Domingo, 18 de Março de 2012

CRONOLOGIA

 

Idos. Catorze anos tímidos como a neve que cobria urbe e serranias nas férias do Carnaval. Por ter visto “Uma Abelha na Chuva” quando, com atraso, chegou a Coimbra, julgava-me gente, 'malgré’ os dezasseis anos. Na pose, imitava uma ‘nouvelle vague’ nevada. Ridículo, claro.

 

 

Dezassete anos no tempo das vindimas antes do começo das aulas na faculdade. Outro ridículo memorável com dezoito: lidos, mal, os existencialistas, o olhar perdido condizia com o sentir.

 

 

Olha pra mim com dezanove anos nas cercanias nevadas da minha casa principal da Estrela! Mãe e tia freira como 'chaperones'. Produto da época o conjunto. Cúmulo dos ridículos pessoais que adoro: de branco com vinte anos. Caracóis e musselina e bordados. Olhar esbugalhado por se ver em tal cozinhado. Tudo cumprindo regras a que a rebelde obedeceu.

 

 

Jantar de trabalho. Vinte e seis preparados para uma partida de ténis. Trinta e tal em Amesterdão. Que gozo me dá esta cronologia!

 

 

Ruralidades com memória divina. Grupo de amigos ajudou.

 

 

Aos quarenta e uns mais, fazia isto. Ainda faço, conquanto menores os graus do ângulo. Nada mau!

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

publicado por Maria Brojo às 09:46
link | Veneno ou Açúcar? | ver comentários (4) | favorito

últ. comentários

Olá Tudo bem?Faço votos JS
Vim aqui só pra comentar que o cara da imagem pare...
Olá Teresa: Fico contente com a tua correção "frei...
jotaeme desculpa a correcção, mas o rei freirático...
Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...
Autor que não foi possível identificar: Andrew Atr...

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds