Quarta-feira, 17 de Dezembro de 2014

“NA MISSA, O CHORO DAS CRIANÇAS É A VOZ DE DEUS”

Ernan Tornea Pillerva_pope-francis.jpg

Dan Lacey pope_francis_painting.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ernan Tornea Pillerva – “Pope Francis”                     Dan Lacey – “Pope Francis”

 

Hoje, o Papa Francisco celebra 78 anos. Há três dias, visitou a paróquia de São José, na periferia de Roma. Durante a missa, eram ouvidos choros de crianças. O Papa Francisco afirmou: _ “O choro da criança é a voz de Deus. As crianças choram, fazem barulho em todos os lugares. Mas nunca podemos expulsar as crianças que choram na igreja”.  

 

 

Assim, o Bispo de Roma respondeu à tão comum situação de constrangimento dos pais nas missas de domingo: se por um lado não querem perder a missa, por outro, não sabem com quem deixar os filhos pequenos; muitos acabam deixando de ir à igreja para não receber olhares acusadores de outros fiéis.

 

 

Falando de maneira improvisada, segundo o jornal romano “Il Messaggero”, o Papa recordou que, quando alguém se sente incomodado ao ver uma criança chorando na igreja e pede que ela seja retirada, está apagando a voz de Deus. Segundo Francisco, o choro das crianças “é a melhor pregação”.  

 

Com a simplicidade de um pároco, o Papa recordou o que Jesus disse: “Deixai que as crianças venham a mim e não as impeçais, porque o Reino dos céus é daqueles que se assemelham a elas” (Mt 19, 14). O Papa Francisco recordou que o Natal é das crianças. E recordou aos adultos a alegria do significado profundo do nascimento de Jesus em um presépio. A glória do Natal não se reduz a uma ceia pomposa, recordou o Papa durante a visita à paróquia.  

 

Sem um texto preparado, acrescentou: “Mas, padre, nós fazemos uma grande ceia... Isso é ótimo, mas esta não é a verdadeira alegria cristã. A Igreja quer fazer entender o que é a verdadeira glória. Não podemos chegar ao dia 24 de dezembro dizendo que falta isso, falta aquilo... Esta não é a verdadeira glória cristã”.  

 

O Papa encontrou-se com crianças, jovens catequistas, ciganos e doentes. Nesta mesma visita, confessou 5 paroquianos. No final, celebrou a santa missa na paróquia romana sem apagar a voz de Deus: as crianças.

 

 

Nota – Fonte aqui.

 

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

 

publicado por Maria Brojo às 09:38
link | favorito
Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

últ. comentários

Olá Tudo bem?Faço votos JS
Vim aqui só pra comentar que o cara da imagem pare...
Olá Teresa: Fico contente com a tua correção "frei...
jotaeme desculpa a correcção, mas o rei freirático...
Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...
Autor que não foi possível identificar: Andrew Atr...

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds