Sexta-feira, 5 de Junho de 2015

O ‘MEU HOMEM'

Rob Hefferan

 

Deles, dizem algumas elas:

_ Não pode ser mais um. Não pode suplicar. Não pode exigir além do indizível contrato. Não pode transmitir culpas e solidões como aumento no carrego de pedras às costas da mulher que as rejeita. Não pode invocar sistematicamente o ‘decide tu’. Não pode assenhorear-se do espaço alheio. Não pode ser um «pipi com meias altas» (figurinha cinzenta copiada do «está-a-dar»). Não pode ter GPS instalado no cérebro que mapeie a mulher. Não pode ser repetitivo nas «estórias». Não pode recontar como vício seduções antigas. Não pode rejeitar nomes e verdades dele e dela. Não pode exercer a dúvida sobre o dito com o coração. Não pode ignorar matizes da voz feminina nem erguer fantasmas roídos.

 

_ Deve ser uma praia de seixos rolados brilhantes pela maré. Confiar no que oferece e deseja. Deve aceitar a mulher e ser aceite tal qual é. Deve esconder recônditos que somente lhe pertencem. Deve respeitar o mesmo na parceira. Deve rir e chorar. Deve ser inteligente, perspicaz, ter humor. Olhar, a direito, nos olhos. Ser louco se apetecer. Transgressor. Leal antes, durante e depois com a certeza de ser entendido pela mulher. Deve ser autónomo em casa – precisar dela por saber das capacidades bastantes que possui para lidar com as miudezas do dia-a-dia. Deve ser Holmes pelo múltiplo saber e não pela arrogância. Dr. Watson porque sentimental e romântico. Lamechas se quiser.

 

Não satisfazendo o deve e por dever que ame e seja amado sem contabilidade miúda. Homem dela e dele a mulher. Porque sim. A melhor das razões.

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

publicado por Maria Brojo às 07:30
link do post | Veneno ou Açúcar? | ver comentários (13) | favorito
Sexta-feira, 2 de Maio de 2014

A PEDRA ROLANTE E A TARDE MAIS BELA

  

Bob Dylan                                                                                                      Caring

 

Porque descreve razões que subscrevo do meu gosto pelo Bob Dylan e por esta composição em particular, porque me lembra tempo em que fui, porque foi ido rico em mudanças sociais, do meu contexto também, considero ocioso reescrever a substância da notícia ou desdobraria rol extenso de intimidades. Por agora, prefiro deixá-las no meu baú/tesouro.

 

“O manuscrito de "Like a Rolling Stone", a mítica canção que celebrizou o músico norte-americano Bob Dylan no mundo do rock and roll, vai ser leiloado pela Sotheby"s a 24 de junho em Nova Iorque.

Avaliado em cerca de dois milhões de dólares (cerca de 1.445.790 euros), o manuscrito de Bob Dylan é a joia da coroa do leilão intitulado "De Presley ao Punk: Uma História do Rock and Roll", organizado pela Sotheby's.

Segundo a organização, o leilão também inclui obras de Jimi Hendrix, The Beatles, Elvis Presley e dos Rolling Stones.

Escrito pela sua própria mão e letra em 1965, o texto de quatro páginas é o mais importante dos lotes de música popular desta venda porque, com ela, Dylan passou de cantor de folk a ícone do rock.

"É o Santo Graal das letras do rock. O lançamento de "Like a Rolling Stone" mudou irreversivelmente a história da música depois da guerra", disse, num comunicado, o especialista da leiloeira na área da música Richard Austin.

O tema, retrato de uma vida errante e solitária, foi eleito pela revista Rolling Stone como o segundo disco mais influente da história do rock, depois de "Satisfaction", dos britânicos Rolling Stones.”

 

Nota - esta a fonte onde bebi. 

 

Da "Era Uma Vez", mulher rica no sentir que transfere para as teclas e, por isto, minha convidada para nesta chaminé virtual escrever.

 

"era a tarde mais bela de todas as tardes que me acontecia"...

A minha filha de dois anos empoleirada nos ombros do pai sorria por nos ver sorrir
Um cravo para um soldado e aconteceu à janela de um quartel
e Lisboa se encheu de sorrisos e da "festa da vida" em música já anunciada
"e venham os novos e os velhos" e vieram mesmo ou ficaram debruçados nas janelas com bandeiras nacionais

do meio da multidão que desfilava devagar
e dos passeios apinhados a ver passar
surgiam de quando em vez homens que
se abraçavam chorando
talvez tivessem feito a guerra talvez Caxias talvez o Tarrafal

o sol já sem medo inundava a cidade emoldurando a alegria
talvez ingénua
porque raramente imaginada

EU estive lá. A minha geração esteve lá.
Levou os filhos e os pais e a fé num país melhor
Merecíamos aquela tarde. Foi nossa. E será sempre enquanto tivermos memória.
E essa, não há governo nem troika nem corrupto que consiga apagar(ou taxar)

O piquenique e as rosas que fiquem para outro dia...

Hoje é o dia de quem trabalha e trabalhou,
Cresceu, floriu e deu frutos, acreditando...

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

publicado por Maria Brojo às 08:54
link do post | Veneno ou Açúcar? | favorito
Terça-feira, 12 de Novembro de 2013

FURACÕES, TUFÕES E CICLONES

 

Samuel Bak - UnderTrees                                                                    Jim Warren

 

Teve ontem início em Varsóvia conferência sobre o sistema Terra. Catástrofes naturais, progressivamente mais frequentes e exacerbadas desde o começo do aquecimento global por altura da Revolução Industrial, recursos e contribuições pelas nações responsáveis pelos elevados índices poluentes são tema. Outras conferências aconteceram sem que efeitos visíveis modificassem a gravidade crescente dos danos infligidos ao planeta – lembrar Quioto vem a propósito.

 

No rescaldo dos martírios naturais que têm atingido as Filipas, o tufão Haiyan, o 25.º tufão a atingir o país neste ano, foi um dos maiores de sempre a atingir a Terra, fez 1734 mortos e afetou 4 milhões de pessoas. O ciclone Zoraida que já começou a invadir a região deverá fustigar zonas anteriormente devastadas pelo Haiyan. Previsto agravamento das inundações que comprometem a ajuda humanitária, quando número indeterminado de desaparecidos ainda são registados.

 

Confusão comum, minha também, respeita ao distinguir entre furacões, tufões e ciclones, termos que designam o mesmo fenómeno. Investiguei e aprendi. Os furacões possuem velocidade maior que 199km/h e, habitualmente, giram no sentido horário no hemisfério sul e no sentido anti-horário no hemisfério norte. Chegam a medir de 200 a 400 km de diâmetro. Tufão é o nome dado aos ciclones no sul da Ásia e na parte ocidental do oceano Índico tendo as mesmas características de um furacão. O ciclone caracteriza-se por ser uma tempestade violenta em regiões tropicais ou sub-tropicais quando os ventos superam os 50 km por hora. Por último, o tornado é o mais forte destes fenómenos meteorológicos. Embora menor que os anteriores a velocidade dos ventos costuma atingir 490k/h por hora nas zonas temperadas do hemisfério norte alcançando um poder de destruição enorme.

 

Que seja profunda a análise do “Loss and damage” na situação climatérica da Terra pelos negociadores do clima reunidos na Polónia, que a consciência, responsabilidade e espírito solidário saiam incrementadas.

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

publicado por Maria Brojo às 08:57
link do post | Veneno ou Açúcar? | favorito
Quinta-feira, 24 de Novembro de 2011

NOTICIÁRIO

Duma, Charlotte Jean Stromberg                                                                                Papel de parede

 

Notícias recebidas que neste dia de greve indignada e geral podem entreter ou ser agendadas.

 

I. "Papel de Parede - Instruções de instalação (para os menos aptos como eu)

 

0 faça save/salvar do attachment/anexo em My Documents/Meus Documentos

1 clic com o botão direito do rato num espaço vazio do ecrã inicial

2 escolha  properties/propriedades

    (na janela de Propriedades)

3 escolha  desktop/ambiente de trabalho

4 escolha  browse/procurar

5 (na janela 'my docs/meus docs') seleccione wALLsTREETpAPER de que fez save/salvar

6 (idem) clic open/abrir

7 seleccione wALLsTREETpAPER

8 clic OK

9 divirta-se no resto da sua vida a pensar neste reminder/reflexão porque nunca mais voltará a confundir actores televisivos ou personagens do Crichton com sargentos, gangsters e assassinos reais que não são heróis, são brutos venais."

 

II. Galeria Sacramento/Nuno Sacramento 

 

 

Uma das mais importantes galerias portuguesas, sita em Aveiro, está na "ARTE LISBOA" de 23 a 27 De Novembro na FIL, pavilhão 1.

Expostas obras de Diogo Moreira, Duarte Vitória, Duma (excelente!, digo eu, sem desprimor para os restantes), João Noutel, Nuno Raminhos e Pedro Figueiredo. Dos cubanos, Ernesto Rancaño, Mabel Poblet e Roberto Diago.

 

III. Mercado de Natal no Campo Pequeno 

No início de Dezembro vai realizar-se na arena do Campo Pequeno uma mostra variada e de qualidade de produtos e ofícios portugueses, com entrada livre, onde se poderão adquirir artigos portugueses a preços bastante apelativos, em áreas tão diversas como o Vintage, Gourmet, Crafts, Biológico, Design, Artes Plásticas, Plantas, Nostalgia, Decoração, Cerâmica, Joalharia, Moda, Coleccionismo, Livros e Instituições de Solidariedade Social.

 

 Filosofia:

Recriar o espírito dos mercados de outros tempos, onde se pode encontrar um pouco de tudo. Artigos devem ser portugueses ou maioritariamente manufacturados em Portugal, tradicionais ou contemporâneos e preferencialmente de autor. Artigos de qualidade a preços mais acessíveis.

 
Objectivos do Mercado de Natal:
 
Expositores:
Contribuir para a divulgação, estimulo e sustentabilidade de ofícios, artesãos e micro actividades produtivas nacionais, que pela sua reduzida dimensão têm muita dificuldade em dar-se a conhecer ao grande público de modo a poder apresentar e escoar as suas produções. Muitas destas actividades são construídas com admirável persistência, paixão, engenho e criatividade, nas mais variadas vertentes produtivas ou culturais, constituindo notáveis exemplos de inovação e criatividade nacionais.
 
Instituições de solidariedade social:
Aproximar do grande público estas instituições (Unicef, Médicos do Mundo, entre outras) que neste período difícil que o país atravessa lutam diariamente com tantas dificuldades, permitindo às mesmas uma participação gratuita para divulgação e angariação de apoios e receitas extraordinárias.
 
Público:
Sensibilização para a aquisição de artigos portugueses, estimulando actividades da micro economia nacional, a preços bastante mais justos e vantajosos, com o estímulo adicional de a entrada ser livre.
 
Data: 2, 3, 4 e 5 de Dezembro de 2011  ( 6.ª a 2.ª F., inclusive )
Horário: 11:00 às 21:00 h
Local: Arena do Campo Pequeno + corredor interno da Praça (piso da arena alcatifado, espaço coberto)
 
Expositores previstos: 100 a 120
Temas: Crafts, Biológico, Vintage, Design, Gourmet, Artes Plásticas, Plantas, Cerâmica, Nostalgia, Decoração, Joalharia, Moda, Coleccionismo, Livros e Solidariedade Social.
Entrada Livre
 
Para mais informação:
e-mail: mercadocampopequeno@gmail.com

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

Magnífico vídeo elaborado pela querida Amiga 'Dobra'                                                     Sugestão de 'Cão Grevista'

 

 

Nota: agradeço as múltiplas informações e ilustrações musicais dos estimados colaboradores do SPNI.

 

publicado por Maria Brojo às 08:03
link do post | Veneno ou Açúcar? | ver comentários (1) | favorito
Segunda-feira, 7 de Fevereiro de 2011

DE QUINZE EM QUINZE DIAS

Steve Hanks

  

Mulheres sós. Com filhos. Família alargada para lá de excesso de quilómetros. Longe. Recursos económicos médios ou abaixo disso sem permitirem funcionárias a tempo inteiro ou baby sitters – mesmo havendo folgas salariais para extravagâncias, que não existem, jamais entregariam as suas crianças a desconhecidas. Mães atentas ao que pelo mundo passa e com necessidade de satisfazerem interesses culturais. Com precisões afectivas próprias dos humanos, independentemente do género.

 

Do equilíbrio na boa gestão das carências e dos haveres, se financeiros, parcos quase sempre, é consequência o bem-estar da pequena família. Da mulher. Das crianças. Do crescer saudável. Porém, nos tratados que juízes lavram, é frequente e ainda maioritário a entrega do poder paternal às mães: porque as necessidades dos filhos exigem e o amor maternal deseja, porque o reclamam com vingança nas razões, pela indiferença do homem progenitor. Em qualquer dos casos, os pais são, normalmente, ‘obrigados’ (convidados?) a assistência presencial aos filhos de duas em duas semanas. Alguns são alegres cumpridores - dos seus meninos sabem no intervalo que medeia até aos abraços e beijos quinzenais. Entretanto e se distantes geograficamente, presentes na educação, nas dificuldades, nas viroses e dores de barriga, nas decisões fundamentais; excepções distantes da regra/norma. Contudo, aos pais está reservada liberdade no ocupar das horas deixadas livres pela profissão até aos fins-de-semana ‘neste estou com eles’.

 

E as mães? Vinte e seis dias por mês dedicados, por inteiro, aos filhos, à profissão que é sustento principal, aos carregos do supermercado, à cozinha, à roupa e ao ferro, ao aspirador e a tarefas outras tão motivadoras quanto as últimas. Deitadas as crianças, sobra, quiçá, tempo e disposição para leitura, até a estafa chamar sono. Tempo para namorar?  _ Inexistente, seja a mãe responsável e recuse enfiar portas adentro homem que ainda não lhe inspire a confiança necessária para ser apresentado aos filhos.

 

Porque os cuidados na escolha de parceiro redobram, porque urgências emocionais contrariam a escassa disponibilidade para gestos privados, alguns, muitos, homens entram em fuga nos relacionamentos com mães assim. E elas sofrem pela condição de mulheres inteiras duas vezes num mês, vinte e duas num ano, descontadas férias.

 

Nota: crónica dedicada às mulheres/mães responsáveis que conheço ou não, mas são.

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

publicado por Maria Brojo às 10:54
link do post | Veneno ou Açúcar? | ver comentários (13) | favorito

últ. comentários

Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...
Autor que não foi possível identificar: Andrew Atr...
De férias , para sempre. Fechou a loja... :-(
Curta as férias querida...Beijos
ABANDONODAVID MOURÃO FERREIRAPor teu livre pensame...
Ainda?Isso aí no Inverno é gelado ;-)

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds