Sábado, 22 de Junho de 2013

"LES HOMMES ENDORMIS" DA BRIGITTE BARDOT

 

Peter Engels, autor que não foi possível identificar

 

Volta que não volta, lembro dos anos cinquenta e sessenta do século que já lá vai a diva do cinema europeu que todas as «esposas» sensaboronas temiam. A imagem fornecida da BB condensava inocência e sensualidade capaz de deixar em tremeliques orgásticos o mais pacato dos homens. E eles acorriam aos cinemas sós ou acorrentados pelas respetivas que lhes vigiavam pestanejares e trejeitos quando rosto e corpo perfeitos da Brigitte enchiam os ecrãs.

 

Se as fitas que estrelou enquadradas na nouvelle vague não deixaram grandes memórias, outro destino teve o "Viva Maria" em que partilhava a tela com Jeanne Moreau, bem como o subversivo "E Deus criou a Mulher" dirigido pelo marido, Roger Vadim. Perdura na memória a inesquecível cena em que dança descalça em cima de uma mesa, tida por uma das mais tórridas da história do cinema.

 

Simone de Beauvoir descreveu Brigitte Bardot como "uma locomotiva da história das mulheres". Outros intelectos rotularam-na como a mulher mais livre da França no pós-guerra. Por esse tempo, nos «States», Marilyn Monroe borbulhava como ícone sexual, conquanto não fosse além do púdico maiô obediente aos estúdios hipócritas censores e conservadores. Na mesma época, BB atrevia o bikini, (...)

  

"Ils ont tous les mêmes manières
De peser au creux de nos lits
Abandonnés à leurs mystères
Sans façon désertant nos vies
Ils ont tous les mêmes manières
Les hommes, les hommes endormis

 

Ils ont tous le même visage
Serein détendu rajeuni
Ils ressemblent aux enfants sages
Comme parfois ils sourient
Ils ont tous le même visage
Les hommes, les hommes endormis

 

Repus et alanguis
Au creux de nos bien êtres
Ils dorment lourdement
Inexorablement
Avec de l’insistance
Même de l’insolence
Ils dorment libérés

Loin de tout, loin de nous

 

Les éternelles, les inquiètes
Les amoureuses attendries
Nous les curieuses on les guette
Avec des ruses de souris
Nous, les éternelles, les inquiètes
On les guette, on les guette
Les hommes... Endormis"

 

Nota: texto integral aqui.

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

publicado por Maria Brojo às 09:55
link | Veneno ou Açúcar? | favorito
Segunda-feira, 7 de Maio de 2012

BONNE(?) VIEILLE EUROPE

Autor que não foi possível identificar, Alex Khrapko

 

Feliz, sim, com os resultados eleitorais em França. Desaparece o Nicolas, soyez le bienvenu François Hollande! Concedo ter sido digna a despedida de Sarko. Eufórica a celebração de François que lembra homónimo com apelido Mitterrand e tem como mentor. Dizem línguas viperinas que não fora a transformação por especialistas norte-americanos de mercado do ex-cinzento Hollande numa figura correspondente ao respetivo pensar e objetivo de vencer as presidenciais, o Sarko e a Bruni continuariam no Eliseu.

 

É extraordinário como os povos configuram numa personalidade a resolução de todos os problemas que o afligem. Mas o direito à esperança existe. Mas é legítimo que nesta Europa conjugada, até agora a duas vozes – Sarkozy e a da Merkl que de angelical nada tem – outras se ‘alevantem’ e ajam de modo diferente na condução desta bonne(?) vieille Europe.

 

Pelas eleições francesas, as gregas ficaram desfocadas. Na Grécia, o caldo resultante talvez comporte novidade. É na espera que navegaremos até o concreto surgir. Vale saber que «troiquices» não desfiguram a natura grega do azul mediterrânico e branco.

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

publicado por Maria Brojo às 11:04
link | Veneno ou Açúcar? | ver comentários (3) | favorito
Quarta-feira, 4 de Agosto de 2010

BAGUETTE E PEPINEIRA

 

Pal Sarkozy

 

Em Paris, à meia-noite ainda não é hora dos lobos - chega mais tarde como em todas as capitais. As luzes enxameiam boulevards, la Place Vendôme e de la Concorde. Outras, muitas, incendeiam o escuro da abóbada. Apagam estrelas, excepto nas sombras cúmplices das margens do Sena, nas Tuileries e nos perigos ocultos do Bois de Boulogne.

 

No 55 da Rua Faubourg-Saint- Honoré, oitavo arrondissement, os focos branqueiam a pedra. Dormirão, Sarko e Bruni? Ou Monsieur Le Président ainda ruminará a cena de elementar ciumeira nos bastidores do set onde é rodado Midnight in Paris? À propos do novo filme de Woody Allen em que participa Carla, desancou verbalmente a mulher. Não por ela ter repetido 35 vezes a modesta cena em que entra numa mercearia com uma popular baguette debaixo do braço, mas pelo comparsa enamorado. Ao estilo Sarko, pepineira como razão.

 

Nos Simpsons, já consta a caricatura deste making off. Humoristas do Quebeque imitam Brassens e fazem blague do casal três e trinta: dele metro e meio, dela o resto. Entre ambos, a desproporção da plasticidade neuronal é semelhante.

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

publicado por Maria Brojo às 08:25
link | Veneno ou Açúcar? | ver comentários (9) | favorito

últ. comentários

Olá Tudo bem?Faço votos JS
Vim aqui só pra comentar que o cara da imagem pare...
Olá Teresa: Fico contente com a tua correção "frei...
jotaeme desculpa a correcção, mas o rei freirático...
Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...
Autor que não foi possível identificar: Andrew Atr...

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds