Segunda-feira, 12 de Julho de 2010

DO ‘DON’ À COCEIRA

Fabian Perez e Amanda Jackson

 

Em terras espanholas, recuso-me a falar ‘portunhol’. Os autóctones são madraços no entender de línguas estranhas e fazem-no com orgulho – quem aqui entrar que se amanhe. Ora, sendo eu a exportadora de euros, por entendê-los com esforço mínimo, porque o português é facilmente percebido se o interlocutor, dito irmão ibérico, quiser, remeto-me à inflexibilidade. Não ignoro que se lhes enrola a língua ao falarem «estrangeiro», mas, ‘abóbora’ (bem à portuguesa)!, o problema é deles. Que treinem de pequeninos, que se apurem, que se arranjem pela condição de precisados do metal que, por modo diferente da Física, faz rodar o mundo. Além do mais, ficam mal nos registos pelo obtuso linguajar, em inglês como exemplo.

 

Não sendo admiradora entusiasta dos espanhóis – historicamente ludibriaram-nos vezes demais - reconheço-lhes méritos fugidos dos lusos: culturais, preservação da imagem do país, orgulho nacional. Alinho por ordem crescente de simpatia os idiomas palrados: castelhano, catalão, basco e galego. Palrar em vez de falar pelo volume e intensidade do débito – quem já viajou em ambiente confinado e rodeada deles, sabe as penas infligidas.

 

Ontem, foi a diferença: retorci-me pela vitória da Espanha. De algum modo também por homenagem aos nossos parceiros na Jangada de Pedra à deriva que Saramago, para sempre, legou ao imaginário. E foi alegremente que vi as beijocas da Rainha e as medalhas e a Taça levantada por encarnados e amarelos e, antes, as palavras do Don Vicente del Bosque, conquanto me façam cócegas tantos Dons. Elaborando, na proporção, talvez menos do que os nossos Doutores. E se o uso a esmo deste título me causa patriótica coceira! 

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

 

publicado por Maria Brojo às 10:40
link | Veneno ou Açúcar? | ver comentários (6) | favorito

últ. comentários

Olá Tudo bem?Faço votos JS
Vim aqui só pra comentar que o cara da imagem pare...
Olá Teresa: Fico contente com a tua correção "frei...
jotaeme desculpa a correcção, mas o rei freirático...
Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...
Autor que não foi possível identificar: Andrew Atr...

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds