Terça-feira, 9 de Junho de 2015

LANTEJOULAS DEPOIS

H. Sorayama

 

Amanhecer com telefone guinchando é acordar à revelia do biorritmo. Maldita distração que não desligou o suposto! Número revelado a meia dúzia. E a mulher atende convencida de urgência ou mau passar de afetos profundos. Mentira. Acorda indisposta, ela da paz no «abre e fecha olho» até a obrigação e a pressa e a pressão a erguerem. Valeu-lhe o projeto de calcar areia rija pela maré vaza.

 

Chegada, despido o supérfluo, avançou. 17ºC medidos com os pés em mergulho. Equilibrada pela ausência de anterior «lagartagem» ao sol, ficou por haver arrepio. Transitou com doçura entre o ondular tépido, desfeito no areal, e o frio atlântico. Sem tremores. Riu-se ao lembrar Tântalo pela água afastado ao vir. Mas não recuou. Foi até aos fundões, sentiu o arrasto das correntes, a impetuosidade das ondas ao serviço das luas e do cosmos.

 

Hora depois, regresso. Entre o “levanta toalha que é tempo e tens mais a fazer’ e entrada na garagem, trinta minutos. ‘Vou ali e volto já’ cumprido. Trabalho em espera. Água fria e creme na pele, antes. Algodão com lantejoulas depois. Nadas/tudo da correnteza que inventa sereia na simples mulher, alegre pelas muitas imperfeições - sem escamas ou nadadeira como pés.  

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

 

 

publicado por Maria Brojo às 09:15
link do post | Veneno ou Açúcar? | favorito
8 comentários:
De João Sá a 30 de Junho de 2011 às 12:43
Boa tarde :)
O Sem pénis nem inveja está em destaque na homepage do SAPO Blogs (http://blogs.sapo.pt/).
De c a 1 de Julho de 2011 às 14:28
o que justifica o destaque?
De Maria Brojo a 4 de Julho de 2011 às 14:26
João Sá - obrigada Amigo. De tal nova não saberia caso não me tivesse alertado. Esta belíssima equipa da Sapo é também generosa.
De B. a 2 de Julho de 2011 às 19:15
Forgiven. You just have to Talk to him. Nothing happens by mere coincidence...
De B a 2 de Julho de 2011 às 19:16
Sorry :) HIM
De Maria Brojo a 4 de Julho de 2011 às 14:25
B - traduzi, mas não faço a mínima da ideia do que pretende atingir.
De ar a 9 de Junho de 2015 às 23:55
É bom, fazer-nos revisitar o baú de recordações e ver a sereia Esther Wiliams ao som do belo tema "Aquatic Tribute", interpretado pelo cantor/actor Frankie Avalone que já muito não escutava.

Julgo adivinhar que, numa manhã de praia a autora sonhou ser uma pequena sereia no Sado, mas acordou com o banho de água fria e ainda bem, pois voltou a condição de humana.
De ar a 10 de Junho de 2015 às 00:00
É bom, fazer-nos revisitar o baú de recordações e ver a sereia Esther Wiliams ao som do belo tema "Aquatic Tribute", interpretado pelo cantor/actor Frankie Avalone que já há muito não escutava.

Julgo adivinhar que, numa manhã de praia a autora sonhou ser uma pequena sereia no Sado, mas acordou com o banho de água fria e ainda bem, pois voltou à condição de humana.

Comentar post

últ. comentários

Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...
Autor que não foi possível identificar: Andrew Atr...
De férias , para sempre. Fechou a loja... :-(
Curta as férias querida...Beijos
ABANDONODAVID MOURÃO FERREIRAPor teu livre pensame...
Ainda?Isso aí no Inverno é gelado ;-)

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds