Sexta-feira, 3 de Abril de 2015

FICAM QUANDO TUDO FOI

zelazna copy.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Tristeza reconhecida pelo calendário católico. Cálice de penas e chicotadas. É sexta, é santa, é registo e símbolo do sofrimento do Humano(?) Redentor. Da generosidade. Do espírito solidário pelos feitos de sangue e carne e do não materializado que é tudo. Nas igrejas, rezam-se ladainhas e responsos. Gentes alinhadas em procissões e nas bordas das ruas presas a rituais talvez fervorosos, talvez turísticos. Da Espanha chegam nativos habituados a capuzes e velas trémulas. Vêm pelos atoalhados e pela diferença pobre do lado oeste da fronteira. Amêndoa doce seria o sol, não venham nuvens grávidas de chuva num talvez previsto de Norte para Sul. E as almas escurecem quando é de chumbo o céu. Porque alimento dos quotidianos depois dos encontros das famílias, o amor, domingo após, é posto à mesa e recheia cordeiro de leite. Doçuras são formosuras que entretecem memórias que ficam quando tudo foi.

 

publicado por Maria Brojo às 08:00
link do post | Veneno ou Açúcar? | favorito
Recomendo:

Exposição de Artes Plásticas - Conceito

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape

últ. comentários

Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...
Autor que não foi possível identificar: Andrew Atr...
De férias , para sempre. Fechou a loja... :-(
Curta as férias querida...Beijos
ABANDONODAVID MOURÃO FERREIRAPor teu livre pensame...
Ainda?Isso aí no Inverno é gelado ;-)

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds