Terça-feira, 27 de Maio de 2014

DO FADO AO TANGO E AO BOLERO

      

Frente e Verso do ‘Picture Disc’ com as primeiras gravações de Amália Rodrigues

 

“Fado de Lisboa esteve na origem de tango e bolero, diz o investigador e professor universitário chileno Miguel Angel Vera. Explicou que estes géneros musicais são na verdade um «encontro de famílias» resultantes das travessias do Atlântico Sul feitas por muitos portugueses entre 1880 e 1930. Defende que o fado de Lisboa esteve na origem do tango e do bolero, uma tese que começa numa música que Amália Rodrigues costumava cantar nos seus espetáculos. Miguel Angel Vera mais disse: a investigação começou quando a fadista portuguesa disse que “Fallaste Corazón”, uma canção ranchera, era um fado mexicano.

 

Miguel Angel Vera, que está a apresentar um disco com dezasseis inéditos de Amália, resultado de pesquisas que fez na América Latina, e designado “De Porto a Porto” com apresentação agendada para esta quinta-feira no “Mouraria”, procurou provas que juntassem numa família vários tipos de canção urbana, todas nascidas em cidades portuárias, como Vera Cruz, Santiago de Chile, Cuba, Callao, Buenos Aires e Guayaquil.

 

«Não é por acaso que nestes portos que existem músicas que são semelhantes ao fado», acrescentou Miguel Angel Vera, numa referência a géneros como rancheras, boleros, cantineros e cantigas crioulas que têm o mesmo compasso binário que o fado. Este professor chileno descobriu que um quarto das tripulações que faziam travessias rumo ao Atlântico Sul entre 1880 e 1930 eram de origem portuguesa e que, por isso, o fado e as cantigas da América do Sul são «encontros de famílias».”

 

Fonte: http://www.tsf.pt/PaginaInicial/Vida/Interior.aspx?content_id=3935807

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

publicado por Maria Brojo às 07:29
link | favorito
Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

últ. comentários

Olá Tudo bem?Faço votos JS
Vim aqui só pra comentar que o cara da imagem pare...
Olá Teresa: Fico contente com a tua correção "frei...
jotaeme desculpa a correcção, mas o rei freirático...
Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...
Autor que não foi possível identificar: Andrew Atr...

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds