Quinta-feira, 31 de Julho de 2014

A QUÍMICA EM CARTA DE (DES)AMOR

 

A Tabela Periódica segundo o pintor Lars Kristensen

 

“Querida Valência:

Não estou sendo precipitado e nem desejo catalisar nenhuma reação irreversível entre nós dois, mas sinto que estrôncio perdidamente apaixonado por ti. Sabismuto bem que te amo. De antimônio posso assegurar que não sou nenhum érbio e que trabário muito para levar uma vida estável.

 

Lembro-me de que tudo começou nurânio passado, com um arsénio de mão, quando atravessávamos uma ponte de hidrogénio. Estava num carro prata, com rodas de magnésio. Houve atração forte entre nós, acertamos os nossos coeficientes, compartilhámos nossos eletrões e a ligação foi inevitável. Depois, quando te telefonei, mesmo tomada de enxofre, respondeste carinhosamente:
"Protão, com quem tenho o praseodímio de falar?" Nosso namoro é cério, estava índio muito bem, como se morássemos mum palácio de ouro, e nunca causou nenhum escândio. Eu brometo que nunca haverá gálio entre nós e até já disse quimicasaria contigo.

 

Espero que não estejas saturada, pois desejamos uma reação de adição e não de substituição. Soube que a Inês contou que te engano: manganês cuidar do seu cobre e acredite níquel que digo, pois sabes que nunca agi de modo estanho. Caso algum dia apronte alguma, sugiro que procures avogrado e que me metais na cadeia.

 

Sinceramente, não sei porque procuras um processo de separação, como se fossemos misturas e não substâncias puras! Mesmo sendo um pouco volátil, o nosso relacionamento não pode dar errádio. Se acontecesse, irídio emboro urânio de raiva. Acredito que não tenhas tido mais contato com o Hélio (que é um nobre!), nem com o Túlio e nem com os estrangeiros (Germânio, Polônio e Frâncio). Esses casos devem sofrer uma neutralização ou, pelo menos, uma grande diluição. Antes de deitar-me, ainda com o abajur acesio, descalcio meus sapatos e mercúrio no silício da noite, pensando no nosso amor que está acarbono e sinto-me sódio. Gostaria de deslocar este equilíbrio e fazer com que tudo voltasse à normalidade inicial. Sem ti na minha vida teria uma densidade desprezível, seria praticamente um vácuo perfeito. És a luz que me alumíno e estou triste porque atualmente o nosso relacionamento possui pH maior que 7, isto é, está naquela base.

 

Aproveito para te lembrar de devolveres o meu disco da KCl.

 

Valência não sais do meu pensamento, em todas as suas camadas.

 

Abrácidos,
Leantânio

 

Adaptação dum texto cuja fonte não foi possível identificar.

 

Notas

 

- A tabela periódica relaciona os elementos químicos em linhas denominadas períodos e colunas chamadas grupos ou famílias, em ordem crescente do número atómico (número de protões em cada átomo).

 

- Ensinada desde há muitas décadas nas escolas, é a base do trabalho em Química. O génio do químico Dmitri Ivanovich Mendeleev (1834 – 1907) foi tal quepreviu as propriedades de elementos por conhecer.

 

- Após a morte de Mendeleev, causada por uma gripe, a maioria dos elementos previstos mas que desconhecia, têm, até hoje, sido descobertos natural ou sinteticamente. A evolução da Química transformou sociedades e permite facilidades quotidianas antes impensáveis.

 

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

Curiosas e úteis apresentações da tabela periódica e de Mendeleev. De facto, os alunos têm de visualizar mentalmente a tabela periódica para progressão na aprendizagem da Química. Uma das maneiras de a memorizarem é engendrar cançonetas que lhes dão prazer. Qualquer dos vídeos é legendado.

 

publicado por Maria Brojo às 08:10
link | Veneno ou Açúcar? | favorito
2 comentários:
De EJSamtos a 31 de Julho de 2014
Excelente texto!
"A evolução da Química transformou sociedades e permite facilidades quotidianas antes impensáveis" - grande verdade.
De Maria Brojo a 1 de Agosto de 2014
EJSantos - verdade imperiosa à qual nem sempre as sociedades reconhecem os devidos méritos. Por esta razão atrevi a publicação dum texto que, inicialmente, julguei desinteressante. Porque a Química é paixão antiga, depois, profissão, decidi que devia constar neste «sítio» ou ficaria em causa, também neste particular, a minha coerência pessoal.

Comentar post

últ. comentários

Olá Tudo bem?Faço votos JS
Vim aqui só pra comentar que o cara da imagem pare...
Olá Teresa: Fico contente com a tua correção "frei...
jotaeme desculpa a correcção, mas o rei freirático...
Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...
Autor que não foi possível identificar: Andrew Atr...

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds