Terça-feira, 13 de Setembro de 2011

À PORTA DO «TEM-TUDO»

Heriberto Cogollo, Eric Grohe

 

Oito e meia à porta do «tem-tudo» para construção. 'Café das velhas' tomado, vestimenta à trouxe-mouxe, do cabelo os múltiplos caracóis penteados com os dedos. Água gelada na espera das nove que a porta abrisse. Até às dez, foi um papar de buchas, torneiras, «bichas» macho e fêmea ou somente fêmeas, mais roscas e torneiras e autoclismo e lavatório e o mais que não lembro. Uma fadiga, não fora o fim último deixar daqui a meio ano bem contado num brinco casa inabitada da família.

 

Os mais queridos, salvo um, garantem que ensandeci pela troca de paredes e soalho cuidados em Lisboa por quimera capaz de me custar mundos e fundos, além da distância da urbanidade onde me têm por bicho certo no lugar próprio. Que, conhecendo-me a matriz pela aparência, laboram num erro carece de desmentido. Nem o TX lisboeta deixa de existir, nem existe impossibilidade geográfica de em três horas fechar a porta na Estrela e correr a fechadura do poleiro cerca do Campo Grande.

 

Acontece em horas frágeis indagar-me o porquê de reviravolta que pressinto de há muito, mas arribada suavemente à consciência em Junho após a limpeza obrigatória de terreno em socalcos na montanha. Terei, não juro, reflectido qualquer coisa semelhante a isto:

_ Anos em carreira, foi escavada cova nas quintas por onde foram escoados ribeiros de dinheirama. Vender amores de ancestrais está fora de causa _ Legarei o herdado, no pior, como foi recebido. No melhor, será alindado e volvida nova utilidade ao, até agora, sorvedouro na Beira Alta.

 

Dali até ao ‘mãos-à-obra’ foram semanas. Porfio na vontade dita quimera ou rebate inconsistente. Rosto erguido, percorro o meu outro caminho.

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

publicado por Maria Brojo às 18:38
link | Veneno ou Açúcar? | ver comentários (4) | favorito

últ. comentários

Olá Tudo bem?Faço votos JS
Vim aqui só pra comentar que o cara da imagem pare...
Olá Teresa: Fico contente com a tua correção "frei...
jotaeme desculpa a correcção, mas o rei freirático...
Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...
Autor que não foi possível identificar: Andrew Atr...

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds