Quarta-feira, 1 de Maio de 2013

QUE BEM COMEÇA MAIO!

 

Bryan Larsen

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

publicado por Maria Brojo às 10:29
link | Veneno ou Açúcar? | favorito
Terça-feira, 26 de Fevereiro de 2013

MAGNOCATULO NA CONTINUAÇÃO DO TEXTO DE ONTEM

 

Bryan Larsen

 

“Por alguma razão as esco­las Jesuítas têm for­mado muita gente notá­vel, em conhe­ci­mento e em caráter.

 

Trata pois o texto de cui­dar do incen­ti­vo aos pro­fes­so­res para ensi­nar, sem o qual, a apren­di­za­gem é ine­fi­ci­ente. Quan­tos pro­fes­so­res sabem trans­mi­tir a pai­xão pelo conhe­ci­mento, pela des­co­berta? Quan­tos pro­fes­so­res se empol­gam e como­vem pelas des­co­ber­tas dos seus alu­nos? O que é que vale a pena ensi­nar? Haverá incen­tivo outro, além do salá­rio nas soci­e­da­des atu­ais? Com a pro­du­ção de conhe­ci­mento em con­tí­nua espi­ral, não esta­mos a per­der a noção do essen­cial? Essa ava­lan­che do conhe­ci­mento não nos está a con­du­zir à mor­tí­fera espe­ci­a­li­za­ção? À soci­e­dade dos que sabem muito de muito pouca coisa! Não é irreversivelmente des­tru­tivo que cada um no seu mis­ter des­co­nheça o impacto glo­bal da sua ação focada exclu­si­va­mente num con­texto restrito?

 

E quem deve deci­dir o que se deve apren­der? O Estado? Os Pais? Os alunos?

 

Defendo uma escola capaz de for­mar livres-pensadores, que sejam eles pró­prios, adqui­ri­das as fer­ra­men­tas neces­sá­rias, capa­zes de deci­dir por si o que que­rem apren­der e com quem.

 

Terei que refe­rir o ine­vi­tá­vel Agos­ti­nho: “Ainda um dia have­re­mos de fazer uma Escola onde cada um apren­derá o que neces­sita de saber”. Quando tal acon­te­cer, esta­re­mos muito perto da autên­tica Liberdade!

 

Sem bons professoras(as) esta­re­mos todos perdidos!”

 

 

Texto/comentário assinado por Magnocatulo ao post “Ratio Studiorum da Companhia de Jesus” publicado ontem no “Escrever é Triste”.

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

Apesar de longo o vídeo, merece ser visto até ao final.

 

publicado por Maria Brojo às 09:24
link | Veneno ou Açúcar? | favorito
Sexta-feira, 9 de Dezembro de 2011

GAIOLA DE VIDRO (I)

Bryan Larsen

Autores que não foi possível identificar, René Magritte

 

Uma casa. Nova. Torres de apartamentos, no todo, encerrados por grades. Jardins em construção. A cova da piscina forrada e vazia. Como as casas cujos compradores ainda não habitam. Porteiro e telefone na recepção a impedir entrada livre da família, de amigos, o simples tocar da campainha e resposta pelo intercomunicador. Porteiro que ao comunicar com os proprietários vira costas a quem espera sob vento gelado, não seja recusada admissão por inconveniência do momento e exigida por resposta “não está ninguém”. Condomínio que de tão fechado engaiola quem lá vive. Liberta de intrusos, mas afasta a realidade quotidiana das paredes de vidro a partir das quais somente luzes e «luziratos» provam existir cidade outra, mais vidas além das resguardadas que ali fazem lar. Nem buzinas exaltadas sobem ao enésimo andar. Foi escolhido e obtido silêncio. Largueza e mármores cujo brilho encandeia. Dentro, madeiras nunca vistas, ambiente produto de estirador e decoradora. Onde ficas Lisboa das cantinas sociais que amparam misérias, dos desvalidos, dos embrulhados por jornais nos vãos que protegem, mal, da chuva?

 

Qualidade de vida(?) e luxo amalgamados. Beleza? Design raro? Impressiva arquitectura? _ Sim! Todavia, assusta a perfeição. Talvez quem assim opina seja campónia habituada a condomínios modestos se comparados àquele. No regresso, a memória dum espaço onde habita, desde há dias, família em instalação, feliz, tornando feliz quem a ama.

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

publicado por Maria Brojo às 08:53
link | Veneno ou Açúcar? | ver comentários (5) | favorito
Quarta-feira, 22 de Dezembro de 2010

FECHOU, ENCADEOU

Tim O´Brien, Bryan Larsen, Juan Medina

 

Quando escolas abrem para almoços em tempo de férias, tendo em conta a tradição do «fechou, encadeou» nas clássicas interrupções lectivas, é notícia social e parcialmente má. Poderia representar salto positivo nos serviços dos estabelecimentos de ensino se mantivessem actividades pedagógicas e, à conta delas, fosse a refeição intervalo para repor energias. Caso este, seria jubilosa a reacção. Dos pais, em especial, que poderiam trabalhar em descanso – produtividade é dever e necessidade - sabendo as crianças inseridas em actividades lúdicas convenientemente orientadas.

 

Pelo entendido, é almoço e ‘pronto!' Confirma negrume: as crianças passam mal em casa, a alimentação familiar tem carências, uma refeição quente, de substância, diária, ao custo de euro e trocos permite «janta» aliviada e subtrai despesa aos magros dinheiros do sustento. Para mim tenho que talvez este castigo económico português seja ocasião de mudanças, largue sementes boas no solo, enraizadas depois.

 

Natal esquálido em haveres pode ser substituído, com vantagem, por Natal de afectos. Quando estes falham ou são dados como perdidos por lutos ou rejeições, a escrita memorial serve de lenitivo para quem, desiludido, afirma desejo de riscar Dezembro do calendário. “O que nunca esqueci de ti” endereçado a amores familiares ou outros é modo de recuperar alegria e dela constituir oferta para a de alguém aumentar. Memória na escrita exorciza fantasmas, medos, diálogos penosos com o umbigo que nem é centro de nada, salvo do egoísmo, quantas vezes mascarado de mergulho sazonal em estado depressivo.

 

CAFÉ DA MANHÃ

  

Cortesia de Cremnóbata 

 

publicado por Maria Brojo às 09:09
link | Veneno ou Açúcar? | ver comentários (16) | favorito

últ. comentários

Olá Tudo bem?Faço votos JS
Vim aqui só pra comentar que o cara da imagem pare...
Olá Teresa: Fico contente com a tua correção "frei...
jotaeme desculpa a correcção, mas o rei freirático...
Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...
Autor que não foi possível identificar: Andrew Atr...

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds