Segunda-feira, 24 de Fevereiro de 2014

O PÊNDULO DAS MULHERES

 

 

 

Claudio Bravo                                                                                                           Rob Caddick

 

«A identidade, o clube e um emprego para a vida eram os vestígios da tradição conservadora, hoje desmantelada e substituída pela precariedade - dos afetos, dos compromissos, dos projetos, da vontade, dos ideais.»

 

O ser e o clube é o que permanecerá intocado para a metade XY da humanidade. No genoma da fração marialva, está escrito: “muda de fé, de carro e de mulher, nunca de clube!” E assim é com acentuada relutância para o automóvel e maior displicência para a mulher.

 

As mulheres são pendulares – mudam bem de quase tudo, exceto de marca de fond de teint. Por princípio, rendem-se ao que é novo e mais sedutor. O clube depende. Iniciam-se nas lides por via do clube paterno. Sendo o pai castrador, mudam-se para o inimigo figadal que reúna maior consenso no «grupo». Já adultas, o percurso clubístico depende da meteorologia amorosa - amor em alta e o clube dele (...)

 

Nota: publicado no "Escrever é Triste".

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

publicado por Maria Brojo às 08:35
link | Veneno ou Açúcar? | favorito

últ. comentários

Olá Tudo bem?Faço votos JS
Vim aqui só pra comentar que o cara da imagem pare...
Olá Teresa: Fico contente com a tua correção "frei...
jotaeme desculpa a correcção, mas o rei freirático...
Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...
Autor que não foi possível identificar: Andrew Atr...

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds