Terça-feira, 21 de Julho de 2009

DIFERENÇA DE «As» NOS ELÉCTRICOS


Benjamin Anderson

 

Ele garante suprimir durante dois anos o IA e o imposto de circulação. Descontar cinco mil  euros na compra de um veículo eléctrico. Se trocado por um «gasolina», aumentar o desconto para seis mil e quinhentos. Maiores os benefícios esperam frotas de empresas. A Renault-Nissan compromete-se a criar 200 postos de trabalho em Sines, Estarreja ou noutro lugar com universidade e porto marítimo próximos. Boas acessibilidades importam. Objectivo: exportar e promover, com mão-de-obra portuguesa, o fabrico de baterias de iões de lítio que abasteçam automóveis eléctricos. Uma por prédio novo. Parece-me bem.

 

Aos microfones, o representante do ACP, Automóvel Clube de Portugal, reduziu a nada os propósitos:
_ pura demagogia! Carga rápida das baterias dá para meia dúzia de quilómetros, carga lenta para uma centena. As frotas das empresas trabalham, não passeiam. Copiar os alemães é melhor – dois anos sem IA e imposto de circulação.


Presente a facilidade da cópia. Omisso o facto da investigação em ciência não parar durante a trindade de ciclos prevista. Que o conhecido hoje é ultrapassado amanhã. Que nada há definitivo na existência. Que a velhice no pensar não é comandada pelo B.I. . Que crença e esperança em falta é depauperação do «ser».

 

A ACAP, um «a» a mais no meio, bateu palmas.
_ Abater um veículo em fim de vida útil é acertado. Incentivos no sector são positivos. Sempre.

 

E pessoa comum, tal qual eu, pasma. Desconfia. Interpela as diferenças. As apreciações deviam ser inversas? Mera discordância ou incidente politiqueiro? No entretanto, dei resposta. Ouviram-na os botões que não existem no «nada» de cetim.

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

Fast car -Tracy Chapman

publicado por Maria Brojo às 09:52
link | Veneno ou Açúcar? | ver comentários (4) | favorito

últ. comentários

Olá Tudo bem?Faço votos JS
Vim aqui só pra comentar que o cara da imagem pare...
Olá Teresa: Fico contente com a tua correção "frei...
jotaeme desculpa a correcção, mas o rei freirático...
Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...
Autor que não foi possível identificar: Andrew Atr...

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds