Terça-feira, 18 de Novembro de 2014

A IV SERÁ À DENTADA. E É.

Hugues Gillet

 

Das frases atribuídas a génios da humanidade, uma remete para Einstein: _ “Não sei como será a III Guerra Mundial, mas a IV será à dentada.” Pois aí está a quarta, sendo que a terceira foi dominada pela hostilidade Ocidente – Oriente com o nuclear à mistura. Nesta que, por ora, vivemos, mordidas guerrilheiras (violentas entre religiões) e fosso económico dominam. O mundo soçobra na agricultura – solos férteis para cereais dedicados a monoculturas de espécies produtoras de biodisel (Brasil na linha da frente) – na indústria pela recessão global, nos países em que se divide pelo abismo que dilata a distância entre pobres e ricos. A classe média fenece e, sob o escuro da noite, com vergonha assalta lixos, os pobres recorrem à refeição quente diária fornecida pelas organizações camarárias e humanitárias, os ricos amealham com a desgraça alheia. As solidões e desgraças encontram alívio nas redes sociais que proporcionam a ilusão do esbatimento de fronteiras indesejadas.

 

O ambiente colabora na miséria global: no Outono de 2010, na Cidade dos Anjos, 40ºC , catástrofes (anti)naturais no México que mataram, como soe o costume, os mais pobres dos pobres. Quem o tornou desequilibrado e raivoso? A inconsciência, a ignorância, o laxismo, o ‘faz, depois se vê’ que exauriu o planeta e fez dele jangada à deriva atmosférica.

 

O Pacote 3 e os seguintes foram romances em capítulos quando o conteúdo é telegrama económico: _ “Asneirámos, omitimos os contornos do caos. O povo que sofra e remedeie malfeitorias.” Problema: _ Há muito fora, por todos, subentendido. O descaro, o despudor, o cinismo dos poderes não é exclusivo português. Nem nisto almejamos originalidade. Que, então, a procuremos e se enterre a classe média com honras de estado e tumba própria na Basílica da Estrela.

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

 

 

publicado por Maria Brojo às 07:20
link do post | Veneno ou Açúcar? | favorito
14 comentários:
De António a 1 de Outubro de 2010 às 09:11
xiii...

a classe média vai por ora intermédia pagar o que não tem remédia!

é que não há mais ninguém, ó vejemos:

- os pobres, de nós, não temos por onde mais espremer, vamos continuar a dar tudo como sempre demos e damos tudo e nunca chega;

- os ricos, nunca deram para esse peditório, excepção honrosa a filantropias várias que lisonjeiam a nação;

- as remediadas gentes é que podem fazer a diferença e gastar menos, sobretudo deixar de gastar o que tem e não tem, para a coisa sossegar um pedaço e a ira dos mercados perceber que daqui nada mais há a sacar

agora, importa entender:

- desde a crise descalabrada da alta finança internacional que fatalmente cá chegou de roldão, muitas empresas privadas fizeram cortes, em salários e em postos de trabalho - pois então que não se estranhe a proposta de redução de salários, se bem que foi preferível a medida de Mário Soares / Ernâni Lopes há atrasado, em que desfalcaram o 13º ao pessoal; é que é só duma vez e dó muito mas custa menos e além do corte no rendimento individual e familiar condiciona-se fortemente o consumo (e o consumismo) individual e familiar, eficaz sobretudo numa altura de grande propensão a gastos disparatados e muita importação desenfreada de consumíveis que não tarda estão no caixote do lixo, ou seja, é Natal

- estas medidas estavam previstas, antevistas e entrevistas no PEC e seu entrelinhado larvar no argumentário de governo e oposições, pois toda a gente vem de há muito clamando que é preciso cortar, o governo apenas veio dizer agora e onde, o que toda a cabeçorra bem sabe que tem que ser e que tem que se fazer - excepto comunas e quejandos, já de greve marcada ainda antes de se disporem a discutir, contrapor e propor em sede de debate orçamental - para quê, se as cabeças muares já estão feitas?

- e que tendo o governo feito (ao menos anunciado... ainda vamos ter o habitual processo da pen... lá para as 26:00 horas do costumeiro 15 de Outubro) o trabalho de casa que lhe compete, agora espera-se das oposições: que proponham, votem e aprovem a redução do nº de deputados e correspectivas mordomias para-lamentares; a redução do nº de autarquias (municípios e freguesias) mais as respectivas comitivas electivas, vereações e tacharia conexa paga pelo Zé; a transparência (para começar...) das facturas de consultores, escritórios, gabinetes, assessores, serviçais, mal empregados e outros doutores que o erário público suporta sem saber; a publicação obrigatória (a facultativa já se viu que zerou repetidamente, deixando uma nuvem mafiosa em tão alvos editais) dos credores do Estado e seus organismos e entes públicos, incluindo administrações central, regional e local; apresentação na Assembleia da República das contas da Madeira e Açores, à luz afinal de quem paga tais contas - os portugueses!

prontos, era só uma ou outra ideia, assim por ora...

;_)))

ps - mas se o mundo acabar à dentada, já sei quem vai ganhar!!!
De Maria Brojo a 3 de Outubro de 2010 às 15:08
António - Melhor é possivel, mas ainda não li. E se acabarmos à dentada, ganham os protésicos dentários pelas encomendas muitas.
De -pirata-vermelho- a 1 de Outubro de 2010 às 11:06
Não foi nem é nada como descreve.
De perseu a 1 de Outubro de 2010 às 11:27
Pois não líder,é franca e visivelmente pior.

Convem ler ,ouvir e ver os noticiários internacionais.

Hapy landig SIR!
De -pirata-vermelho- a 1 de Outubro de 2010 às 22:42
Pois é... mas! cuidado com os noticiários; são parte da coisa.
Há que filtrar e entreler

De Corrector Ortográfico a 2 de Outubro de 2010 às 21:43
Pois não líder, é franca e visivelmente pior.

Convém ler ,ouvir e ver os noticiários internacionais.

Happy landing SIR!
De Maria Brojo a 3 de Outubro de 2010 às 15:09
Pirata-Vermelho - e não pode ter a simpatia de me corrigir? Ficaria grata.
De perseu a 1 de Outubro de 2010 às 11:48
VCisão realista Teresa C.
O estretor de qualquer moribundo por vezes é agitado.
Creio ser o caso do capitalismo a cupidez e ansia do ganho está a remete-los para o abismo.
No entanto vão jogando com a acomodação das massas.
Mas ao que parece a acomodação está em fase decrescente.
Milhões de Europeus estão em contestação social,
estamos a muito curto espaço da contestação violenta.
Consequencias?Talvez,e como é hábito,o ressurgimento de uns quantos "miraculados".
Quanto pior melhor,depois foi o que sabemos,ou esquecemo?
Lembram-se porque razão a besta nazi foi eleita?Os alemães tinham fome.

A Europa começa a ter fome.
De Corrector ortográfico a 2 de Outubro de 2010 às 21:41
Visão realista Teresa C.
O estertor de qualquer moribundo por vezes é agitado.
Creio ser o caso do capitalismo a cupidez e ânsia do ganho está a remete-los para o abismo.
No entanto vão jogando com a acomodação das massas.
Mas ao que parece a acomodação está em fase decrescente.
Milhões de Europeus estão em contestação social,
estamos a muito curto espaço da contestação violenta.
Consequências? Talvez, e como é hábito, o ressurgimento de uns quantos miraculados ".
Quanto pior melhor, depois foi o que sabemos, ou esquecemos?
Lembram-se porque razão a besta nazi foi eleita? os alemães tinham fome.
De Maria Brojo a 3 de Outubro de 2010 às 15:10
Perseu - curta e sensata análise. Gostei e lembrei.
De Acúçar C. a 1 de Outubro de 2010 às 12:45
Ora... apetece-me (?) acrescentar que não aconteceu nada de fatal. Que é ficção. Como sempre. Tempestade / bonança.
Cataclismos naturais... poderão evitar-se? Efeito borboleta? Caos é lei/teoria? É a vida...

Mas não é (ainda?) verdade que "A classe média fenece e, sob o escuro da noite, com vergonha assalta lixos". A menos que se trate de reciclagem, que não devia ser envergonhada... Que grandes remédios curarão grandes males?

O consumismo há-de passar... aprendendo a passar sem ele. Que não é cura... antes causador de maleitas muitas.

Ainda temos a reserva (gratuita?) de ajustar os horários de 'trabalho' a uma tão desejada (e merecida!) jornada 'cibernética'.

http://members.fortunecity.com/cibercultura/vol1/bpfohl.html

Que a Estrela não seja tumba de classe alguma, mas guia de todas (se as houver) e que ilumine os que vão à frente, para salvaguarda dos que vão no cortejo.

http://www.youtube.com/watch?v=YsDJBCLWvdo&feature=related

Ou não?????????

http://www.youtube.com/watch?v=qKyWRJZnu2o&feature=related

É a crise???? Adivinha quem é!

http://www.youtube.com/watch?v=x1NPYcbTD2M&feature=related





De perseu a 1 de Outubro de 2010 às 13:01
Que asim seja Acúçar.
Que a esperança e a paciência sejam o farol dos Europeus.
De Maria Brojo a 3 de Outubro de 2010 às 15:26
Anónimo - pois fique sabendo que a cada comentário seu mais apreço geram em mim as suas críticas. Bem estruturadas, indo onde é preciso e falta.

Registei as magníficas sugestões.
De Anónimo a 3 de Outubro de 2010 às 23:59
Aceito e agradeço, quase me envaideço... Mas não entrei nesta guerra, reservando dentadas para outras postas ainda mais apetitosas.

Comentar post

últ. comentários

Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...
Autor que não foi possível identificar: Andrew Atr...
De férias , para sempre. Fechou a loja... :-(
Curta as férias querida...Beijos
ABANDONODAVID MOURÃO FERREIRAPor teu livre pensame...
Ainda?Isso aí no Inverno é gelado ;-)

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds