Quinta-feira, 3 de Abril de 2014

AMANHÃ SEM CAPUZ

  

Mihai Criste – The Last Paradox                            Mihai Criste - In Memory Of Rain

 

Obesa. Gordura sobrando das calças e da T-shirt justa. Por cima, polar e capuz enfiado até meio da testa num começo de manhã primaveril, chuvosa, fria a lembrar Inverno teimoso na despedida. Ténis. Tudo rosa fúcsia. Isolada no canto murado de um jardim, lia revisteca: “Cuore”. Rosa como a «farda» juvenil. Dezasseis anos, não mais. Longe doutros adolescentes em bando ou repartidos em grupos. Nem ela os via nem eles a olhavam com a cobiça incipiente que as hormonas em alta ou a mera curiosidade pela diferença suscitam.

 

No interlúdio do café, a repetência da garota, mulher futura. Só. Como encosto, ainda a parede, ainda o capuz cobrindo testa e cabelo. Indiferente e sita na margem da indiferença de rapazes que podiam ser namorados e não eram. O corpo anafado desobedecia aos padrões rígidos e comuns numa sociedade normalizada que cobiça nas prateleiras do super ou do hiper maçãs com brilho químico, tamanho semelhante, sabor a cortiça vinda do frio/conserva. Causas e efeito. Consequentes.

 

Desprezada, a mancha larga/pessoa ignorava o redor. Cegueira deliberada. Eriçada a proteção do «eu». Nos cantos, procurava refúgio. E sofria com a “Cuore” aberta que a vergastava com imagens estilizadas. Cruéis. Talvez ilusões nas gotas de chuva que recebia no rosto como promessas de um amanhã sem capuz. Outono antecipado na Primavera da vida.

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

publicado por Maria Brojo às 09:27
link | favorito
Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

últ. comentários

Olá Tudo bem?Faço votos JS
Vim aqui só pra comentar que o cara da imagem pare...
Olá Teresa: Fico contente com a tua correção "frei...
jotaeme desculpa a correcção, mas o rei freirático...
Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...
Autor que não foi possível identificar: Andrew Atr...

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds