Segunda-feira, 25 de Maio de 2015

NUMA RUA DE BRAGA, O MISTÉRIO

Natalie Portman.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Autor que não foi possível identificar

 

 

 

Sem pé no acelerador, sem marcha-atrás engrenada, numa subida de 100m o carro sobe para trás. Com maior facilidade do que descer em primeira. Lugar procurado por automobilistas curiosos que vão ao Bom Jesus de Braga. Num pequeno troço de estrada, os veículos sobem sozinhos, sem aceleração do motor. Qual a razão para um fenómeno que intriga as gentes? Ilusão ótica, milagre ou magnetismo?

 

Explicação: uma simples bússola que não se afasta do Norte prova a ilusão. Magnetismo excecional e acto milagreiro estão fora de causa. A estrada que aparenta descer, afinal sobe ou está nivelada. A água que ao lado flui prova o mesmo _ parece subir, mas desce como lhe é natural pela obrigação gravítica. Estrada próxima, que desce com maior declive do que a misteriosa, é a responsável pela intriga. Nesta julgamos subir quando, de facto, descemos. A relatividade das perceções no seu melhor. Que a mais seja estendida, dos valores às atitudes.

 

No Bom Jesus, além da beleza circundante, rara é a excelência do horizonte e a do bacalhau temperado com azeite honesto.

 

 

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

 

 

publicado por Maria Brojo às 09:11
link | Veneno ou Açúcar? | favorito
Quinta-feira, 19 de Janeiro de 2012

DITOS E «BOCAS»

 

Autor que não foi possível identificar, Tim Obrien

 

Não resisto a transcrever uma pérola do livro “O Medo do Insucesso Nacional” cujo autor é o actual Ministro da Economia, Álvaro Santos Pereira. «Durante séculos, a majestosa cidade de Braga especializou-se na produção de um produto: padres. Basta percorrer as monumentais ruas da cidade para perceber a importância que a religião e a Igreja Católica têm para a região. São edifícios e mais edifícios (muitos deles de grande dimensão) dedicados à produção e formação de sacerdotes. Hoje em dia, a indústria de produção de sacerdotes bracarenses está em declínio”. (…) Porquê? (…) A grande causa do declínio da Igreja Católica em Portugal é simplesmente a falta de competitividade. A indústria de produção de padres perdeu competitividade, pois os custos de produção de novos sacerdotes são demasiado altos e o preço do sacerdócio é extremamente elevado.»

 

Outra afirmação, esta não me surpreendeu, de Otelo Saraiva de Carvalho: _ "O desagrado popular pode conduzir a um golpe de Estado pelos militares, mas, não havendo condições para isso, dependerá dos efeitos da nova lei geral do trabalho." Probabilidade remota e coisa e tal, não estivessem convertidos em yuppies com galões as médias e altas patentes militares que, duvido, trocassem carreira de mandadores pela entrega do poder aos civis. Também estes, sem dinheiro para cravos, não passariam pelo mesmo filme duas vezes, ou não reagissem apenas sob emoção obediente pelas subserviências genéticas.

 

Com 36 anos morreu no dia 19 de Janeiro de 1982. Foi a melhor intérprete de sempre da música brasileira. Seu nome: Elis Regina.

 

CAFÉ DA MANHÃ

                                                                                             Elucidativo e sem nada a opor através de António Eça de Queiroz

publicado por Maria Brojo às 11:04
link | Veneno ou Açúcar? | ver comentários (4) | favorito

últ. comentários

Olá Tudo bem?Faço votos JS
Vim aqui só pra comentar que o cara da imagem pare...
Olá Teresa: Fico contente com a tua correção "frei...
jotaeme desculpa a correcção, mas o rei freirático...
Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...
Autor que não foi possível identificar: Andrew Atr...

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds