Terça-feira, 19 de Maio de 2015

DAS PRAIAS CHEIAS AO XAQUIRO

Garvin Hee, James Knowles

 

 

Banalidades: é iniciado ao nascer, progride inexoravelmente, não é causa de morte precoce, deprime ou conserva leve o espírito de acordo com o entender individual, retira capacidades e soma outras.

 

 

No início do início, não damos por ele nem pelo além que cerca o ninho do existir; nem do ser há consciência. Três anos passados, cortinas de veludo entreabrem-se. Mais tarde, a cambraia, depois organza até se esfumarem os véus. Outros, subtis, persistirão e acumulam-se e, juntos, constituem feltro espesso inexistindo saber ou vontade de os rasgar. Para alguns é tarefa de uma vida inteira impedi-los de crescer e dar-lhes permissão de encurtar horizontes; para tantos, a maioria(?), impera, conformada, a obediência. Deixam de vislumbrar o longe-sensível. E acomodam-se e encafuam-se numa prateleira da toca/refúgio. É falado o envelhecimento.

 

 

No percurso da degradação desde o primeiro grito da criança saída do útero, conhecer é meta primeira. Construir futuros vem depois com a pressa os adiantar. E chegam vintes e trintas e a era dos «entas». A noção da velocidade do tempo é acompanhada pela consciência de opções desprezadas e do passado e presente e do que falta para o final. Tanto futuro vivido com angústia, quando âncora que amarra ao cais o navio não foi nem será lançada se desistência não for escolha!...

 

 

Apodrecer é diferente de envelhecer. Crescer sem desânimo o seu contrário. E se o corpo muda na agilidade dos músculos, a memória embranquece o recente e a ereção não é o que era, o navio pode ter óxido nos latões, mas aumentou sabedoria. Reconhece ventos e marés, lê cúmulos de nuvens. No sexo com os ventres das ondas, descobre modos novos e os mesmos de encharcar e encher a praia que o recebe sem diminuir o prazer. Os dias seguem com paixão. Acordares prometem realidades de um dia de muitos em vez de quimeras. As emoções acompanham-nos. Escaldantes, com mãos e peles que se beijam ao entretecerem-se.

 

 

Vem à lembrança Xaquiro - garanhão que impulsionou a qualidade da raça. Andamentos, temperamentos únicos. Talvez o melhor garanhão lusitano da história. Porque histórico é história e ilumina o presente.

 

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

 

 
publicado por Maria Brojo às 08:00
link do post | Veneno ou Açúcar? | favorito
7 comentários:
De marta a 28 de Maio de 2010 às 18:23
«Apodrecer é diferente de envelhecer»
e todo o resto do parágrafo, sou prova de como é verdade.
sorriso
De Maria Brojo a 29 de Maio de 2010 às 11:24
Marta - como o seu sorriso me soube bem... Muito bem.
De Veneno C. a 28 de Maio de 2010 às 22:39
Insisto na Pitty... enquanto a erecção se mantiver ;-)

Na sua Estante (http://www.youtube.com/watch?v=45UtFjjeT6o&feature=related)
De Veneno C. a 28 de Maio de 2010 às 23:04
E se garanhão rima com erecção, acrescentando duração, note-se que Xaquito foi obra de Quieto e Quieta. Ambos resultantes dum Estribilho. Ele duma Cigana. Ela duma Jogada. Ganda estocada ;-)

Xaquiro (http://www.allbreedpedigree.com/xaquiro)
De Maria Brojo a 29 de Maio de 2010 às 11:28
Veneno C. - p'ra troca: http://www.youtube.com/watch?v=_MNi7ZRdZlM&feature=related
Nota: não aprecio bonequinhos 3D. Mania, que quer?!...
De -pirata-vermelho- a 29 de Maio de 2010 às 13:35
...e admiram-se de a Mãe-Europa estar a decaír?
Se é para sonhar alto reveja-se a identidade sexual dos grandes simbolos -mesmo que seja delírio- ou a identidade estética dos grandes músicos -mesmo que pareça antiquado.

(esgota-se-má paciência, decai-se-m'a ponta mas ninguem tem nada com isso e não digo 'pica' porque me parece coisa de bonec'animado do liceu ali ao lado)
De Maria Brojo a 30 de Maio de 2010 às 13:22
Pirata-Vermelho - certeiro e ironia elevada. Depois, queixe-se por gostar tanto do que me traz. De si também. Somente o irrita, sei!

Comentar post

Recomendo:

Exposição de Artes Plásticas - Conceito

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape

últ. comentários

Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...
Autor que não foi possível identificar: Andrew Atr...
De férias , para sempre. Fechou a loja... :-(
Curta as férias querida...Beijos
ABANDONODAVID MOURÃO FERREIRAPor teu livre pensame...
Ainda?Isso aí no Inverno é gelado ;-)

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds