore na textura e no aspecto. Carece de cirurgias, idealmente bianuais, que do paciente retirem quilogramas dos acrescentos/cascas e lhe permitam vida normal durante tempo curto.

 

As doenças raras são tragédia porque insanáveis, pelo impedimento de quotidiano normal, as mais das vezes pela diminuição da esperança de vida ao perturbarem o funcionamento de órgãos com importância capital. O Estado, monstro de cabeças muitas, não apoia devidamente estes humanos de cristal. Cabe-lhe ir além do direito a sobrevivência digna escrito em papel. Não atrofiar com desculpas bacocas dramas de cidadãos. Tantos e escandalosos desperdícios financeiros lastram indignação dos doentes, das famílias, de todos que não desistem de observar o redor.

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

publicado por Maria Brojo às 07:33
link | Veneno ou Açúcar? | favorito
6 comentários:
De António a 9 de Fevereiro de 2011
difícil, sequer de imaginar, quanto mais de encarar e ajudar

convém, porém, lembrar que o Estado somos nós, em grandeza e miséria, em fome de conquista e poder de abstracção abeirando a infâmia - e o Estado será filantropo se o formos nós, e não precisará de o ser se o formos nós antes

os desenhos arvorais, sobre reais, fazem inevitavelmente lembrar o poder transformador das esculturas de Isabel Myrelles e de muitos trabalhos pictóricos de Cruzeiro Seixas e de outros surrealistas, de que os actuais artephotoshópicos são cesarínicos seguidores ou andrebretónzios continuadores

;_)))


De Maria Brojo a 13 de Fevereiro de 2011
António - esqueceu o Victor Brotas e o seu admirável mundo escultórico de troncos e raízes feito.
De Veneno C. a 9 de Fevereiro de 2011
Quantos programas existem?

Como funciona cada um deles?

Quem responde por eles?

Quando nos 'apetece'... estamos sempre a 'reclamar'?

Se para cada caso 'especial' tivermos sempre uma solução 'especial'... teremos o resto do mundo 'em cima de nós'?

Pão, educação, habitação... esquifes em S. Bento :-(

Pai-nosso, que estais no céu, venha a nós o vosso reino... seja feita a vossa vontade...
De Maria Brojo a 13 de Fevereiro de 2011
Veneno C. - ámen!
De perseu a 9 de Fevereiro de 2011

Existiu em Lisboa um homem que sofria dessa patologia,ou tallvez fosse elefantiase?.
Morreu à um bom par de anos,a noticia foi publicada,cerio que pelo D.N.

Quanto terá sido o sofrimento daquele homem?
De Maria Brojo a 13 de Fevereiro de 2011
Perseu - muito, pela certa. Como o de todas as pessoas de cristal.

Comentar post

últ. comentários

Olá Tudo bem?Faço votos JS
Vim aqui só pra comentar que o cara da imagem pare...
Olá Teresa: Fico contente com a tua correção "frei...
jotaeme desculpa a correcção, mas o rei freirático...
Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...
Autor que não foi possível identificar: Andrew Atr...

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds