Quarta-feira, 13 de Janeiro de 2010

GREGOS? _ NÃO SÓ!

Terry Rodgers


Organizações internacionais e credíveis que esmiúçam contas dos países garantem estarmos a ficar ‘gregos’. Falsa a economia portuguesa. De faz-de-conta a saúde das finanças nacionais que esmifra, sem dó ou piedade, os forçados clientes. Não temos petróleo, à agricultura e à indústria falta pujança. O tino no gerir da ‘coisa pública’ tem escasseado e caímos no estereótipo da típica família onde falta o pão, todos estrebucham com ou sem razão.

 

Pelo aluno baleado, ao acaso, no Externato Carvalho Araújo em Braga, diria acrescermos à «greguice» influência «estadouniense», british ou alemã. Armas à solta e atentados nas escolas eram, julgava, pertença de países ricos. Fartos em tudo e fartos de tudo. Ora, frequentando a vítima estabelecimento de ensino privado tido como seguro - ainda o fosse alguma! -, é arruinada a vantagem de pagar, mensalmente, gorda maquia para garantir benefícios exclusivos. Como se a excelência ou idêntica (in)segurança estivesse ausente das escolas públicas! Provas constantes nos rankings anuais, ainda que globalmente enganosos pelos parâmetros conducentes às conclusões. É que os (des)afinados também possuem coração!

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

 

publicado por Maria Brojo às 13:21
link | Veneno ou Açúcar? | ver comentários (4) | favorito

últ. comentários

Olá Tudo bem?Faço votos JS
Vim aqui só pra comentar que o cara da imagem pare...
Olá Teresa: Fico contente com a tua correção "frei...
jotaeme desculpa a correcção, mas o rei freirático...
Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...
Autor que não foi possível identificar: Andrew Atr...

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds