Domingo, 14 de Julho de 2013

"A PARREIRINHA" E PERTO DELA

 

Basta arredar da cidade parcos quilómetros, sem pontes nem filas, para encontrar "A Parreirinha". Esplanada sombreada por parreira imponente nascida de um tronco só dá para rua estreita interdita a pilecas mecânicas. E as sardinhas? _ Uma perdição!

 

 

 

 

 

De eras com séculos, recantos e vestígios do antigo esplendor.

 

 

 

Hortas, aproveitadas a partir de diminutos vão de terra, renderam-me. Prometem favas, tomates, cebolas, alhos, couves e feijoeiros.

 

 

Magnólias, flores do meu deleite, escondidas entre folhagem quase tão magnificente como elas.

 

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

publicado por Maria Brojo às 09:41
link | Veneno ou Açúcar? | favorito

últ. comentários

Olá Tudo bem?Faço votos JS
Vim aqui só pra comentar que o cara da imagem pare...
Olá Teresa: Fico contente com a tua correção "frei...
jotaeme desculpa a correcção, mas o rei freirático...
Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...
Autor que não foi possível identificar: Andrew Atr...

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds