Segunda-feira, 31 de Março de 2014

MP 2,5 E FUMADORES VERSUS GRELHADOS

 

 

   

Logo do EuroLifeNet             T-shirt dese­nhada pelo meu grupo de jovens inves­ti­ga­do­res. Numa das reu­niões pre­pa­ra­tó­rias, fez sucesso a dedicação.

 

Parangona de hoje – “ONU/Clima: mais secas, inundações e incêndios no Sul da Europa”. Portugal por arrasto. Recorro a dois textos publicados: um em 2006, início da investigação, outro no final (2007). Juntos no título. Participei no projeto que é falado. O entusiasmo dos jovens investigadores e de quem os orientou foi exaltante. Teve consequência na legislação europeia sobre o clima contra tudo e todos. Pasmo diante das «gordas» de hoje pelo atraso.

 

- Partículas Respiráveis de Alto Risco – MP 2,5.

 

Partículas que podem ser classificadas como partículas inaláveis finas (menores que 2,5µm ou, o que é o mesmo, inferiores a 0,0025 milímetros). As partículas finas, devido ao seu tamanho diminuto, podem atingir os alvéolos pulmonares, ficando as de tamanho maior retidas na parte superior do sistema respiratório. Sob a denominação geral de Material Particulado MP está um conjunto de poluentes constituídos de poeiras, fumos e todo tipo de material sólido e líquido que se mantém suspenso na atmosfera devido à dimensão microscópica. As principais fontes de emissão de «particulado» para a atmosfera são os veículos automotores, processos industriais, queima de biomassa, suspensão de poeira do solo, entre outros. O material «particulado» pode também formar-se na atmosfera a partir de gases emitidos principalmente nas atividades de combustão, transformando-se em partículas como resultado de reações químicas no ar. Nalguns países da Europa, estão em curso estudos sobre a concentração destas ínfimas partículas que a cada respirar introduzimos no organismo. O problema da exposição pessoal e das doenças respiratórias, sobretudo atingindo crianças a ritmo avassalador, é um assunto politicamente escaldante. Portugal também participa neste projeto que está sob jurisdição e controle do IES-JRC da Comissão Europeia - lembram-se de quem a dirige? -, que vê a sua implantação e atividade sujeitas a fatores exógenos e pressões políticas. Com clareza: esta Comissão Europeia favorece lobbies da indústria e evita rígidas medidas de proteção do ambiente e da saúde pública. Assim sendo, o apoio do IES ao programa MP 2,5 tem sido o resultado de um esforço literalmente permanente, de encontrar soluções, compromissos, e contornar dificuldades e obstáculos. Recentemente, o IES retirou os apoios pelas inomináveis pressões a que está sujeito. Sendo que o principal parceiro do referido programa para Portugal é “Mamma Antisomg di Milano”(literalmente, "Mães contra o smog"), e que Milão é uma das cidades mais poluídas do mundo, foi precisamente ali que o IES recusou suporte em equipamento e coordenação científica como resultado de intoleráveis pressões políticas. Outros financiadores procuraram desvirtuar a natureza do projeto, ou levá-lo a uma quase clandestinidade. Os investigadores envolvidos recusaram, perdendo os fundos. Esta síntese do problema é um alerta para as características da troposfera política da União Europeia. Como cidadãos estamos condenados ao esquecimento. Poderá a paz reinar nas consciências?

 

- Os aspiradores passivos das MP 2,5 culpam cada baforada dos fumadores. É justa a queixa pela levada de doenças respiratórias e alérgicas que o vício engrossa. Os inocentes passivos que na legislação antitabágica se revêm, reclamam para os «nicotinodrogados» proibições, coimas e segregação social. Esquecem que a necessidade humana de alimento obriga diariamente a cozer, assar, grelhar ou fritar. Acedendo às relações gráficas entre a exposição às MP 2.5(1) e o quotidiano, a perplexidade abalaria noções sobre o uso da frigideira ou da saudável(?) grelha - esta produz tantas partículas nocivas como cigarro (…)

 

Nota - há instantes, texto publicado aqui.

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

 

publicado por Maria Brojo às 10:16
link | favorito
Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

últ. comentários

Olá Tudo bem?Faço votos JS
Vim aqui só pra comentar que o cara da imagem pare...
Olá Teresa: Fico contente com a tua correção "frei...
jotaeme desculpa a correcção, mas o rei freirático...
Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...
Autor que não foi possível identificar: Andrew Atr...

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds